Placas demonstram que Praça do Letrado recebeu dois orçamentos para sua recuperação

2 ordem de serviço para a Praça do Letrado
                                        2 ordem de serviço para a Praça do Letrado

No mês de Maio deste ano, 2015, fiz uma matéria sobre a situação precária da Praça do Letrado localizada no bairro do Vinhais. Na oportunidade, uma moradora do bairro me deu uma entrevista do total descaso e abandono do local. (Reveja Aqui).

Pois bem, eis que no dia da matéria, a moradora informou também que há poucos meses tinha existido uma placa mostrando a ordem de serviço para revitalização e reestruturação da praça. Indagou ainda, na época, onde estava os R$ 483.275,62 (Quatrocentos e oitenta e três mil, duzentos e setenta e cinco reais e sessenta e dois centavos), destinados para a recuperação da mesma. Pois assim como a placa tinha surgido “no abrir dos olhos”, esta tinha sumido “no fechar destes”. E continuando do jeito que estava, suja, abandonada, em péssimas condições para lazer e encontro de moradores da redondeza.

Sem título
Onde foi parar esse 1 valor destinado à recuperação da praça?

Acontece que mesmo a praça já tendo recebido ordem de serviço para a sua recuperação e um “gordo” orçamento destinado à mesma, por que ontem, 24, o prefeito Edivaldo Júnior, ao lado do vereador Lisboa (PCdoB) e do secretário de Urbanismo e Habitação – Diogo Lima entregou a comunidade outra obra de serviço, com novo orçamento?  Cadê os mais de quatrocentos mil reais do orçamento da 1 obra, aquela que não saiu da placa? Alguém aí sabe me informar e informar a população? Por que a prefeitura teve que fazer outro orçamento, em quase cem mil reais a menos, para a mesma obra?

No mais, mesmo com dois orçamentos, segundo informações do prefeito, a “de novo” obras de reformas começariam hoje, ao acordar da população. Ainda segundo Edivaldo, a praça do Letrado vai contar com 2 quadras esportivas, academia, playground, espaço de convivência, bancos e lixeiras e recuperação de todo o calçamento.

reformapraça

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?