Conferência em Santa Inês debate Direitos das Crianças e Adolescentes

FOTO: Magno Lima
FOTO: Magno Lima

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) de Santa Inês realizou na última terça-feira (07), a IV Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

O evento aconteceu no auditório da Prefeitura de Santa Inês e teve como tema “Política e plano decenal dos direitos humanos de crianças e adolescentes – fortalecendo os conselhos dos direitos da criança e do adolescente”.

A cerimônia de abertura aconteceu por volta das 9h00 da manhã, com o presidente do CMDCA, Raniery Moreno Dias Carneiro fazendo a leitura do Regimento Interno, que foi apreciado e aprovado pelos participantes.

Em seguida, foi proferida a palestra sob o tema “Compartilhando a experiência na realização das ações efetivas para crianças e adolescentes no município”. Logo após, foram formados os grupos que se encarregaram de debater sobre os eixos a serem discutidos.

Foram criados cinco grupos, cada um discutindo um tema. No eixo 1, foi debatido a “Promoção dos direitos de crianças e adolescentes; eixo 2 “Proteção e defesa dos direitos”; eixo 3 “Protagonismo e participação de crianças e adolescentes”; eixo 4 “Controle social da efetivação dos direitos”; e eixo 5 “Gestão da política nacional dos direitos humanos de crianças e adolescentes”

Ao final dos trabalhos em grupo, foram apresentados e validados os conteúdos discutidos por cada eixo, seguido de plenária para escolha dos delegados que representarão o município na conferência estadual.

O CMDCA é vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Social da Prefeitura de Santa Inês, que tem demandado diversos trabalhos com a finalidade de auxiliar na manutenção dos direitos das crianças e adolescentes, inclusive oferecendo suporte necessário aos órgãos fiscalizadores, como o Conselho Tutelar da Criança e do Adolescente, que recentemente foi equipado e estruturado através de esforços do Executivo Municipal.

IMG_1530

Com informações da ASCOM/SantaInês

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?