Governo e Prefeitura se unem em prol do desafio da mobilidade urbana

unnamed
Prefeito Edivaldo Júnior em reunião com seus secretários municipais, Canindé Barros, (Trânsito e Transporte), Lula Fylho (de governo).

 

O problema de mobilidade urbana aqui em São Luís se repete há anos. Todos os dias são as mesmas reclamações: ruas e avenidas lotadas de carros, transporte coletivo precário, ônibus sucateados e sempre com excesso de passageiros. Além dos quilométricos engarrafamentos todos os dias e sem hora marcada e, é claro, a cidade toda esburacada.

Entra governo, sai governo e a situação continua ali, intacta.  É como se o problema em questão  seja tão ousado que diz: “daqui não saio, daqui ninguém me tira”.

Muito já foi prometido e discutido, mas a verdade é que, na realidade, quase nada tem sido feito para resolver ou pelo menos minimizar essa enorme deficiência que afeta toda a população.

Mas, mesmo diante desse grande desafio político, os moradores da capital maranhense estão diante  – mais uma vez – de uma oportunidade que, pelo menos na teoria, promete fazer a diferença para os próximos dias e anos.

É que segundo matéria divulgada pela Secretaria de Comunicação (SECOM) da prefeitura, as ações prioritárias para a melhoria da mobilidade urbana foram discutidas na noite de quarta-feira (04) pelo prefeito Edivaldo e o presidente da Empresa Maranhense de Transportes Urbanos, José Arthur Cabral Marques.

Durante reunião realizada no Palácio de La Ravardiére, a Prefeitura de São Luís apresentou projetos que serão executados em parceria com o Governo. A recuperação asfáltica de ruas e avenidas de São Luís é uma das ações de curto prazo a serem realizadas por meio dessa parceria.

Com o intuito de melhorar o fluxo de veículos na capital, também serão realizadas obras de intervenções nas avenidas Guajajaras e dos Holandeses. O prefeito Edivaldo destacou a importância desse trabalho conjunto. “Nesse momento, estamos discutindo as ações prioritárias para podermos dar uma resposta à população e ela possa sentir os resultados dessa parceria”, afirmou.

Ainda segundo informação divulgada pela SECOM, alguns dos projetos já estão em processo de licenciamento ambiental e de contratação. As obras estruturantes devem ter início a partir do segundo semestre deste ano. Obras menores, de pequenas alterações ou requalificação de vias devem acontecer ainda neste primeiro semestre.

Para Arthur Cabral, presidente da Empresa Maranhense de Transportes Urbanos, órgão criado recentemente pelo governador Flávio Dino (PCdoB), o trabalho é fruto de um compromisso do poder público com a população. “As obras que serão realizadas em São Luís são frutos da vontade política do governador e do prefeito Edivaldo de estreitar esse relacionamento e desenvolver ações conjuntas para a cidade. Na próxima semana, daremos início ao grupo de trabalho da região metropolitana. Em breve, os resultados vão aparecer para a cidade”, destacou o presidente.

Para os projetos estruturantes, os recursos já estão assegurados no governo federal, conforme informou Artur Cabral. “O que está sendo discutido é como cada parte pode se ajudar para que os projetos sejam para a cidade de São Luís, não um projeto do governo ou da prefeitura”, explicou.

Obras

As primeiras obras emergenciais, segundo informou o secretário Canindé Barros, devem ser licitadas nas próximas semanas. Integram essas obras, serviços de intervenções ao longo da Avenida Guajajaras, indo desde a Forquilhinha, passando pela Forquilha, pela rotatória que dá acesso à Uema, a Santos Dumont e a rotatória da Avenida dos Franceses, até a saída da cidade.

Da mesma forma será feito o trabalho na Avenida dos Holandeses. No local, a obra começa na rotatória da Polícia Militar e vai até a rotatória da Daniel de La Touche. “Iremos tirar todas as rotatórias ao longo desse trecho, criar cruzamentos semafóricos com retorno de quadra. Esta obra é semelhante a que realizamos no Bacanga”, disse o titular da SMTT.

Para dinamizar as parcerias entre Prefeitura e Governo foi montado um grupo de trabalho, formado por integrantes do Estado e do Município. Representando o Poder Estadual estarão os secretários Clayton Noleto (Infraestrutura), Marcelo Tavares (Casa Civil), Márcio Jerry (Articulação Política e Assuntos Federativos) e José Arthur Cabral (Agência Estadual de Mobilidade Urbana). Pelo Município estarão os gestores Antônio Araújo (Obras e Serviços Públicos), Lula Fylho (Governo), Canindé Barros (Trânsito e Transportes) e José Cursino (Planejamento).

* Com base em informações da Prefeitura de São Luís

 

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?