Saúde

Um ano de pandemia do coronavírus: Hospital São Domingos lança carta aberta aos maranhenses

No dia em que o Brasil completa 1 ano de luta e combate contra a pandemia do novo coronavírus que se instalou no país, o Hospital São Domingos, em São Luís, lança carta aberta aos maranhenses e confirma 2º onda da doença no Estado, além de todos os seus 55 leitos de UTI – reservados para pacientes infectados -, ocupados, conforme Boletim Diário desta quinta-feira, 25.

Um dos maiores hospitais, em atendimento particular na capital, na carta, conta que “tem recebido, diariamente, cada vez mais pessoas acometidas pela Covid-19, tanto de São Luís, quanto de diversas cidades do Maranhão”.

Com o avanço da doença nos estados brasileiros, muitos destes já determinando, de novo, a forma mais radical de isolamento social, o chamando lockdown, o HSD garante que em nenhum momento deixou de mobilizar toda a estrutura de pessoal e física para se adequar, de acordo com as necessidades da população, apesar de, também, ter sofrido impacto no setor financeiro, com a perda de recursos.

“Recentemente, ampliamos os leitos de internação clínica e de UTI para pacientes com Covid-19; que estão com taxa de ocupação muita alta e mais de 50% dos pacientes graves têm idade abaixo de 60 anos”, 

Mas, também, faz o alerta.
“É necessária a colaboração da sociedade no cumprimento das medidas preventivas, evitando aumento significativo de infectados e o colapso do sistema de saúde”.

Confira a carta na íntegra:

Estamos há aproximadamente um ano diante de uma Pandemia, que é um grande desafio a ser superado por toda a humanidade. Atualmente, o nosso País passa por uma segunda onda, com aumento crescente de casos e demanda por serviços de saúde. O Hospital São Domingos tem recebido, diariamente, cada vez mais pessoas acometidas pela Covid-19, tanto de São Luís, quanto de diversas cidades do Maranhão.

O Hospital São Domingos tem o compromisso de cuidar da saúde das pessoas e não tem medido esforços no enfrentamento dessa crise sanitária. Para isso, oferece um Pronto Socorro exclusivo para pacientes com sintomas gripais, protocolos rigorosos e separação do fluxo de pacientes que necessitam de isolamento, os mais modernos equipamentos para atendimento de pacientes graves, além de uma equipe altamente qualificada para prestar o melhor atendimento aos seus pacientes.

Recentemente, ampliamos os leitos de internação clínica e de UTI para pacientes com Covid-19; que estão com taxa de ocupação muita alta, e mais de 50% dos pacientes graves têm idade abaixo de 60 anos. Continuaremos lutando com todas as forças para contribuir com o nosso papel diante deste cenário. Entretanto, esta situação preocupa a direção da instituição, visto que os recursos físicos e financeiros são limitados. 

Diversos setores da Economia têm sido impactados, e também conosco não é diferente. No ano de 2020, além de cuidar da saúde da população e da nossa equipe,  nos deparamos com a perda de recursos financeiros devido aos impactos da pandemia na prestação de serviços de saúde que não sejam relacionados à Covid 19.

Apesar desta situação, o Hospital tem atuado para garantir atendimento a todos e superar o momento, reforçando e atualizando seus processos e protocolos e fazendo a avaliação periódica das demandas para a melhor alocação dos recursos e, assim prover o atendimento necessário a seus clientes. 

Em nenhum momento deixamos de ficar em alerta e de mobilizar toda a nossa estrutura de pessoal e física para se adequar de acordo com as necessidades, mas é necessária a colaboração da sociedade no cumprimento das medidas preventivas, evitando aumento significativo de infectados e o colapso do sistema de saúde. Continuam imprescindíveis as medidas de distanciamento social, uso de máscaras e a higienização das mãos, medidas simples, mas de alta eficácia contra o novo coronavírus. 

Conclamamos toda a população a reforçar seu compromisso com as medidas para que possamos, juntos, superar este desafio, que é de toda a sociedade.

Deixe uma resposta