Informações dão conta de que facções vão dar ‘trégua’ na guerra do bairro Coroadinho em troca de guerra com policiais

Screenshot_2015-06-19-16-42-57Screenshot_2015-06-19-16-43-05Screenshot_2015-06-19-16-43-12

A informação, através de WhatsApp que chegou até a mim na tarde de hoje, 19, dá conta de uma conversa (de hoje) entre participantes de facções, onde, na oportunidade da conversa, “ppp e pcm” informam que vão “dar uma trégua na guerra contra a família b.40 do bairro do Coroado, para focar na guerra contra os policiais” (…)

A conversa ainda diz que os policiais estão matando muitos “p.c.m e b.40”.

Bom, se o relato é realmente oriundo de integrantes das facções, paira a dúvida, mas não custa a polícia tomar cuidado e precauções em prol da população e da própria categoria.

Agora fica uma indagação: Onde é que o Governo e a Secretaria de Segurança estavam ou estão que deixaram e deixam as facções e a marginalidade crescerem em suas vistas? O nosso governo e o nosso policiamento está sem controle algum diante da violência que cresce de forma assustadora.

Onde é que já se viu vivermos em uma sociedade onde as facções só se multiplicam e a polícia é a primeira a incentivar os moradores a abandonarem as suas casas com medo da violência? Quando o trabalho da polícia é proteger estas nas ruas e, principalmente dentro de seus lares?

Os moradores estão sendo expulsos das suas residências. O estado é ausente das comunidades que são dominadas por facções criminosas. A polícia apareceu quando foi para ajudar no abandono das famílias. O governo precisa ocupar as comunidades através dos Serviços de Inteligência e entrar com políticas públicas nos bairros, principalmente de segurança. O que adianta a polícia chegar quando já não existe morador?

Que governo de mudança é esse que está indo contra a Constituição em não assegurar direitos de moradia à população?

Screenshot_2015-06-19-16-43-20

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?