Revelação: População vem aprovando pré-candidatura do sindicalista Aníbal Lins

Desde que anunciou a sua pré-candidatura à vereador de São Luís, o sindicalista Aníbal Lins tem tido semanas bastante proveitosas. Visitando comunidades para ouvir a população, dando-lhes vez e voz, Lins já percorreu mais de 20 bairros e fechou a semana reunido com moradores da região central da capital maranhense. Os encontros aconteceram nos bairros Madre Deus, Liberdade e Fé em Deus.

3ec82a4f-9388-4b91-bb93-6d373054d311

Em reunião no Bairro Madre Deus, no sábado (16), cidadãos da Vila Beça, Lira, Belira, Fonte do Bispo, Codozinho e Praça da Saudade apresentaram os problemas que enfrentam na região, que é uma das mais antigas e berço da cultura de São Luís. O tema do encontro foi violência e falta de segurança, assunto que vem se repetindo em todas as visitas até o momento e que desperta preocupação.

De acordo com Armando Teixeira, professor da rede municipal de ensino e morador da Madre Deus, casos de roubo e furto estão aumentando no Centro, o que para ele se deve ao pouco policiamento na área. “O medo e a sensação de insegurança são muito grandes. Os moradores vivem trancados em suas casas e só saem quando é necessário”, disse.

O sindicalista esclareceu que apesar de ser um problema de responsabilidade direta do Estado, é possível que a Prefeitura, por meio da Guarda Municipal, realize ações de apoio à Polícia Militar. Essa medida, segundo Aníbal Lins, pode contribuir para a diminuição da violência, devolvendo a tranquilidade aos moradores.

“A Guarda Municipal precisa estar a serviço dos cidadãos. Inicialmente seria interessante que, pelo menos, a região central de São Luís fosse devidamente atendida. A melhoria da segurança vai refletir de forma positiva no fortalecimento do turismo e, consequentemente, na geração de renda para pessoas dos bairros dessa área”, defendeu.

Infraestrutura – Já na manhã de domingo (17), o pré-candidato atendeu a um convite de moradores do Bairro Liberdade, também da região central e um dos mais tradicionais de São Luís. Apesar da sua formação se confundir com a própria história da capital, o bairro ainda carece de serviços essenciais como mobilidade, saneamento e espaços de cultura e lazer.

Na pauta, o principal assunto da reunião de moradores foi discutir sobre a reativação da creche comunitária local, fechada devido às péssimas condições físicas. A escolinha, por onde já passaram mais de mil crianças da comunidade, está com parte da rede elétrica exposta e o telhado necessitando de reparos. Além disso, não há mais qualquer mobiliário no prédio.

Moradora da região há pelo menos duas décadas, Antônia Oliveira é dona de casa e sabe a falta que faz a instituição de ensino. “Eu tenho filho que já completou 18 anos e que iniciou nesta creche. Fico triste quando vejo que o poder público parece ter abandonado as crianças do nosso bairro”, lamentou.

d4c0a6f4-9c77-4ccd-b549-a9c2d39b6920
Centenas de famílias e dezenas de crianças convivem permanentemente esgoto correndo a céu aberto.

Após o encontro na creche, Anibal Lins foi convidado a conhecer a situação de algumas ruas da área, que, de acordo com os moradores, estão abandonadas. É o que foi constatado na Travessa Joaquim Serra, no Bairro Fé em Deus. Na região, onde casas de alvenaria dividem espaço com palafitas.

Essa situação leva a atitudes como a do comerciante Luís Junior, que gastou seu próprio dinheiro para fazer canaleta no canto da rua para o esgoto escoar. “O único espaço para as crianças brincarem [a rua] fica tomado pelo esgoto. Para diminuir o problema a gente ajeita como pode, inclusive gastando do próprio bolso. Isso aí já tem vários anos e mesmo fazendo reclamação a coisa não muda. Isso é um desrespeito, porque aqui mora gente de bem”, desabafou.

Aníbal Lins disse estar ao lado do sofrimento das pessoas e lamentou o quadro em que se encontra uma região tão importante e ao lado dos centros administrativos municipal e estadual. No entanto, ele também deixou uma mensagem de encorajamento para os moradores. “O cidadão precisa exercer o seu direito de exigir investimento em saúde, educação e infraestrutura. É ter uma postura de permanente cobrança das melhorias para a comunidade”, concluiu.

Reconhecimento – Assim como em todos os encontros já realizados, Aníbal Lins teve o apoio e a aprovação de sua pré-candidatura pelos moradores. Para o sindicalista isso comprova que a população ainda tem esperança de que a boa política vai prevalecer e que é possível construir uma sociedade melhor para todos.

Ele também atribui o apoio que vem recebendo da população ao trabalho sério realizado à frente do Sindicato dos Servidores da Justiça do Maranhão (Sindjus), de onde se afastou para concorrer a uma das vagas na Câmara de Vereadores de São Luís. “Vou continuar minha luta pela valorização dos servidores e melhoria dos serviços públicos, mas sou pré-candidato porque quero colocar meu nome à disposição de todo e qualquer cidadão”, garantiu.

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?