SINFUSP/SL faz homenagem a todas as mulheres servidoras municipais de São Luís

Ter um dia dedicado somente às mulheres é, além de homenageá-las, é reconhecer a importância e o papel fundamental do ser feminino em todas as esferas da sociedade.

Dedicando dia, horas, vez e voz, presentes e um café da manhã delicioso, o Sindicato dos Funcionários e Servidores Públicos Municipais de São Luís – SINFUSP/SL realizou na manhã desta terça-feira, 08 de Março – Dia Internacional da Mulher – um banquete matinal em homenagem às suas associadas. O evento aconteceu na sede da FETIEMA (Federação dos Trabalhadores da Indústria do Estado do Maranhão), às 8h30 da manhã.

1457482760726898

Para o presidente do Sindicato, Francisco do Vale, “a cada dia que passa, as mulheres têm passado por mudanças que estão influenciando na capacidade e na ação de decidir sobre os temas que afetam suas vidas. Hoje, muitas companheiras têm seus méritos reconhecidos e desenvolvem um belo trabalho no que elas estão se propondo a fazer. As lutas que elas vêm travando ao longo de anos tem dado o empoderamento que elas, mais do que ninguém, merecem. Estão sendo as protagonistas de suas histórias”, elogiou

Não apenas um dia para comemorações, mas o Dia da Mulher é uma data oportuna para novas e maiores reflexões acerca do seu papel dentro da sociedade. Muitas já foram as barreiras quebradas, avanços conquistados, mas ainda falta muito mais a ser conquistado e reconhecido. Ainda há muito preconceito, desvalorização, discriminação e desigualdade salarial.

1457482761868860
Na oportunidade, elas receberam flores, participaram de sorteios de brindes.

A direção do SINFUSP/SL congratulou a todas as guerreiras que se fizeram presentes ao evento, reconhecendo que apesar de ter um dia do ano dedicado, em especial, às mulheres, as suas lutas são durante todos os dias, na busca pela manutenção de suas conquistas e ampliação de direitos e espaços.

A nova direção do SINFUSP/SL ainda se coloca à disposição, todos os dias, como aliada, de todas as servidoras municipais, em especial às suas associadas, no que diz respeito aos entraves de lutas por melhores condições trabalhistas, luta contra o assédio sexual e moral, preconceitos, desvalorização, além de todas as causas que possam lhes fazer injustiçadas. “Estaremos sempre na busca de igualdade, da justiça, da valorização profissional”, destacou o presidente Francisco do Vale.

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?