São Luís faz 405 anos e o que comemorar?

Foi de um próprio ex-vice prefeito de São Luís as palavras:

– São Luís não é apenas a maior cidade do Maranhão. Ao longo dos anos ela vem sendo administrada como uma cidade pequena, com a mesma lógica com que são governados os menores municípios. Isso tem que mudar.

Se essas palavras foram de quem um dia (na campanha de 2012) pregou que seria umas das “mudanças” da capital e, hoje, considera a capital maranhense como “administrada como cidade pequena”, o que eu, uma cidadã comum, que todos os dias vejo a Ilha do Amor sendo maltratada e abandonada, vou dizer?

Quer saber?
São Luís, no meu ponto de vista, parece mesmo é uma cidade primitiva. E é como se nós, habitantes dela, fôssemos obrigados a nunca caminhar para frente, é como se fôssemos condenados a pagar “algum pato” do passado e não conseguíssemos colher fruto de benesse alguma. Andamos em círculo, a verdade é essa. A cidade que não cresce, não desenvolve. Na realidade, o estado como um todo, não tem do que se orgulhar. Sempre são as mesmas “comemorações” que se resumem apenas a media dúzia de shows, bumba meu boi e carnaval. Não, não temos nada para oferecer além disso.

Quem é que num feriado quer ficar na cidade? Quem é que quer vir para São Luís?
Pelo contrário, as pessoas estão arrumando as malas para ‘pegar estrada’ porque a cidade não oferece um atrativo turístico. Não há investimento da rede pública, da rede empresarial. Ninguém quer mais investir aqui porque não tem retorno. Não há um retorno porque é uma cidade que vai se perpetuando ao abandono, a falta de interesse de seus governantes que só maquiam para os programas televisivos institucionais.

Homem flagrado pendurado em ônibus lotado

Poderíamos comemorar os 405 anos da cidade com licitações para novas linhas de ônibus, para que milhares de pessoas pudessem sair da humilhação de todos os dias, quando são enlatadas dentro de velharias lotadas, chamadas de ônibus.

Poderíamos comemorar os 405 anos da cidade ganhando mais infraestrutura. Uma infraestrutura de ponta e não apenas uma maquiagem que se destrói no 1° contato com a água. Um projeto de revitalização e não de remendos.

Asfalto abriu com o peso do veículo no bairro do Anjo da Guarda (Agosto de 2017)

Em outras palavras, poderíamos, também, comemorar os 405 anos da cidade melhorando “a cara” da centenária, em termos de iluminação, conservação dos prédios que são Patrimônio da Humanidade, limpeza de praças, ruas e avenidas, não apenas na zona urbana, mas, também, na rural.

Poderíamos comemorar os 405 anos da cidade investindo em mais educação, valorização do professor e garantia de alunos na sala de aula – centenas deles ainda estão sem estudar em pleno mês de Setembro.
Políticas públicas de inserção e de atração ao jovem poderiam ser implementadas, como teatro, cinema, capacitação profissional e incentivo a uma vida decente e de trabalho.

Professores municiais em greve

Poderíamos comemorar os 405 anos de São Luís inaugurando alguma, pelo menos uma, das 25 creches prometidas pelo prefeito Edivaldo Júnior, desde 2014, pois até Pedra Inaugural ele lançou, mas até agora nada.

Poderíamos comemorar os 405 anos da cidade investindo em mais segurança nas ruas, dentro dos bairros, nas paradas, nos ônibus, nos becos, nos pontos turísticos (?), além da contratação de mais profissionais da área.

Poderíamos comemorar os 405 anos da cidade fazendo Leis valerem a pena. Punições sendo seguidas à risca.

Poderíamos comemorar os 405 anos da cidade fazendo valer as infinitas promessas políticas feitas em período de campanha, que ao longo dos anos, não saem do papel.

Em pleno século XXI e São Luís completando 405 anos, as pessoas poderiam, também, rever conceitos e se tornarem pessoas mais educadas e gentis.

Enfim, eu teria muitos, centenas de problemas e de críticas construtivas a fazer da nossa moça cidade, mas, com certeza, não acabaria hoje. Mas, me restrinjo a dizer e pedir que os governantes e administradores da grande Ilha tivessem consciência e lutassem por um desenvolvimento planejado e moderno para a capital do Maranhão e melhor qualidade de vida para o seu povo.

Será que eles não se envergonham? Eu sim!

 

Prefeitura de Santa Rita anuncia programação do desfile cívico de 7 de Setembro

Programação Oficial do Desfile de 7 de Setembro

Conhecido como o Dia da Independência, 7 de Setembro é um feriado marcado por eventos como desfiles cívico-militares por todo o País, aos quais milhares de pessoas comparecem.

A Prefeitura de Santa Rita, por intermédio da SEMED, tornou pública a programação oficial do desfile cívico de 7 de setembro no município, com concentração às 16h na Rua do Sol.

– PERCURSO: Saída do canto do Boticário com destino a praça da igreja matriz

Apresentação das bandeiras: Brasil, Maranhão e Santa Rita:

Projeto da Flauta doce;

Escolas da educação infantil;

Escolas do ensino fundamental;

Bandas e Fanfarras do Município;

Igrejas e entidades da sociedade civil.

 

Mariana Costa: Assassino confesso, Lucas Porto, passa por nova perícia médica no Nina Rodrigues

Querendo convencer a todo custo a Justiça de que o empresário da construção civil Lucas Ribeiro Porto – assassino confesso de Mariana Costa, sobrinha-neta do ex-presidente José Sarney – sofre de problemas mentais e, por isso, estuprou e matou a ex-cunhada, os advogados do presidiário não desistiram da ideia e, segundo informações da página O Informante, Lucas está passando, neste momento, por nova perícia médica no Hospital Nina Rodrigues.

A perícia visa constatar a sanidade mental de Lucas, já que a defesa do empresário (advogado Paulo Quezado) pretende alegar que ele tem problemas psiquiátricos.

Na primeira perícia, realizada no dia 17 passado, um irmão de Lucas, identificado como Mateus Porto, agrediu uma das irmãs de Mariana, Juliana Costa, que registrava em fotos a presença do ex-cunhado.

– Vídeo do dia: Irmão de Lucas Porto, assassino confesso de Mariana Costa, agride irmã da vítima

Lucas era casado com Carolina Costa, outra irmã de Mariana, que já declarou à Justiça que o acusado nunca teve problemas mentais.

Ao menos outras duas perícias, além da realizada hoje (31), ainda serão feitas.

De O Informante – com alterações

Para comemorar o mês dedicado ao aleitamento materno, prefeitura de SJR reúne mães e profissionais da saúde em atividade

Para marcar o encerramento das ações em comemoração ao Agosto Dourado, mês dedicado ao aleitamento materno, a prefeitura de São José de Ribamar, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realizou grande atividade na UBS Honório Gomes, com a presença de gestantes, lactantes, bebês além de profissionais da área de saúde.

Para o secretário de saúde, Tiago Fernandes, o Agosto Dourado encerra o mês de atividades intensas, mas os atendimentos continuam em todos os postos com o mesmo intuito: intensificar a parceria firmada com as mães nesse grande gesto que é amamentar. “Foi uma grande parceria nesse mês com as mamães. E nosso intuito é continuar com os trabalhos de conscientização de que o leite é um alimento completo e que deve ser oferecido exclusivamente até pelo menos os seis primeiros meses de idade do bebê”, destacou.

Já o prefeito Luís Fernando, lembrou que os objetivos do Agosto Dourado, mês dedicado ao incentivo e dedicação à amamentação, estão sendo alcançados por meio de diversas atividades conjuntas de promoção do tema, porém não podem parar com o término do mês.

– Estamos encerrando o mês, mas o resultado final será sempre a busca permanente do conhecimento acerca da importância da amamentação. Lembramos às famílias que o aleitamento é uma prática nutricional, mas também de amor e que não é apenas uma responsabilidade materna, mas uma força tarefa que envolve o pai, toda a família e os profissionais da saúde que estão a postos para ajudar na condução do processo – ressaltou.

Capacitação para profissionais da saúde da família

Nesta quarta-feira (30), a prefeitura por meio da Secretaria de Saúde, em parceria com o Ministério da Saúde, também realizou oficina voltada para estratégias de fortalecimento da atenção integral às crianças com infecção congênita associada à doenças infecciosas que acometem recém-nascidos. Durante a oficina foram evidenciadas as causas de morte prematura e os riscos que o feto corre ao ser contaminado a partir de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti.

Para a representante do Ministério da Saúde, Jacirene Lima Campos, o objetivo vem sendo atingido uma vez que os profissionais estão discutindo o problema, sobretudo o atraso no desenvolvimento das crianças com microcefalia e traçando políticas públicas de atendimento para as famílias.

– O compromisso dos profissionais daqui, mostra um fortalecimento das políticas públicas que o município está implementando. A criança acometida por essas doenças precisa ser assistida desde a concepção, passando pelo nascimento, desenvolvimento e até mesmo em todas as fases da vida dessa criança – pontuou.

Durante o evento também foi discutida a estratégia de fortalecimento da atenção integral nos mais variados projetos e frentes desenvolvidas. O secretário de saúde, Tiago Fernandes, reiterou a sensibilização da gestão para a importância do tema e programa da Saúde da Família.

– A oficina é uma ação de sensibilização que mostra a importância do trabalho do PSF para o quadro geral da saúde da família, sendo um vetor fundamental na melhoria de todos os pontos em paralelo com o quadro geral de doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti e afins. Daí a importância da presença de todos os agentes para o permanente combate – finalizou o secretário.

Afinal, existe diferença entre Pós, MBA, Doutorado e Mestrado?

Segundo o Censo Escolar do Inep, o quantitativo de formandos chega a mais de um milhão, com procura de pós-graduação para a consolidação no setor profissional.

Há alguns anos graduar-se era algo inacessível para muita gente. Até que governos foram surgindo que pelo menos, em parte, se preocuparam em fragmentar possibilidades para o ingresso de muitos jovens e adultos nas universidades e faculdades.

Com o crescimento no número de concluintes em cursos de graduação no país, um dos caminhos naturais da carreira é a realização de uma pós-graduação.

Mas e quando essa Pós não acontece de imediato? O estudante já está completamente apto e preparado para o mercado de trabalho?

Aqueles termos que se escuta nas salas de aula, como Pós, MBA e Mestrado? Seriam esses os termos complementares para deixar o cidadão como um profissional mais completo?

Afinal, o que é cada um deles e qual a necessidade de, se tiver oportunidade, ser cursado?

Primeiramente, antes de escolher qualquer especialização, o aluno precisa planejar sua carreira para obter sucesso em suas escolhas.

Quando o aluno decide assumir a educação continuada e aperfeiçoar a competência teórico-prática da área de formação, com o objetivo profissionalizante, é indicado que ele opte por uma pós-graduação latu Sensu (sentido amplo – que comportam especializações e MBAs), visto que sua aplicação é mais prática. Ou seja, os cursos lato sensu são a opção ideal para quem já tem uma rotina diária de trabalho e busca aperfeiçoamento profissional. O objetivo é ganhar competências específicas, de aplicação prática, para facilitar a ascensão na carreira, mudar de área ou se adaptar a um novo cargo dentro da empresa em que trabalha.

Por outro lado, se o aluno deseja adquirir conhecimentos e fundamentações teóricas e seguir a carreira de docente e/ou pesquisador é mais indicado que o mesmo opte por uma especialização Stricto Sensu (sentido restrito – incluem-se nessa categoria os mestrados, também conhecidos como mestrados acadêmicos, mestrados profissionais, doutorados e pós-doutorados). Ou seja, essa última especialização, no geral, é indicada para quem quer seguir carreira acadêmica.

Entenda as diferenças dos termos

No Brasil, todos os cursos seguidos de uma graduação são definidos como pós-graduação, abrangendo mestrado, MBA, doutorado e afins. As especializações são divididas em duas modalidades: a lato Sensu, que compreendem programas de especialização, bem como cursos designados, a exemplo do MBA, com carga horária mínima de 360 horas, no qual o aluno obtém certificado e não diploma e a Stricto Sensu, que é voltada para programas de mestrado e doutorado com cursos superiores de graduação, de modo que, de acordo com as exigências das instituições de ensino, o candidato concorre a uma vaga, diante do edital e, no fim, adquire diploma. Para ingresso em uma das modalidades, as instituições dispõem de alguns requisitos no currículo, tais como exigência de diploma de formação, processos seletivos, títulos, trabalho de conclusão e outros mais.

  • Especialização e MBA

A expressão “pós” tem sido designada para uma modalidade de especialização que permite aos graduados terem um conhecimento mais específico em uma determinada área, sem necessariamente ser a de sua formação.

São cursos ideais para quem busca atualização ou aperfeiçoamento de conhecimento técnico e científico de sua área específica de atuação. Ao final do curso, é conferido um certificado de especialista.

Já o MBA vem do inglês Master in Business Administration, é um curso lato sensu voltado para quem quer aprimorar conhecimentos de administração e obter uma visão aprofundada e global do mundo corporativo. É muito procurado por empresários, executivos e gestores.

Em alguns países, a modalidade tem reconhecimento de mestrado, porém no Brasil a opção se restringe a uma especialização com certificado de participação. Ambas modalidades têm menor período para realização do curso e nem todas as especializações tem reconhecimento do Ministério da Educação (MEC). Ao fim do curso, o aluno deve apresentar uma monografia e recebe o certificado lato sensu.

  • Mestrado

Pertencente à modalidade Stricto Sensu, o mestrado é voltado para alunos que desejem seguir carreira na área de pesquisas científicas ou acadêmicas (mestrado profissional), como professores de universidades. As instituições que podem oferecer modalidade devem ter reconhecimento pelo MEC, bem como ser recomendadas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), que avalia as notas de 1 a 7 (nota máxima), com nota mínima equivalente a 3. Aqueles que possuem nota 5 já são considerados com “elevado padrão de qualidade”. Mas, para ter essa nota, é preciso que, além do mestrado, também forneça cursos de doutorado. O máximo possível é a nota 7, definindo o curso como “desempenho claramente destacado”. Ao fim do curso, além do diploma, o aluno adquire o título Stricto Sensu.

  • Doutorado

Segunda modalidade de curso Stricto Sensu e com normas semelhantes, o doutorado é voltado para quem tem forte interesse analítico em desenvolver pesquisas científicas. Devido a muitos critérios, é preferível que o candidato se dedique inteiramente ao doutorado em regime de interação exclusiva. Mesmo com exigências de alto nível de estudo, o acesso ao curso é aberto até para quem possui apenas a graduação.

De acordo com o MEC, as instituições públicas que ofereçam o doutorado não podem cobrar taxas. É comum que os selecionados ganhem bolsas mensais para auxílio financeiro durante o curso, como forma de incentivo para a dedicação exclusiva às pesquisas. As instituições fornecem bolsa num valor médio de R$2.200, a exemplo da Capes. Já nas instituições privadas, os alunos precisam pagar, mas também podem receber bolsa de auxílio. Ao término da especialização nessa modalidade, os estudantes recebem diploma e podem ser chamados de doutores.

Deputado Júnior Verde fará vistoria após denúncias de precariedade no Ferry-boat

O deputado estadual Júnior Verde (PRB) protocolou, na quarta-feira (23), um requerimento para realizar vistorias no sistema de transporte Ferry-boat e no Terminal de Passageiros do Cujupe, localizado em Alcântara.

A visita será feita após denúncias publicadas nas redes sociais que mostravam a precariedade do local. A inspeção acontecerá amanhã, quarta-feira (30).

Júnior Verde também enviou ao Governo do Estado, à Secretaria de Infraestrutura (SINFRA), à Agência de Mobilidade Urbana (MOB) e à Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP) uma Indicação solicitando melhorias na infraestrutura oferecida aos passageiros do Ferry Boat.

Entre os pedidos estão a modernizações das embarcações, implantação de postos de saúde, de compra de passagens pela internet, de farmácias, de restaurantes, de redes de Wifi e cadeiras com estofados.

MPE aciona Flávio Dino na Justiça por se aparecer em programa que deveria ser exclusivo do PCdoB

Governador apareceu em inserções do partido no primeiro semestre exaltando sua gestão; se condenado, comunista pode pagar multa de até R$ 25 mil

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) foi acionado pelo Ministério Público Eleitoral no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e pode pagar multa de até R$ 25 mil pelo uso irregular de espaço de propaganda partidária para promoção pessoal.

Se o programa apontado na representação do vice-procurador-geral Eleitoral, Francisco de Assis Vieira Sanseverino, houver sido mais caro que o máximo da multa, esse será o valor a ser pago pelo comunista. O PCdoB nacional também foi acionado no mesmo caso.

A representação do vice procurador eleitoral – que substituiu no caso o irmão do governador maranhense, Nicolao Dino -, aponta desvirtuamento de inserções veiculadas nos dias 17, 30 e 31 de março e 1º de abril de 2017. Nelas, Flávio Dino aparece destacando ações da sua gestão à frente do governo.

– A propaganda partidária do PCdoB traz mensagem explícita de promoção pessoal do Governador do Estado do Maranhão, Flávio Dino, segundo representado. Como se verifica das inserções transcritas, o tempo de 4min 30s foi utilizado exclusivamente para exaltar a atuação pública do atual Governador do Estado do Maranhão, Flávio Dino e seus feitos frente a gestão do Estado. Tal fato se evidencia nas seguintes afirmações: ‘Nós estamos mudando isso…’, ‘isso é apenas o começo’ e ‘estamos mudando muita coisa’, diz o texto da representação.

Ainda de acordo com o vice-procurador, o material tem o claro objetivo não de debater propostas do partido, mas de enaltecer a imagem do comunista como “gestor de grande eficiência”.

– A propaganda partidária foi utilizada, ainda, para enumerar os feitos que supostamente estão sendo realizados durante a gestão de Flávio Dino como Governador do Estado do Maranhão, visando claramente à vinculação de sua figura a imagem de gestor de grande eficiência – diz a peça.

Reeleição – Sanseverino acrescenta, ainda, que as inserções – que deveriam se prestar “à exposição e ao debate público das ideologias de um partido” – foram utilizadas para promover candidatura de Dino à reeleição.

“Verifica-se que a propaganda eleitoral foi utilizada para promover eventual e futura candidatura de Flávio Dino, segundo representado, pois a utilização de expressões como ‘E isso é apenas o começo’, ‘Tenho a alegria de governar o Maranhão e estamos mudando muita coisa’ e ‘Nós estamos mudando isso’, revela pretensão de angariar votos para a Eleição de 2018”, completou.

Por conta da irregularidade, o MPE pediu que seja imposta ao PCdoB e ao governador do Maranhão a pena de multa no valor de R$ 5 mil a R$ 25 mil – ou ao equivalente ao custo da propaganda, se este for maior – e, ainda, a cassação de tempo do PCdoB equivalente a cinco vezes ao da inserção ilícita.

Mais

Até o momento, o presidente estadual do PCdoB, Márcio Jerry – que é também secretário de Estado da Comunicação e Assuntos Políticos -, não comentou a ação do MPE.

De O Estado

 

Maranhão: Bancos não vão funcionar nesta segunda-feira, 28

As agências bancárias do Maranhão estarão fechadas para atendimento ao público amanhã, segunda-feira, 28, por conta do Dia Estadual do Bancário, comemorado anualmente.

O feriado é regulamentado pela Lei n.° 10.100/2014, de autoria do deputado estadual Bira do Pindaré, que é exclusivo para a categoria.O Sindicato dos Bancários do Maranhão (SEEB-MA) divulgou nota comentando sobre o feriado. “É um reconhecimento à contribuição que a categoria bancária tem proporcionado ao crescimento do Maranhão e do país”, disse o sindicato.

Os serviços bancários estarão disponíveis 24 horas por meio dos canais de atendimento alternativos como caixas eletrônicos, Internet Banking, Mobile Banking. O consumidor que tem contas a pagar (luz, telefone, água etc) com vencimento nesta segunda-feira, 28, poderá fazer o pagamento no primeiro dia útil após o feriado, na terça-feira, dia 29, sem multa.

Mais 

A lei de autoria do deputado e ex-presidente do SEEB-MA, Bira do Pindaré, transformou o dia 28 de agosto, data alusiva ao Dia do Bancário, em feriado exclusivo para a categoria bancária em todo o Maranhão.

O dia 28 de agosto foi escolhido por ser uma data marcante para os bancários de todo o país, já que foi no dia 28 de agosto de 1951 que os bancários de São Paulo decretaram, em assembleia geral, uma greve de 69 dias, enfrentando a repressão do antigo DOPS e a pressão de outros sindicatos da categoria por não concordarem com uma contraproposta dos patrões, considerada como gorjeta, uma vez que os trabalhadores bancários reivindicavam 40% de reajuste, salário mínimo profissional e adicional por tempo de serviço, enquanto os banqueiros excluíram os dois últimos e ofereceram apenas o reajuste com base nos índices oficiais do custo de vida.

Prefeitura de Santa Rita capacita docentes que irão compor a Escola Militar do município

A prefeitura de Santa Rita, por intermédio da SEMED, SSP-MA e Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão, deu início a capacitação do corpo docente que irá compor a escola militar do município. A exemplo de outros municípios, os alunos da escola Orlando Gasileu, automaticamente, farão parte do corpo discente.

A implantação da escola militar em Santa Rita faz parte das propostas de governo do prefeito Dr Hilton Gonçalo. Sua intenção em implantar a escola militar é fazer dela uma ferramenta usada para melhorar a qualidade educacional no município. O padrão de ensino das escolas militares se destaca como um dos melhores da rede pública nacional. A qualidade do ensino e os valores de cidadania são princípios que os alunos levam para a vida toda.

Recentemente, foi divulgado o resultado do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), onde se apresentou expressivos resultados obtidos pelas escolas militares administradas pela Polícia Militar do Maranhão (PMMA).

O resultado apontou o Colégio Militar Tiradentes II (Imperatriz), com a média 6, em primeiro lugar entre as escolas públicas estaduais. O Colégio Militar Tiradentes I (São Luís) ficou em segundo lugar, com media 5,8. Já o Colégio Militar Tiradentes III, com media 5,4, ficou em primeiro lugar entre as escolas públicas do município de Bacabal e quarto entre as escolas da rede estadual.

Em breve teremos os resultados nos dados e, principalmente, na vida de nossos alunos de Santa Rita.
Este é um importante passo para a prática de uma metodologia de ensino diferenciada e comprovadamente eficaz.

Em pleno século XXI diferença salarial entre homens e mulheres ainda persiste

Receber o mesmo salário que os homens em condições de igualdade é um direito das mulheres. É um requisito inevitável para que alcancem a autonomia econômica e para avançar na igualdade de gêneros.

BRASÍLIA – As disparidades salariais entre gêneros persistem como um obstáculo para o empoderamento econômico das mulheres e a superação da pobreza e a desigualdade na América Latina, revelou a Comissão Econômica das Nações Unidas para a América Latina e o Caribe (CEPAL).

Embora a diferença salarial entre homens e mulheres tenha diminuído 12,1 pontos percentuais entre 1990 e 2014, as mulheres recebem, em média, apenas 83,9 unidades monetárias por 100 unidades monetárias recebidas pelos homens, de acordo com a CEPAL. Se a remuneração recebida por ambos os sexos por anos de estudo são comparadas, observa-se que elas podem ganhar até 25,6% menos do que seus colegas do sexo masculino em condições semelhantes, disse que o instituto regional.

A partir das informações coletadas em pesquisas domiciliares, a CEPAL analisou o salário médio de homens e mulheres que trabalham em centros urbanos com idades entre 20 e 49 que trabalham 35 horas ou mais por semana em 18 países na região. A pesquisa faz uma comparação por anos de estudo e sua evolução entre 1990 e 2014, observando a persistência de diferenças significativas dependendo do nível de escolaridade de pessoas empregadas.

No grupo das mulheres com menor nível de escolaridade (até cinco anos de estudo) foi observada a maior redução da diferença (19,7 pontos percentuais). Houve um aumento em relação ao salários dos homens de 58,2% para 77, 9%. Isto porque, segundo a CEPAL, há dois fatores: a regulamentação e formalização do trabalho doméstico remunerado, como países que estabeleceram taxas de salário mínimo por hora e tempos máximos do dia de trabalho; e aumento de salários mínimos que se aplicam a toda a população.

MAIS ESTUDO, MAIS DIFERENÇA

A diferença salarial mais alta ocorre na população mais instruída (treze anos ou mais de estudo). Houve uma diminuição na diferença de 9,3 pontos percentuais entre 1990 e 2014. Os homens deste grupo ainda ganham 25,6 por cento mais do que as mulheres. Segundo a CEPAL, a inclusão das mulheres em áreas como ciência e tecnologia, indústrias, como telecomunicações e grandes empresas, pode estar contribuindo positivamente, embora ainda não gere a plena igualdade.

Nos níveis intermediários de educação os números não foram substancialmente alterados. Mulheres com seis a nove anos de escolaridade ganhavam 70% do salário dos homens em 1990 e em 2014 esse número subiu para 75,3% (uma redução na diferença de 5,3 pontos percentuais no intervalo) e aquelas com 10 a 12 anos de instruções subiram de 67,6% para 74,5% (redução de 6,9 pontos percentuais na diferença salarial).

Receber o mesmo salário que os homens em condições de igualdade é um direito das mulheres. É um requisito inevitável para que alcancem a autonomia econômica e para avançar na igualdade de gêneros – disse a Secretária Executiva da CEPAL, Alicia Bárcena.

Para a eliminação da diferença salarial, a CEPAL planeja promover espaços para a negociação coletiva e participação ativa dos trabalhadores nos processos onde estas questões são debatidas; melhorar salários mínimos, uma vez que estes promovem a igualdade, especialmente em setores com remuneração inferior; implementar políticas como a licença paternidade; e assegurar a igualdade de oportunidades de treinamento, promoções, horas extras e outros compromissos de trabalho que melhoram a folha de pagamento.

Herança Maldita

A herança cultural machista e a entrada tardia das mulheres no mercado de trabalho, que passaram a buscar condições igualitárias a partir das décadas de 1960 e 1970, estão entre os fatores que contribuíram para a desigualdade salarial.

O Globo – com alterações