No dia da Independência do Maranhão, Wellington do Curso faz um paralelo do que, de fato, é ser, independente

Hoje, 28, comemora-se o dia em que o estado do Maranhão aderiu à sua Independência. Nas redes sociais, na manhã desta terça-feira, o deputado estadual Wellington do Curso (PPS) destacou a importância desta data para os maranhenses, além de fazer uma sucinta declaração do que é, de fato, ser independente.

“Ser independente é ter autonomia para mudar quando preciso e manter-se quando necessário. Ser independente é deixar para trás o mal que é o analfabetismo. Independência é liberdade plena no acesso à educação, à saúde e o cumprimento daquilo que é básico. É dar oportunidades para o pobre, para o jovem, para o filho do pedreiro. É conceder oportunidades de trabalho e enfatizar a geração de emprego e renda”.

Na homenagem ao dia da adesão, o parlamentar enfatizou as riquezas maranhenses e as suas características peculiares, reafirmou também o seu compromisso com a árdua missão e desafios que desempenha diariamente, ao propor medidas que aspiram um “Maranhão melhor para todos”.

IMG-20150728-WA0008
Deputado em reunião na Zona Rural de São Luís – projeto Conversando com a Comunidade

“Comemora-se hoje o dia de adesão do Maranhão à Independência. Com características peculiares e uma riqueza extraordinária, o Maranhão ainda tem muito a superar.  Ainda temos a educação como desafio; a saúde pública de qualidade ainda soa como um sonho e a segurança pública, por sua vez, ainda é instável. Após 192 anos de independência, ainda encontramos requintes de submissão social. O pobre ainda é submetido às escolas de péssima qualidade e à omissão por parte do Estado quanto ao básico. Mas é por um Maranhão melhor que pautamos nossas ações no Parlamento”, destacou.

Wellington ainda fez questão de dizer que o estado precisa sim ser pauta dos grandes jornais e programas nacionais, mas que sejam destaques proveitosos, de incentivo e de admiração.

“Chega de recebermos destaque para mostrar o sistema penitenciário falido que sustentamos; um destaque que mostra a necessidade da Reforma Política e deixa claro que nós ainda estamos soletrando quando o assunto é educação. Merecemos destaque? Sim, mas um destaque que revele que reduzimos os altos índices de violência; que mostre que nossos maranhenses superaram as dificuldades através da educação e, assim, mudaram de vida; destaque que enfatize que o pobre de ontem tornou-se o empresário de hoje. Merecemos um destaque que exale a real independência e, assim, o Maranhão melhor, pois é nisto que pautamos nossas ações no Parlamento: em uma busca incessante por um Maranhão melhor para todos”, desabafou.

Sem título

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?