Igualzinho aos ônibus de São Luís […]

Quem não lembra das promessas do prefeito Edivaldo Holanda Júnior nas eleições de 2012 à prefeitura de São Luís em relação à mobilidade urbana da nossa capital

Bom, se fosse apenas nesse quesito, nós, a população desta grande ilha, estaríamos um pouco mais aliviados. Mas a verdade é que faltando pouco mais de um ano para o fim do mandato de Edivaldo, pouca coisa ou quase nada se viu como resultado de suas promessas.

E é como diz o vídeo abaixo, levante a mão quem já andou pelos viadutos da Forquilha ou Calhau!

Os nossos problemas de transporte público se agravam cada vez mais sem nenhuma perspectiva de melhora. Ônibus cada vez mais lotados, sucateados e deixando os usuários do transporte coletivo cada vez mais revoltados.

Lembro que na campanha de 2012, o então candidato à prefeitura Edivaldo Júnior prometia aos 4 cantos da cidade “a criação da central de engenharia de tráfego”. Cadê
Edivaldinho àquela época prometia também “colocar GPS nos ônibus”. Hã  Como assim

Mas isso não é tudo. Pior foi o factóide das construções dos viadutos da Forquilha e Cohama.

Mas, se o prefeito for indagado sobre essas “lendas”, ai lá vem aquele discurso que todo mundo já está cansado de ouvir e dá mais sono do que contar carneirinhos.
“Agora que estamos tendo a oportunidade de trabalhar por termos parceria com o governo do estado. Antes, blá blá blá”

En en …

Bom, resolvi me ater à essas promessas e falar isoladamente à respeito delas por ter a informação de que em São Paulo, de acordo com o deputado federal Paulo Teixeira (PT), moradores da capital paulista vão ter motivos de sobra para deixarem os seus carros em casa e andar de ônibus, pois muitos dos mesmos já possuem a tecnologia wi-fi, tomadas de 110V para que os passageiros recarreguem a bateria de seus celulares e a comodidade do ar-condicionado.

11693831_987793657931356_7782659452492764784_n

Ainda segundo o deputado “Internet wi-fi livre e gratuita, tomadas 110V para carregar tablets e celulares, ar condicionado, câmeras de segurança e catracas lado a lado, para agilizar a entrada no veículo. A prefeitura já é reconhecida por favorecer cada vez mais o transporte coletivo e individual não motorizado. Mas agora, com a promessa de oferecer mais comodidade para os usuários dos coletivos, os paulistanos vão pensar duas vezes antes de sair de casa de carro. A expectativa é colocar em circulação 2,5 mil veículos como esses. Os primeiros 100 já estão circulando nas ruas.
Londres, Paris, Nova Iorque, Tóquio, todas elas já passaram por um processo de valorização do transporte público de massa. Nenhuma dessas cidades incentiva a população a sair sozinha num carro. São Paulo alcançou a média de 1,2 passageiros por carro e não poderia ter outra saída se não incentivar o transporte público” […]

bus

P.S – Quero deixar claro que, em nenhum momento, quero supervalorizar a cidade de São Paulo e menosprezar  São Luís. Mas, acredito que sempre precisamos “nos mirar” naquilo que parece ser mais avançado e “melhor” do que temos. Sinceramente, eu gostaria que estivéssemos, pelo menos, na metade disso.

 

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?