Geral

A partir de hoje, 15, bares e restaurantes fechados, integralmente, no Maranhão

Começou a valer nesta segunda-feira, 15, o novo Decreto do Governo do Estado, no que tange às novas medidas restritivas de combate ao novo coronavírus. As medidas que continuam suspendendo aulas, festas e, agora, fechamento, de forma integral de bares e restaurantes, vão até o próximo dia 21.

A prorrogação do Decreto Estadual, com novos itens de isolamento, foi anunciada na última sexta-feira, 12, durante coletiva do governador Flávio Dino (PCdoB).

Auxílio Estadual
Durante essa semana, proprietários de bares e restaurantes podem se cadastrar para ter direito a um auxílio de R$ 1.000, que deverá ser pago pelo governo do Estado, afim de evitar demissão de trabalhadores. O benefício será concedido em parcela única, a partir do dia 19 de março. Os estabelecimentos devem se cadastrar até sexta-feira a próxima sexta-feira, 19, na Secretaria de Estado da Indústria e Comércio (Seinc).
Foi anunciado, também, auxílio emergencial estadual para o setor cultural da Região Metropolitana de São Luís, para aqueles profissionais que participaram da Lei Aldir Blanc. O valor pago será de R$ 600, em cota única e a parcela será creditada até o dia 19 de março, apenas com o cadastro realizado pela Secretaria de Estado da Cultura (SECMA).
Em tempo
As aulas nas escolas da rede estadual continuam suspensas, as igrejas podem funcionar com o limite máximo de 30% da capacidade e o comércio continua funcionando entre às 9h às 21h.
Geral

Pandemia avança sem controle e Brasil tem recorde de mortes por Covid-19 em 24 horas

A segunda onda de Covid-19 segue descontrolada e em franca tendência de crescimento no Brasil. Somente nesta terça-feira (9), o país voltou a bater seu próprio recorde de mortos, em um período de 24 horas, com 1.972 vítimas notificadas ao Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass). Com os novos números, o país chega 268.370 vidas ceifadas pelo novo coronavírus, desde o início da pandemia, em março de 2020.

Sem isolamento social, Brasil corre risco de ficar sem UTI em Julho, segundo especialistas

O balanço desta terça-feira nos estados também identificou um total de 70.764 novos casos de infecção. Isso, sem contar a subnotificação, admitida por todas as autoridades sanitária envolvidas. Com isso, 11.122.429 brasileiros já foram contaminadas com a covid-19.

As médias móveis calculadas, diariamente, de novos casos e mortes, com base nos últimos sete dias, seguem em ascensão acelerada e estão em seu ápice, superando o pior momento da pandemia, entre julho e agosto do ano passado.

Colapso

Os sistemas de saúde das cidades brasileiras seguem em colapso – ou já muito próximos dele – há mais de uma semana. A demanda não atendida por leitos hospitalares já faz com que brasileiros morram sem terem recebido nenhum atendimento médico.

Eu mesma, já ouvi, em entrevista de Telejornal, médico dizendo que para que haja vagas liberadas na UTI, é necessário que o paciente morra para, assim, outra pessoa ser atendida.

No Paraná, por exemplo, no fim de semana, 989 pessoas aguardavam na fila por uma vaga para tratar de covid-19, sendo 519 com necessidade imediata de UTI. O cenário dramático se repete em boa parte do restante do país. No Mato Grosso, quase 100 pessoas aguardam por um leito.

O Brasil é, desde janeiro, o epicentro da pandemia de covid-19. Segundo com mais mortes, atrás apenas dos Estados Unidos. Atualmente, o país vive um cenário oposto ao mundo.

Os demais países da comunidade internacional assistem a uma grande redução de casos e mortes desde o início do ano. Resultados expressivos foram observados na Europa, com a adoção de “lockdown” intensivo e também com o avanço das respectivas campanhas de vacinação.

Maranhão

Em São Luís, segundo dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde, já nesta quarta-feira, 10:

Leitos clínicos para a Covid-19 na Grande São Luís

Total de leitos Leitos ocupados Porcentagem de ocupação
430 383 89%

Leitos de UTI para a Covid-19 na Grande São Luís

Total de leitos de UTI Leitos ocupados de UTI Porcentagem de ocupação
179 166 92%

No Estado, em geral, até esta terça-feira, mais de onze mil pessoas ativas e 5.344 mortes registradas decorrentes da Covid19.

Isolamento

Na ausência de vacina para todo mundo, o combate precisa continuar sendo seguido pelo que, insistentemente, é falado: distanciamento, máscaras, sair se for necessário, auxílio emergencial. O controle da pandemia é dinâmico e responde ao nosso esforço”.

Se o brasileiro insistir em não seguir as orientações dos órgãos de saúde e continuar realizando festas, aglomerações desnecessárias e sem isolamento social, o país corre o risco de ficar sem UTI em Julho, segundo especialistas.

Geral

Motoristas de ônibus decidem cruzar os braços a partir da próxima segunda-feira, 15, em São Luís

O Sindicato dos Rodoviários confirmou nesta terça-feira, 9, que pretende paralisar o transporte público de São Luís, a partir da próxima segunda-feira, 15.

A entidade já encaminhou documentos, informando sobre a decisão, a órgãos de segurança e controle, como Agência de Mobilidade Urbana (MOB), Ministério Público do Trabalho (MPT), Sindicato das Empresas de Transportes (SET) e Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT). Além desses órgãos, uma cópia da documentação foi, também, enviada ao prefeito da capital, Eduardo Braide.

“Não gostaríamos de causar transtornos a população de São Luís, mas cruzar os braços é a alternativa que nos resta para chamar a atenção do poder público e obrigar os patrões a atenderem as nossas reivindicações, que são justas e legítimas. Os Rodoviários estão sendo prejudicados desde o início da pandemia provocada pela Covid 19. Merecemos mais respeito e melhores condições de trabalho. Para garantir os nossos direitos, lutaremos até o fim”, pontuou Marcelo Brito, presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão.

Resumindo: de todo jeito, em tudo, a fatura sempre cai no colo da população.

Geral

Jenipapo dos Vieiras: pela 1º vez, agricultores familiares vendem mandioca para cervejaria AMBEV

Iranaldo Lima, só felicidade com a venda do seu produto.

Desde que a prefeitura de Jenipapo dos Vieiras, por meio da Secretaria Municipal de Agropecuária, Pesca, Meio Ambiente, Assuntos Indígenas e Programas Especiais, anunciou a parceria realizada com a AMBEV no projeto de venda de mandioca dos agricultores familiares da cidade para a cervejaria, eles começaram a se organizar e preparar o produto para ser comercializado.

Foi a 1º vez na história do município que os produtores rurais tiveram a oportunidade de vender o seu produto à AMBEV, mesmo já desejando isso há anos. Mas, graças a disposição da prefeitura, já iniciando o mandato dando um salto nas políticas públicas de inclusão e dignidade aos agricultores, a garra da secretária municipal de Agricultura Carliene Rodrigues, em correr atrás dessa parceria tão sonhada, ela foi oficializada, com a ajuda, também, do Governo do Estado, por meio da ARGEP (Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão), beneficiando, assim, o sistema de agricultura familiar.

“Desde que anunciamos o interesse da AMBEV pela mandioca dos nossos produtores, alguns deles, prontamente, nos procuraram para saber como poderiam vender o produto. Os que já estavam com a mandioca em época de colheita se organizaram e, juntos, preparamos todo o produto para a venda que se encerrou no último sábado”, disse a secretária Carliene.

Antônio Marcolino, Iraneide Guajajara e Iranaldo Lima, estes foram os três agricultores que negociaram, diretamente, com a empresa de cerveja, a venda do produto, sendo os protagonistas de seus próprios negócios.

Na soma da mandioca dos 3 agricultores, mais de 20 toneladas foram vendidas para a cervejaria Ambev.

Agricultora familiar Iraneide Guajajara, moradora da Aldeia Cajueiro Real

“Aqui em Jenipapo dos Vieiras nunca tinha tido projeto para a venda de mandioca. Aqui os projetos eram para outras coisas, mas, hoje, estamos tendo a oportunidade de vender nossa mandioca para a AMBEV. Então, quem tem terra, vamos cuidar de trabalhar porque o negócio está ficando bom e isso veio por meio da nossa secretária Carliene”, contou o agricultor familiar Iranaldo Lima.

A iniciativa fomenta a agricultura local e contribui com o desenvolvimento da cadeia produtiva. Essa conquista inédita aos produtores mostra que, em menos de 3 meses de trabalho municipal, a cidade já está vivendo uma nova história nas famílias jenipapenses .

“Isso é só o começo! Nós conseguimos com que a 14º empresa mais importante do país entrasse no nosso município; por isso, nós vamos expandir esse projeto e fazer com que os nossos produtores tenham, cada vez mais, renda e capacidade de sobrevivência”, finalizou a secretária Carliene.

Geral

Ex-governadora Roseana Sarney mostra interesse nas eleições para deputada federal ano que vem

Em entrevista, na manhã desta segunda-feira, 8, a um telejornal matinal, a ex-governadora do Maranhão, Roseana Sarney, disse que está de volta à cena política e que pretende trabalhar em prol do Maranhão.

Para as mulheres que já ocupam cargos parlamentares, principalmente no Maranhão e, até para as que almejam disputá-lo, chega a ser quase impossível não associar a imagem de “mulher na política”, à figura da ex-governadora, visto que Roseana foi a 1º mulher eleita, pelo voto popular, em 1994, ao cargo de governadora de um estado brasileiro, além de já ter exercido, também, os cargos de deputada federal e senadora.

Nesse dia que é considerado O Dia Internacional da Mulher, Roseana fez uma avaliação, bem genérica, em como as mulheres ainda vivem aquém do que elas merecem na política. “Nós não pudemos nem nos equiparar aos homens nos 3 Poderes. Nós ainda não alcançamos os níveis que a gente quer”, afirmou.

“Eu espero que, cada vez mais, essas mulheres enfrentem esses problemas, enfrentem essas lutas, porque não é fácil. Mas, nós precisamos ter coragem e irmos para a linha de frente. Precisamos ser representadas nessas 3 esferas (Executivo, Legislativo e Judiciário)”, disse a emedebista.

Sobre a disputa ao cargo de deputada federal 

Roseana Sarney ainda afirmou que disputará um cargo político na eleição de 2022 e, que, inicialmente, poderá ser candidata a deputada federal, garantindo que, como mulher, está pronta para assumir qualquer posição.

“Olha, eu sempre fui política na vida. então, dei uma pausa e me candidatei nas últimas eleições para governadora, perdi a eleição, isso é natural. Eu sou acostumada a isso. Uma eleição você ganha ou você perde, claro. Então, me acomodei e estou me preparando para a próxima. Vou de novo submeter o meu nome ao sufrágio. Dessa vez ainda não me decidi, mas vou tomar a decisão de acordo com as pesquisas e de acordo com o povo do Maranhão”, reconheceu Roseana.

“A princípio eu estaria disposta a sair como deputada federal, mas ainda eu estou pensando e vou ver qual a melhor posição para eu representar o meu estado. Não é só o cargo pelo cargo, eu quero servir ao Maranhão, eu quero servir ao meu estado e servir também às nossas mulheres”, garantiu.

Geral

COVID19: em coletiva de imprensa, governo do Ma anuncia novas medidas sanitárias de 5 a 14 de Março

Depois de ser cobrado, de todas as formas, para se pronunciar, de forma mais enérgica em relação ao anúncio de decreto com medidas sanitárias mais restritivas em combate à COVID 19 no Maranhão, o governador Flávio Dino (PCdoB), finalmente, comunicou, em coletiva de imprensa, na manhã desta quarta-feira, 3, as novas medidas no enfrentamento da doença.

Entre as medidas do Decreto Estadual que vão começar a partir do dia 5, se estendendo até o dia 14 de Março, estão:

– suspensão absoluta de festas, shows, músicas em bares e restaurantes, eventos de qualquer natureza, em todo o Estado do Maranhão. Bares e restaurantes, se enquadram no funcionamento de ‘estabelecimento comerciais’, podendo funcionar apenas das 9h da manhã, às 21h;

– estabelecimentos comerciais, na Ilha de São Luís, não serão fechados, mas terão horário mudado. Só poderão abrir às 9h da manhã, até às 21h, obrigatoriamente, a fim de diminuir, de manhã cedo, as aglomerações das pessoas em ônibus. Supermercados e academias se incluem nessa medida;

– aulas presenciais, nas escolas e faculdades públicas e privadas, nesse período de 10 dias, estão suspensas, sendo permitida apenas as remotas. Creches, também, se incluem nessa medida;

– atividades presenciais do serviço público estadual, também estarão suspensas a partir do dia 5.

– com as lideranças religiosas, o governo afirma que vai se reunir, antes do dia 5, para dialogar e decidir, junto aos líderes, como ficarão os encontros religiosos;

Em tempo

Em relação ao serviço público, Dino restringiu apenas os dias de suspensão às atividade estaduais, dizendo que cada município tem o poder de decisão em como proceder.

Interrompendo perguntas de jornalistas, Flávio Dino encerrou a coletiva, tendo dando oportunidade apenas a perguntas de 2 profissionais.

Geral

Conselho Nacional de Secretários de Saúde emite Carta com ‘pedido de socorro’ destinada a todos os prefeitos e governadores do Brasil

“Pacto Nacional pela vida” quer reunir todos os poderes e sociedade civil, representantes da indústria e comércio, instituições religiosas e acadêmicas de todo o Brasil, para que, em união, possam cumprir o conjunto de medidas propostas pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde – CONASS.

O presidente do Conselho Nacional de Secretários de Saúde, Carlos Lula e, também, secretário estadual de saúde do Maranhão, divulgou, no início da tarde desta segunda-feira, 1, uma ‘Carta dos secretários estaduais de saúde à Nação Brasileira’, onde descreve um conjunto de medidas proposta a todos os prefeitos municipais e governadores do estado de todo o Brasil, a fim de se unirem em um Pacto pela vida, pois entende que somente os poderes e sociedade civil, representantes da indústria e comércio, instituições religiosas e acadêmicas de todo o país, juntos, no cumprimento das medidas descritas na Carta, a Nação pode se recuperar da maior crise sanitária provocada pela COVID19.

Até o presente momento, mais de 254 mil pessoas chegaram à óbito em decorrência da doença no Brasil. No Maranhão, último Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado, foram registradas 5.052 mortes e 9.987 pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

Ao que chamou de “estado de emergência nacional”, as exigências na aplicação de medidas mais restritivas em todo o território brasileiro, quer proibir eventos presenciais como shows, congressos, atividades religiosas, esportivas e correlatas em todo território nacional; suspender atividades presenciais de todos os níveis da educação do país; e adotar um toque de recolher nacional a partir das 20h até as 6h da manhã e durante os finais de semana.

Os secretários também cobram o fechamento das praias e bares; implantação do trabalho remoto nos setores público e privado sempre que possível; criação de barreiras sanitárias nacionais e internacionais, considerados o fechamento dos aeroportos e de rodoviárias; e ampliação da testagem e acompanhamento dos testados, com isolamento dos casos suspeitos e monitoramento dos contatos, manifestando-se pela adoção imediata nas cidades e estados.

Em tempo

A carta, assinada pelo presidente do Conass, Carlos Lula, também pede um Plano Nacional de Comunicação para “reforçar a importância das medidas de prevenção e esclarecer a população”, a compra de todas as vacinas possíveis e a implantação de um plano de recuperação econômica, com repasse imediato do auxílio emergencial.

Geral

Auxílio Emergencial: presidente da Câmara Federal garante volta do benefício ainda em Março

O presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), afirmou nesta segunda-feira (1º), em entrevista a um programa de Tv nacional, que a primeira parcela do novo auxílio emergencial deverá ser paga ainda neste mês de março.

Ao todo, segundo ele, serão dadas quatro parcelas de R$ 250, mas a decisão final cabe ao Ministério da Economia. “Serão pagas em março, abril, maio e junho”, garantiu.

O deputado acrescentou que, durante os novos pagamentos, será discutida pelo Legislativo e o Executivo uma maneira de tornar permanente o programa de transferência de renda.

“Também com previsão de que tenhamos a oportunidade de criar um programa permanente, como Bolsa Verde Amarela ou Bolsa Cidadã [nome a ser definido], com perspectiva um pouco maior para atender também ao Bolsa Família e aos novos incluídos”, observou, citando uma discussão que já ocorre no governo federal desde 2020.

Em tempo

No domingo (28), Lira, ao lado do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), encontrou-se com o presidente da República, Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes. Na reunião trataram de auxílio emergencial, vacinação e pautas prioritárias do governo.

Geral

Confirmado: prefeitura de Grajaú decreta lockdown na cidade por 15 dias

A decisão de que a prefeitura de Grajaú decretaria lockdown no município, após seguidas reuniões com equipe de governo, Câmara Municipal, representantes empresariais e sociedade civil, teve o seu martelo batido na manhã deste sábado, 27, em virtude da progressão da COVID19 e aumento de casos na cidade. O decreto pela forma mais severa de isolamento passa a valer a partir da meia noite de hoje.

Grajaú é a primeira cidade maranhense a decretar, em decisão unilateral ao Estado, suspensão dos serviços não essenciais, por 15 dias

Nesse momento em que o Brasil atravessa, de forma caótica, a 2º fase da doença – desde o início do ano -, estados e municípios espalhados pelo país já declaram colapso no sistema de saúde. No Maranhão, a situação não está tão diferente.

Diante do pior e na justificativa de resguardar e promover o bem estar da coletividade, Grajaú é a primeira cidade maranhense a decretar, em decisão unilateral ao Estado, suspensão dos serviços não essenciais, por 15 dias.

Entre as principais medidas estão:

– o fechamento de estabelecimentos comerciais ;
– proibição da venda de bebida alcoólica;
– proibição de eventos que causem aglomeração;
– suspensão de todas as atividades dos órgãos públicos.

“A curva de contágio permanece em ascensão no município, segundo dados dos Boletins Epidemiológicos, divulgados pela administração municipal. Mais de 250 novos casos foram registrados em Grajaú, em menos de 2 meses”, justificou a prefeitura.

Essa segunda onda da COVID19, apresenta mais gravidade e maior letalidade devido as novas variantes e mutações do vírus.

Em tempo

Enquanto o vírus avança com força no Maranhão, mais de 5 mil mortes registradas decorrentes da doença e um novo caso da variante P1 da COVID19 confirmada pela Secretaria Estadual de Saúde, o governador Flávio Dino segue apenas dizendo que está “estudando adotar medidas mais rígidas de enfrentamento à doença”.

Sade o que isso me parece?
MEDO. Medo de represálias da população e, principalmente, da classe empresarial. (saiba mais AQUI)

Geral

ERRATA: Prefeitura de Grajaú se reúne para decidir pelo decreto ou não de lockdown na cidade

 

Em contato com a equipe de governo da prefeitura de Grajaú, não foi confirmada a informação de que o prefeito Mercial Arruda decretou, nesta sexta-feira (26), lockdown por 15 dias no município.

De acordo com a assessoria de comunicação da prefeitura “Grajaú ainda não está em lockdown, o que, provavelmente, pode acontecer amanhã”, disse a ASCOM.

Em tempo
Ainda, segundo a ASCOM, as reuniões que têm acontecido desde a quinta-feira, 25, da prefeitura, com a classe empresarial e advogados, é com o intuito de detectar se as restrições estabelecidas pelo órgão municipal estão sendo cumpridas. Inclusive, há a informação de que, nesta tarde de sexta-feira, outra reunião está acontecendo com as classes acima citadas, já, nesse caso, para a decisão ou não do decreto de lockdown.
“Só após essa reunião que podemos ter essa informação”, pontuou um membro do governo municipal.
Em contrapartida, setores do comércio já estão realizando manifestação na cidade contra a possível decisão de isolamento total.