Em sua Casa de parlamento, Wellington do Curso lança pré-candidatura à Prefeitura de São Luís

a628e3db-ad15-4ebc-9efc-30b80e5a3e77

Primeiro nasceu a ideia, depois vieram os apoios de familiares e amigos que acreditam que São Luís ainda tem jeito. A continuação da frase, todos já sabem, né?

Após a ideia, veio a especulação social e o incentivo popular, ingredientes fundamentais, aliados à força de vontade de fazer pela Ilha maltratada o que há décadas alguém vem sendo capaz de fazer.

Seria e é muito fácil emitirmos julgamentos pré-concebidos antes de sabermos, na prática, o que vai dar certo ou não. Mas, a verdade é que para que haja alternância de poder, para que São Luís tenha a atenção que merece e os ludovicenses renovem a sua auto-estima com os serviços oferecidos pela capital, o deputado Wellington do Curso (PP), oficializou na manhã de hoje, 15, o lançamento da sua pré-candidatura à Prefeitura de São Luís.

O crescimento do deputado vem sendo notório a cada pesquisa realizada, seja ela divulgada ou apenas de bastidores, causando temor e tremor em candidatos cansativos e já conhecidos pelos seus eleitores.

Se formos fazer uma avaliação, os 3 candidatos mais fortes – segundo a última pesquisa da Econométrica divulgada no último sábado (11) -, Wellington, galgando dia a dia e conquistando a confiança das famílias ludovicenses, vem se destacando como deputado estadual devido ao seu posicionamento independente e atuante. Um parlamentar que, diuturnamente, não mede esforços para estar no meio do povo que mais precisa, sendo porta-voz de centenas de pessoas que não têm a possibilidade de serem ouvidas.

Dando a César o que é de César, o deputado e empresário do ramo educacional, se há poucos meses pontuava como um dos últimos nas pesquisas eleitorais, hoje, em 3° lugar, disputa o espaço com o próprio prefeito e candidato à reeleição e com uma deputada federal que há 4 anos já ensaia a sua candidatura.

Wellington poderia se apoderar da frase “Quem não começa de baixo, não sabe a felicidade de cada conquista”.

87a62d58-762d-4412-a267-e19a66b6b742
Quem não começa de baixo, não sabe a felicidade de cada conquista.

Para quem não sabe e pergunta se existe diferença entre os 3. Sim, existe. Um dos candidatos é o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT), o que há 4 anos vem realizando o seu “trabalho” na cidade  – nesse caso, depende do ponto de vista do leitor em achar o que é esse “trabalho”. A outra candidata – e mais forte, até hoje, no cenário -, é a deputada federal Eliziane Gama (PPS) que foi a mais votada no Maranhão, mas que mantém um mandato inexpressivo e de inconstâncias diárias. Quem conhece Eliziane sabe do que estou falando. É a deputada vulnerável, segundo os seus próprios aliados. A que de manhã decide algo e a tarde já está tudo diferente, sem comunicações e por decisões isoladas. Prova disso é a incerteza do próprio partido de atuação. Após perambular por alguns, voltou ao PPS.

O 3° candidato mais forte e que está se tornando uma preocupação constante ao candidato do governador da “mudança”, Flávio Dino (PCdoB) é o deputado estadual Wellington do Curso que em 2 anos de mandato vem ganhando cada vez mais espaço e notoriedade por pautar seu trabalho em objetivos concretos e sólidos, além de cumprir suas obrigações de fiscalizador e apresentar soluções aos poderes Legislativo e Executivo.

“Em nosso mandato, a participação popular é o que mais importa. Ouvir as pessoas, apresentar as demandas delas. E é por elas que eu tomo essa decisão. Wellington ainda completou, “São Luís precisa mais do que nunca de cada um de nós. A responsabilidade de ser prefeito de São Luís é muito grande e a força e a coragem de assumi-la cresceram durante o meu mandato, quando tive a oportunidade de estar ao lado do povo, conhecendo de perto os graves problemas que afligem a nossa cidade. São Luís precisa ser respeitada, desenvolvida e preparada para os desafios do futuro. Agora, é necessário discutir a cidade para, então, apresentar soluções para os problemas identificados na educação, saúde, infra-estrutura, transporte, mobilidade, saneamento básico, turismo, geração de emprego e renda etc”…

O pré-candidato demonstrou, também, saber dos desafios que estão por vir, mas ressaltou que é preciso responsabilidade e compromisso para discutir a situação de São Luís e, então, articular ações em defesa da capital.

Após o seu pronunciamento, Wellington foi parabenizado por outros parlamentares, que incentivaram e reconheceram no deputado uma opção coerente com a necessidade da capital.

 

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?