Chapadinha comemora aniversário “debaixo” de tiroteio e morte

O que era para ser um dia de apenas comemoração e “prestação de contas de serviço” (?) da parte da Prefeitura à população do município de Chapadinha, pelos seus 78 anos, virou foi uma comemoração temerosa na noite desta segunda-feira, 28, que resultou em tiroteio, seguido de morte na festa popular idealizada pela prefeita Dulcilene Belezinha (PRB).

Enquanto uma das atrações da noite, a cantora Mara Pavanelly alegrava (a pão e circo) a festa para os chapadinhenses, na Praça do Povo, a prefeita e sua trupe (a incluir o deputado estadual José Inácio – PT) ostentava no palco. Já no meio do povão era só “tiro, porrada e bomba”.

E o show continuou

Mesmo após o trágico acontecimento, apenas uma pausa foi dada para que os ânimos fossem acalmados. De acordo com informações, duas das pessoas atingidas (a incluir a vítima fatal) são do bairro Recanto dos Pássaros.

Reprodução: Internet
Reprodução: Internet

A prefeita, que de Belezinha não tem nada, não teve a decência de se pronunciar sobre o caso e se solidarizar com as vítimas dos tiros. Uma grande falta de consideração com o “seu povo”, afinal, ela era a “dona” da festa.

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?