Brasil: Dias piores virão!

images-cms-image-000497027
Temer pega o bonde, ou melhor, o Brasil, andando e, com certeza, não sabe como trabalhar

Desde a votação no Senado Federal, na manhã desta quinta-feira (12), do processo de Impeachment, em que por 55 votos a favor, contra 22, foi decidido o afastamento da Presidente Dilma Rousseff (PT), ainda não tinha me manifestado aqui para dar a minha opinião. Na verdade, eu nem ia fazer isso, visto que, confesso estar sem paciência para falar de obviedades e do que está por trás de todo esse teatro de horror – A criminalização e culpabilidade de uma MULHER, PRESIDENTE, ELEITA pela vontade soberana do povo e que não tem nem um ato ilícito e nem de corrupção provado contra a tal. Pelo contrário, os que mais a acusam com interesses próprios, egoístas e sórdidos, camuflados em um discurso de salvar o Brasil e democracia, são os que estão mais enrolados e investigados por Operações da Polícia Federal, à exemplo da Lava Jato.

Com a decisão no Senado, Dilma logo foi afastada de seu mandato e, assim, permanecerá por até 180 dias, até o julgamento final pela Casa. Com o seu afastamento, o vice Michel Temer (PMDB) assumiu como presidente interino.

Eu sinto dores pela Nação, porque a maioria do povo brasileiro se deixou levar pelo ôba ôba de políticos e de veículos de comunicação “raposas”, que, diuturnamente, trabalharam, com afinco, para manipular toda uma população.

O Brasil está nas mãos de pessoas que brigam entre si por egos inflamados, por Poder, por espaços – sim, pois quem não lembra que um dos motivos do PMDB de Michel Temer e Eduardo Cunha ter rompido com o governo Dilma, foi para ter mais espaço na bancada governista?

Agora me digam também, ‘defensores da democracia’, “e agora o país vai melhorar, ficou livre de ladrões, ou os mesmos continuam nos mesmo lugares, roubando e saqueando da mesma forma os cofres públicos”? Me digam ‘defensores da democracia, “os benefícios de todos os parlamentarem foram transformados ou doados para os milhares de assalariados do Brasil”? Me digam ‘defensores da democracia’, “tiraram a Dilma e tiraram também todos os ladrões da Petrobrás, comprovadamente declarados”? Me digam, “os políticos, empresários, “donos” de partido político, saíram de cena também ou estão presos”? Não, né? Então qual a mudança que o Brasil vai ter?

luto-santa-maria000
Diante disso, quem diz que agora o Brasil está de LUTO, sou eu!

A verdade é que dias piores virão, infelizmente. Dias em que gananciosos pelo poder vão estar querendo cada vez mais dinheiro e cada vez mais poder e cada vez beneficiar quem ou coisas em troca de favores.

Será que apenas agora descobriram a corrupção e renomearam-na no nome do governo Dilma? Ou será que esse é um câncer que já se arrasta no Brasil há muitos anos e muitos governos?

Claro, mas só agora ficou muito mais fácil lutar contra uma mulher eleita, que não é corrupta, quem vem lutando contra uma manada (sim, bois), corruptos, que se juntaram e num processo apenas de manter seus interesses pessoais e dinheiro no exterior partiram para o enfrentamento de tirá-la de seus caminhos para não atrapalhar suas tantas sujeiras?!

Finalizo o meu texto com as palavras do colunista Paulo Moreira Leite, “para aliados de um governo afastado do Planalto sem prova de corrupção, chega a ser humilhante assistir a posse de um ministério no qual sete integrantes estão citados na Lava Jato, onde o presidente em exercício Michel Temer cometeu os mesmos decretos suplementares que serviram para criminalizar Dilma. Num processo destinado a defender a democracia ameaçada, cabe compreender que na luta para recuperar o governo com Dilma, será necessário recuperar as ideias que deram origem ao Partido dos Trabalhadores e explicam a história única vivida pelos brasileiros de 2003 para cá”.

Se querem tirar, em definitivo, Dilma Rousseff, que tirem também Michel Temer, Eduardo Cunha e toda a corja daquele Congresso Nacional e mudem a Constituição e seja feita uma reforma política e acabem com todos os privilégio e salários absurdos desses parasitas que são denominados como políticos.

 

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?