São Luís vai fazer 403 anos e não tem quase nada para comemorar!

20130928094033826974o

É do próprio ex-vice prefeito da atual administração – Edivaldo Holanda Júnior (PDT) – e agora senador, Roberto Rocha (PSB), as palavras:

“São Luís não é apenas a maior cidade do Maranhão. Ao longo dos anos ela vem sendo administrada como uma cidade pequena, com a mesma lógica com que são governados os menores municípios. Isso tem que mudar”.

Se essas palavras são de quem um dia (na campanha de 2012) pregou que seria umas das “mudanças” da capital e, hoje, 2015, chama a cidade de “administrada como cidade pequena”, o que eu, uma cidadã comum, que todos os dias vejo a Ilha do Amor sendo maltratada e abandonada, vou dizer?

Sinceramente, no meu ponto de vista, São Luís tem perdido a sua beleza, em todos os aspectos, a cada dia. Tem perdido o que pode oferecer, tanto aos mais de hum milhão de moradores, quanto a quem se dispõe a visitá-la. E olha que não é a 1 vez que falo isso.

São Luís parece cidade primitiva, como se nós, habitantes dela, fôssemos obrigados a nunca caminhar para frente, é como se fôssemos condenados a pagar “algum pato” do passado e não conseguíssemos colher fruto de benesse alguma. Andamos em círculo, a verdade é essa. A cidade que não cresce, não desenvolve. Na realidade, o estado como um todo, não tem do que se orgulhar. Sempre são as mesmas “comemorações” que se resumem apenas a media dúzia de shows, bumba meu boi e carnaval. Não, não temos nada para oferecer além disso.

E aí e depois disso?
Quem é que num feriado próximo quer ficar aqui? Quem é que quer vir para São Luís?
Pelo contrário, as pessoas estão arrumando as malas para ‘pegar estrada’ porque a cidade não oferece um atrativo turístico. Não há investimento da rede pública, da rede empresarial. Ninguém quer mais investir aqui porque não tem retorno. Não há um retorno porque é uma cidade que vai se perpetuando ao abandono, a falta de interesse de seus governantes que só maquiam para os programas televisivos institucionais.

FOTO: Imirante
FOTO: Imirante

Poderíamos comemorar os 403 anos da cidade com licitações para novas linhas de ônibus, para que milhares de pessoas pudessem sair da humilhação de todos os dias, quando são enlatados dentro de latas velhas lotadas, chamadas de ônibus.

Poderíamos comemorar os 403 anos da cidade ganhando mais infraestrutura, mas uma infraestrutura de ponta e não apenas uma maquiagem que borra no 1 contato com a água. Um projeto de revitalização e não de remendos. Em outras palavras, poderíamos, também, comemorar os 403 anos da cidade melhorando “a cara” da centenária, em termos de iluminação, conservação dos prédios que são Patrimônio da Humanidade, limpeza de praças, ruas e avenidas, não apenas na zona urbana, mas na rural.

Poderíamos comemorar os 403 anos da cidade investindo em mais educação, em mais políticas públicas de inserção e de atração ao jovem, em mais teatro, cinema. Capacitação profissional e incentivo a uma vida decente e de trabalho.

Poderíamos comemorar os 403 anos da cidade investindo em mais segurança nas ruas, dentro dos bairros, nas paradas, nos ônibus, nos becos, nos pontos turísticos (?), além da contratação de mais profissionais da área.

Poderíamos comemorar os 403 anos da cidade fazendo Leis valerem a pena. Punições sendo seguidas à risca.

Poderíamos comemorar os 403 anos da cidade fazendo valer as infinitas promessas políticas em período de campanha, que ao longo dos anos, não saem do papel.

A cidade já é feia desde a sua entrada principal, no KM 0, Tirirical. Muita sujeira, trânsito desordenado, vendedores ambulantes sem padronização, sem falar, é claro, no nosso carma – a ausência de infraestrutura. E olha que fica ao lado do único aeroporto que temos.

As pessoas que aqui residem, trabalhadores, servidores públicos, área privada, enfim, população em geral, bem que poderiam ajudar também. Poderiam rever conceitos e se tornarem pessoas mais educadas e gentis.

Enfim, eu teria muitos, centenas de problemas e de críticas construtivas a fazer da nossa moça cidade, mas, com certeza, não acabaria hoje. Mas, me restrinjo a dizer e pedir que os governantes e administradores da grande Ilha tivessem consciência e lutassem por um desenvolvimento planejado e moderno para a capital do Maranhão e melhor qualidade de vida para o seu povo.  Será que eles não se envergonham? Pois eu sim!

praias

IMG-20150811-WA0146-350x350

FOTO: Blog Robert Lobato
FOTO: Blog Robert Lobato

4 thoughts on “São Luís vai fazer 403 anos e não tem quase nada para comemorar!

  • 02/09/2015 at 14:06
    Permalink

    Um nível muito audacioso, acredito. Diferente das babações que vimos por aí.
    Cara, Adriana, se eu fosse você, no lugar de acusar se foto é desse ano ou não, deveria era cobrar da prefeitura, dos órgãos competentes, mudanças, de fato. Limpeza, cuidados com o povo e muitas outras mais.
    Você falando assim parece que São Luís encontra-se como um cartão postal. E até parece que de 2012 para cá mudou alguma coisa (…)

  • 02/09/2015 at 14:03
    Permalink

    Eu também achei, maaaaaas …… essa é política que, infelizmente, temos.
    De qualquer forma, obrigada pela participação, Carlos.

  • 02/09/2015 at 12:55
    Permalink

    ROBERTO ROCHA TA CUSPINDO NO PRATO QUE ELE COMEU, FALANDO DE QUEM LHE AJUDOU, É UM TRAÍRA.

  • 02/09/2015 at 12:34
    Permalink

    Que
    nível de blog é esse, minha cara? Como você pode ser tão ridícula
    fazendo essa matéria e pegar uma foto do ano de 2012, que diz respeito a
    um lixão que não existe mais no bairro do São Cristóvão e outra foto de
    uma rua alagada na Cidade de Caxias que foi vinculada no ano passado,
    dizendo que se trata de São Luis? Parece que você chegou na blogosfera
    ontem e não sabe ainda que por aqui toda mentira tem perna curta e quem
    só tem intuito de desqualificar pessoas, somente por desqualificar,
    acaba levando processo e fora o fato de se queimar nas redes. Faça seu
    trabalho com competência.

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?