“Não se governa com comportamento de menino”, dispara Rose Sales contra o prefeito Edivaldo Júnior

Na noite deste domingo (23) tive a oportunidade de assistir a reprise do programa Avesso – Tv Guará – o qual tinha como entrevistada a vereadora e pré-candidata à Prefeitura de São Luís, Rose Sales (PP). O programa tinha sido veiculado na terça-feira, 18.

Rose-Sales-no-ato-de-filiação-ao-PP-de-Waldir-Maranhão.--580x326

Em sua entrevista, Rose falou do motivo de sua ruptura com o partido do governador Flávio Dino, PCdoB, ao qual esta fazia parte, além de tecer sérias e várias críticas à administração e ao prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior.

Rose Sales que desde a gestão do ex-prefeito da capital, João Castelo (PSDB) vem sendo uma ‘pedra no sapato’ do Executivo Municipal, não se vê diferente quando, atualmente, tem tido atitudes e posicionamentos contrários ao modelo de gestão. A vereadora chamou seu comportamento de “não trocar a sua responsabilidade e o dever moral de defender o povo por comodismo de partido”.

Para a integrante do PP (??), Edivaldo Júnior tem governado a cidade com comportamento de menino.

“Não se governa com comportamento de menino. Precisa-se governar com comportamento firme, rigoroso, sabendo dar a direção que a cidade precisa. Falta competência técnica e compromisso político”, disparou.

Foi baseado nessa falta de compromisso com o povo que a ex-aliada da base governista associa a sua saída da bancada e do partido.

“Eu não ia criar uma acomodação simplesmente porque o partido é da base de sustentação do prefeito Edivaldo Holanda Júnior e, eu, não ia trocar a minha responsabilidade de defender o povo para apenas criar essa acomodação. Esse foi o principal ponto de ruptura, devido o partido não aceitar e não concordar com os meus posicionamentos”, esclareceu a vereadora.

Rose Sales também aproveitou a entrevista para fazer denúncias contra a gestão municipal, ao o que chamou de inversão de prioridades e afirmar que Edivaldo brinca com a cidade.

“- Recursos de mais de 22 milhões de reais para a mídia do seu governo, para propagandas e nada para o idoso e 10 mil para o Fundo de Desenvolvimento de Emprego e Renda. Em 2013, 2014 e 2015, o prefeito pagou de forma indevida na ordem de 202 milhões de reais por serviços que não existem. Incorre em improbidade administrativa, por isso fiz representação no Ministério Público. Tenho pedido informações formais ao prefeito e ele não encaminha”.

Sobre as feiras mercados

É de conhecimento geral que uma das bandeiras mais defendidas pela vereadora Rose Sales é a questão de condição das feiras e mercados da cidade, que segundo ela, as 28 feiras e mercados e 32 feiras livres, estão em situações precárias e não recebem atenção.

E a denúncia continua: “para investimentos de reforma, construção e ampliação de obras públicas nas feiras, o prefeito colocou um investimento de 2 mil reais. E, inclusive, nesse ano, ele ainda não colocou nenhum real para as feiras. Quando ele é cobrado, foge do debate”.

Pré-candidata à prefeita

Cheia de certeza, a vereadora Rose Sales afirmou, inúmeras vezes, durante a entrevista, ser pré-candidata à prefeitura de São Luís. E ainda se defendeu em reafirmar que não saiu da base aliada do governo por pensar em pleitear uma candidatura à prefeitura, mas, sim, pela tentativa partidária de manipular opiniões.

O apresentador provocou: “A senhora é pré-candidata”?

Rose Sales, imediatamente, rebate: “Eu sou pré-candidata à prefeita de São Luís”.

Mesmo sendo supostamente “traída” pelo presidente do partido ao qual se filiou, deputado federal Waldir Maranhão (PP), que apareceu em fotos recentes com a também pré-candidata à prefeitura, Eliziane Gama (PPS) – deixando claro qual o seu verdadeiro apoio -, Rose se disse surpreendida com a foto e desconhecer tal situação, mas que em relação a isso está tranquila, pois sabe que fez um bom papel em elevar o partido e trabalhou o projeto 2016 de forma participativa.

 “Vejo isso como um grande livramento. Não sou mulher covarde e nem de me afastar de minhas posições, não tenho amarras com ninguém no mundo da política. Por isso, quero garantir ao povo de São Luís que eu mantenho a minha candidatura”. Continuou “não faço política vil e nem tentando passar a perna em ninguém para me dar bem”.

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?