Faltam professores e água em escolas de São Luís

Problemas são da Unidade Integrada João Pereira Martins Neto.
Escola pertence a rede pública estadual de ensino.

 Do G1 MA, com informações da TV Mirante

Os alunos da Unidade Integrada João Pereira Martins Neto, situada no bairro Cidade Operária, em São Luís, estão insatisfeitos com a falta de água e também de professores no local.

Segundo os estudantes, a escola que pertence à rede pública estadual de ensino não está oferecendo o básico a eles. Eles afirmam que além da falta de água e docentes, a escola sofre com problemas de infraestrutura como falta de ventiladores e portas nas salas de aula, e ainda ausência de portas nos banheiros e falta de bebedouros que obriga os alunos a beberem até água da torneira da escola.

Pelo menos é o que afirma a aluna Letícia Gomes que estuda na unidade escolar estadual. Ela revela que não há água no colégio desde o início deste ano. “Esse ano desde o início das aulas a gente está sem água. Às vezes a gente vai na cantina beber água da torneira porque não tem”, desabafou.

Conforme os próprios alunos, em virtude da falta de água também não está tendo a merenda escolar. A estudante Michele Pires diz que para não ficar com fome, ela é obrigada a gastar as suas economias em barracas que ficam montadas do lado da unidade escolar. “A gente tem que fazer o lanche aqui fora mesmo porque eles falam que vão fazer e muitas vezes eles não fazem. Eles falam que falta água”.

De acordo com a secretária-adjunta da Secretaria de Educação do Estado (Seduc), Nádya Dutra, uma equipe técnica deve visitar a escola a fim de realizar um levantamento dos principais problemas da Unidade Integrada João Pereira Martins Neto.

“A Secretaria publicou um edital para seletivo de professores. Sendo que a rede também passa por um reordenamento dos seus quadros de modo a deslocar professores que estão em excesso em algumas escolas para subsidiar carência em outras. Com relação ao abastecimento de água, que é um problema do bairro, nós vamos procurar uma outra medida para que as atividades, como por exemplo a produção de merenda escolar, seja normalizada”, finalizou a secretária-adjunta da Seduc.

Ausência de portas nos banheiros também são alguns dos problemas da Unidade Integrada João Pereira Martins Neto, na capital (Foto: Reprodução/TV Mirante)

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?