Temer vai distribuir dinheiro à rádios de municípios brasileiros para publicidade em defesa da Reforma da Previdência

Com esse roteiro, o Planalto mostra que, além da concessão de cargos e emendas parlamentares, a propaganda também virou moeda de troca em busca da aprovação da reforma no Congresso. Os responsáveis pela indicação da mídia que receberá a verba publicitária são justamente deputados e senadores. Assim como no RGPS – Regime Geral de Previdência Social –, a transição para os atuais segurados será aplicada a servidores com idade igual ou superior a 50 anos (homens) ou 45 anos (mulheres).

Até que ponto a bancada de políticos, a exemplo do chefe da Nação, Michel Temer (PMDB), subestima a inteligência e a vontade soberana do povo?!

Desde que o presidente do Brasil autorizou mudanças na Reforma da Previdência para ser enviada e aprovada pelo Congresso, exigindo os requisitos de 65 anos de idade, 25 anos de contribuição, 10 anos no serviço público e 5 anos no cargo efetivo, tanto para o homem como para a mulher, para poder se aposentar, mobilizações de trabalhadores têm acontecido por todo o país.

Com isso, de acordo com a coluna de Mônica Bérgamo, da Revista Fórum, o governo Temer está fazendo de “um tudo” para tentar conter a população de críticas à Previdência. Segundo a informação da colunista, o governo vai distribuir à rádios de municípios brasileiros verbas de publicidade destinadas à defesa da Reforma da Presidência. A lista será elaborada a partir de sugestões de parlamentares que apoiam o governo, que indicarão os veículos que devem receber a propaganda.

A estratégia do Palácio do Planalto para afastar as resistência à Reforma é fazer com que locutores e apresentadores populares, principalmente no Nordeste, expliquem as mudanças sob um ponto de vista positivo. Os veículos de comunicação que aderirem à campanha terão direito à publicidade federal.

Com esse roteiro, o Planalto mostra que, além da concessão de cargos e emendas parlamentares, a propaganda também virou moeda de troca em busca da aprovação da reforma no Congresso. Os responsáveis pela indicação da mídia que receberá a verba publicitária são justamente deputados e senadores.

 

 

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?