Sindicato dos Servidores Municipais de São Luís DESCONVOCA Assembleia Geral

6ba7a7e8-93e9-4ddf-97cb-1265c3d14ed3

É de informação do próprio Sindicato dos Funcionários e Servidores Públicos Municipais de São Luís – SINFUSP/SL, a DESCONVOCAÇÃO da Assembleia Geral que estava marcada para acontecer na próxima terça-feira, 28 de Junho, às 14 horas e 30 minutos, na Associação Comercial.

O cancelamento da referida Assembleia, que teria como pauta deixar a categoria ciente da liminar do Tribunal de Justiça do Maranhão, que concedeu, em favor do município de São Luís, imediata suspensão do movimento grevista, sob pena do pagamento de multa diária, no valor de 10 mil reais, se dá em razão do aguardo de ulterior decisão a ser protocolada no agravo n° 0297402016 ajuizada pelo SINFUSP/SL, cuja finalidade é a revogação da tutela que foi,  inicialmente, favorável ao município de São Luís.

Ilegalidade da greve

Na tarde da última terça-feira, 21, o SINFUSP/SL recebeu uma liminar do Plantão Judiciário de 2° grau, do Tribunal de Justiça do Maranhão, através do desembargador Raimundo Barros, que concedeu, em Ação Declaratória combinada com obrigação de fazer, em favor do município de São Luís, imediata suspensão/sustação do movimento grevista, sob pena do pagamento de multa diária, no valor de 10 mil reais.

A alegação do município de São Luís se baseia na justificativa de que os servidores, ao realizarem um Ato de Mobilização na segunda-feira, 20, na porta da Câmara Municipal, caracterizou-se como paralisação, comprometendo, assim, os trabalhos.

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?