Saúde

COVID19: Maranhão passa das 6 mil mortes em decorrência da doença

Foi a própria atualização da Secretaria Estadual de Saúde (SES) que confirmou que, um ano após a 1º morte registrada no Maranhão por decorrência da COVID19 (29 de Março de 2020), o Estado ultrapassou, nesta terça-feira, 30, os 6 mil óbitos pela doença e mais de 15 mil casos ativos. A maior tragédia sanitária do século XXI já vivida no mundo.

Desde o início da semana, o Maranhão tem batido recorde no número de mortes pela doença, chegando a registrar 259 mortes em apenas oito dias, além de 5.810 novos casos.

Ano passado, quando o isolamento deu um pouquinho certo, as pessoas realmente se isolaram e usaram máscaras. Hoje, essas medidas estão absolutamente desacreditadas. Mesmo com fases e decretos mais rígidos, o nível de isolamento é pequeno e a circulação está grande. A população tem agido como se a tragédia do vírus e o que ele causa tenha “caído no normal”.

Entre essas vítimas – que não se resumem apenas à estatísticas e números -, estão mães, pais, irmãos, filhos, tios, sobrinhos, avós, amigos, pessoas públicas, anônimas, profissionais da saúde, trabalhadores de serviços essenciais, donas de casa e tantas outras pessoas com profissões distintas, que perderam a batalha contra doença.

Deixe uma resposta