Relação dos presos pela Polícia Federal na Operação Pegadores contra desvios de dinheiro na saúde do Maranhão

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (16), a Operação Pegadores, que apura indícios de desvios de recursos públicos federais, por meio de fraudes na contratação e pagamento de pessoal, em Contratos de Gestão e Termos de Parceria – firmados na atual gestão de Flávio Dino (PCdoB), frente ao Governo do Estado do Maranhão -, na área da saúde. (Reveja AQUI)

Abaixo relação completa dos presos pela Polícia Federal, após desvios de recursos na Saúde do Maranhão:

Curado foi uma das presas, pela Polícia Federal, nesta manhã, 16. A prisão se deu em Imperatriz
  • Antônio José Matos Nogueira
  • Chisleane Gomes Marques
  • Mariano de Castro Silva
  • Luiz Marques Barbosa Júnior
  • Rosângela Aparecida da Silba Barros (Rosângela Curado)
  • Antônio Augusto Silva Aragão
  • Benedito Silva Carvalho
  • Flávia Geórgia Borges Gomes
  • Ideide Lopes de Azevedo Silva
  • Marcus Eduardo Alves Batista
  • Miguel Marconi Duailibe Gomes
  • Osias de Oliveira Santos Filho
  • Paulo Guilherme Silva Curado
  • Péricles Silva Filho
  • Waldeney Francisco Saraiva
  • Warlei Alves do Nascimento
  • Karina Mônica Braga Aguiar

Sorveteria recebeu mais de R$ 1,2 milhão da Secretaria de Saúde no Maranhão

“Um valor de 18 milhões revolucionaria a saúde do Maranhão, elevando a uma saúde de excelência” – Polícia Federal, em coletiva, na manhã desta quinta-feira, 16.

FOTO: Imirante

Logo após ser deflagrada a Operação Pegadores da Polícia Federal, na manhã desta quinta-feira (16), que apura indícios de desvios de recursos públicos federais, por meio de fraudes na contratação e pagamento de pessoal, em Contratos de Gestão e Termos de Parceria – firmados na atual gestão de Flávio Dino (PCdoB), na área da saúde e resultou no cumprimento de 17 mandados de prisão, a incluir a prisão de  Rosângela, ex-subsecretária da Secretaria de Saúde do Maranhão e ex-candidata à prefeitura de Imperatriz e mais 28 mandados de busca e apreensão em São Luís/MA, Imperatriz/MA, Amarante/MA e Teresina/PI, além do bloqueio judicial e sequestro de bens no total de R$18 milhões, a PF concedeu coletiva de imprensa a fim de esclarecer a tal Operação.

De acordo com o delegado responsável, Wedson Cajé Lopes, os desvios ocorriam com a contratação de mais de 400 servidores, que eram fantasmas. Além disso, o esquema envolvia também empresas de fachada como uma empresa que era uma sorveteria, que – ainda segundo o delegado – foi transformada da noite para o dia em empresa para gerir recursos da saúde.

A sorveteria recebeu da Secretaria de Saúde mais de R$ 1,2 milhão.

Sobre os funcionários que recebiam, mas não trabalhavam na SES, o representante da Controladoria Geral da União (CGU), Francisco Alves Moreira, afirmou que se todos trabalhassem, os serviços na Saúde seriam de excelência.

Cada profissional fantasma impede que haja profissional nas unidades hospitalares para prestar serviços. Se todos estivessem desenvolvendo suas funções, não temo em dizer que os serviços no Maranhão na Saúde teria padrão de excelência – disse Moreira.

Prisão 

A PF confirmou, ainda, a prisão da subsecretária de Saúde, Rosângela Curado. Ela foi presa em Imperatriz.
Segundo a PF, ela está envolvida nas contratações de funcionários fantasmas.

Do Imirante – com alterações

Cai como uma bomba no governo Flávio Dino a Operação Pegadores da Polícia Federal, na saúde

Rosângela Curado, presa na manhã de hoje na Operação Pegadores, ex-subsecretária de saúde no governo Flávio Dino. Todos unidos em nome da corrupção. A casa começou a cair!

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (16), a Operação Pegadores, que apura indícios de desvios de recursos públicos federais, por meio de fraudes na contratação e pagamento de pessoal, em Contratos de Gestão e Termos de Parceria – firmados na atual gestão de Flávio Dino (PCdoB), frente ao Governo do Estado do Maranhão -, na área da saúde.

Toda a investigação começou em 2015, por causa do contracheque de uma enfermeira do município de Imperatriz. Kelilane Silva Carvalho recebia um salário fixo de um pouco mais de 3 mil reais e, só de gratificação, a coordenadora de enfermagem, recebia como presente, quase 10 mil reais.

FOTO: Imirante

Foi em Março de 2015 que “vazou” o contracheque da enfermeira que, à época, era lotada na unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Imperatriz. Fontes revelavam que Keilane tinha “ligações” com o secretário de Comunicação e Articulação Política, Márcio Jerry.

A partir da divulgação deste contracheque que o Ministério Público Federal (MPF) iniciou as investigações
relacionadas aos recursos do Sistema Único de Saúde (SUS). Com as investigações, o MPF acabou constatando haver outros 414 servidores que recebiam salários altos, mas efetivamente não prestavam serviços na Secretaria Estadual de Saúde.

Hoje a Operação deflagrada pela PF conta com, além do apoio do Ministério Público Federal, com o Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU) e da Receita Federal do Brasil.

Cerca de 130 policiais Federais cumpriram 45 mandados judiciais, expedidos pela Juíza Federal Paula Souza Moraes da 1ª Vara Criminal Federal da Seção Judiciária do Maranhão. Foram cumpridos 17 mandados de prisão temporária e 28 mandados de busca e apreensão em São Luís/MA, Imperatriz/MA, Amarante/MA e Teresina/PI, além do bloqueio judicial e sequestro de bens no total de R$18 milhões. Uma das presas está Rosângela Curado, mulher de alto calão do deputado federal e pré-candidato ao Senado, Weverton Rocha (ambos PDT). Rosângela também é ex-subsecretária da Secretaria de Saúde do Maranhão e ex-candidata à prefeitura de Imperatriz. É ex-sub da saúde desde quando Márcio Jerry minou ela do cargo.

Investigação

Durante as investigações conduzidas na Operação Sermão aos Peixes, em 2015, foram coletados diversos indícios de que servidores públicos, que exerciam funções de comando na Secretaria de Estado da Saúde naquele ano montaram um esquema de desvio de verbas e fraudes na contratação e pagamento de pessoal.

As investigações indicaram a existência de cerca de 400 pessoas que teriam sido incluídas indevidamente nas folhas de pagamentos dos hospitais estaduais, sem que prestassem qualquer tipo de serviços às unidades hospitalares. Os beneficiários do esquema seriam familiares e pessoas próximas a gestores públicos e de diretores das organizações sociais.

O montante dos recursos públicos federais desviados por meio de tais fraudes supera a quantia de R$ 18 milhões. Contudo o dano aos cofres públicos pode ser ainda maior, pois os desvios continuaram a ser praticados mesmo após a deflagração de diversas outras fases da Operação Sermão aos Peixes.

Foi detectado, também, que uma empresa registrada como sendo uma sorveteria passou por um processo de transformação jurídica e se tornou, da noite para o dia, em uma empresa especializada na gestão de serviços médicos. Essa empresa foi utilizada para a emissão de notas fiscais frias, que teriam permitido o desvio de R$ 1.254.409,37.

Os investigados responderão na medida de suas participações pelos crimes de peculato, corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa, dentre outros.

 

Deputado Júnior Verde comemora aprovação do Projeto de Lei, de sua Indicação, que cria a Escola de Conselhos

A Escola dos Conselhos vai funcionar no âmbito da Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular, tendo como objetivo a oferta de um espaço permanente para a formação e capacitação dos conselheiros tutelares e de Direitos de todo o Maranhão. Cidadãos da sociedade civil também poderão usufruir dos cursos.

O deputado estadual Júnior Verde comemorou a aprovação, nesta terça (07), por unanimidade na Assembleia Legislativa, o Projeto de Lei n° 276/17, que cria a Escola dos Conselhos, na estrutura do Governo do Estado. De autoria do Executivo, o PL é oriundo da Indicação n° 422/2016, de autoria do parlamentar.

– Mais uma vitória, fruto de uma luta que valeu a pena. Quanto mais formação e capacitação, mais os conselheiros terão informações para deliberarem sobre as suas atribuições e funções de forma mais eficiente -, festejou o deputado, que tem se dedicado a fortalecer e ampliar os Conselhos Tutelares e, agora, busca meios de melhorar suas condições de trabalho.

A Escola dos Conselhos vai funcionar no âmbito da Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular, tendo como objetivo a oferta de um espaço permanente para a formação e capacitação dos conselheiros tutelares e de Direitos de todo o Maranhão. Cidadãos da sociedade civil também poderão usufruir dos cursos.

Apesar de desempenharem relevantes funções, os conselheiros enfrentam sérios problemas como a falta de infraestrutura e pouca valorização por parte do poder público. Mesmo assim, conseguem atuar na proteção dos direitos humanos e da cidadania, em especial, das crianças e dos adolescentes com garantias violadas.

– A Escola vai possibilitar a esses atores dos sistemas de garantia dos direitos a formação necessária ao fiel desempenho de suas funções, capacitando continuamente esses sujeitos, na busca de uma constante qualificação para o desempenho de tão nobre função – completou Júnior Verde.

Conselhos de Direito X Conselhos Tutelares

Os Conselhos de Direito são órgãos de caráter deliberativo, formulador e normatizador das políticas públicas. Os Conselhos Tutelares, por sua vez, zelam pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente.

Sobre a Indicação aprovada

A Indicação que resultou no PL de autoria do Executivo é fruto de várias audiências realizadas com membros da Associação de Conselheiros Tutelares do Estado do Maranhão (ACECTMA). Este ano, Júnior Verde também teve aprovada a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que garante a cada 100 mil habitantes a criação de uma unidade do Conselho Tutelar, numa iniciativa inédita do Maranhão.

Rodoviários ameaçam paralisar atividades na quinta-feira ; TRT reage

Na manhã desta segunda-feira (6), Isaías Castelo Branco, Presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão, revelou que se os salários ou benefícios dos trabalhadores do transporte público continuar atrasando, uma nova paralisação do sistema em São Luís, será deflagrada.

No último dia 27 de Outubro os rodoviários cruzaram os braços em São Luís por duas horas. A paralisação de advertência foi deflagrada em razão do descaso de algumas empresas que atuam no transporte público, por estas estarem atrasando os pagamentos de salários dos motoristas, cobradores e fiscais, nos últimos meses.

O pagamento de salário dos rodoviários deve ser feito até o quinto dia útil do mês, assim também como liberação de outros benefícios, a exemplo do ticket-alimentação.

O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão diz estar atento a situação e já pensa em adotar medidas que obriguem os patrões a cumprir o que diz a Convenção estabelecida entre trabalhadores e empresários, podendo sugerir a categoria que até a próxima quinta-feira (9), trabalhadores que não tenham recebido o salário, cruzem os braços neste dia.

O Sindicato ressalta ainda que no caso das empresas que disponibilizarem o salário e ticket-alimentação na data correta, estas poderão circular normalmente pela cidade. Em relação às empresas que pagarem os motoristas, mas não efetuarem o pagamento dos cobradores, por exemplo, uma prática muito comum atualmente, estas também ficarão sem rodar por São Luís.

 TRT reage

Segundo o blog Gilberto Leda, horas depois de o Sindicato dos Rodoviários do Maranhão anunciar que pode realizar nova paralisação em São Luís, o desembargador Gerson de Oliveira Costa Filho, do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), decidiu: se houver greve, a categoria pagará multa diária de R$ 300 mil.

A decisão atende uma Ação Cautelar de Urgência protocolada pela Prefeitura de São Luís assim que surgiram os primeiros informes sobre o movimento.

No seu despacho, o magistrado acolheu argumentos do Município e declarou a ilegalidade do direito de greve, pelo não cumprimento de exigências legais, e determinou que o Sindicato dos Rodoviários responsabilize-se pelo funcionamento de 100% frota de ônibus em 100%, em todas as linhas, itinerários e horários.

Abaixo, trechos da decisão.

“Defiro parcialmente o pleito, determinando a fixação da frota operante nesta Capital, durante todo o período que durar a greve preconizada, em percentual não inferior a 100% (cem por cento), nos dias da paralisação promovida pelo SINDICATO DOS TRABALHADORES EM TRANSPORTES RODOVIÁRIOS NO ESTADO DO MARANHÃO – STTREMA, que acontecerá a partir do dia 07 de novembro de 2017, o qual será aferido mediante controle de frota fornecido pelo SINDICATO DAS EMPRESAS DE TRANSPORTES DE PASSAGEIROS DE SÃO LUÍS – SET

Defiro, também, ad cautelam, medidas proibitivas de protesto alternativo, tais como: vandalismo; danos ao patrimônio público ou privado; bloqueio de vias públicas impedindo a circulação de veículos e pessoas; bloqueio das garagens das empresas prestadoras do serviço de transporte público municipal, etc…, que possam resultar em tumulto ou, em prejuízo à paz social.

Fixo, em caso de descumprimento por parte dos requeridos, das determinações supra, multa diária de R$ 10.000,00 (dez mil reais)”

Abuso sexual: crianças, geralmente, são vítimas de membros da família

“A vida familiar é a nossa primeira escola de aprendizagem emocional”.
Goleman, 1995

Foi do próprio secretário de Segurança do Maranhão, Jeferson Portela, a frase: “mães escutem seus filhos”. O apelo do secretário foi dito na tarde do último sábado, 4, ao apresentar, em coletiva de imprensa, o réu confesso, abusador sexual e assassino de uma criança de 10 anos, Alanna Ludmila. O caso chocou, comoveu e estarreceu toda a população maranhense diante de tanta crueldade e frieza de Robert Serejo – acusado.

– Vídeo coletiva: “No IML foi detectado que antes de ser morta, Alanna havia sido violentada sexualmente”, afirmou delegada 

– Caso Alanna: Padrasto da menina tem prisão decretada pela Justiça 

– A cena cruel que revelou o assassinato da pequena Alanna Ludmila 

É grande o número de crianças que sofrem abuso sexual e, na maioria dos casos, os agressores são pessoas da própria família, já que a criança tem contato maior e confiança no indivíduo.

Ao que parece, o secretário sentiu necessidade de falar isso pelo fato de, por causa da exacerbada e, às vezes, mal usada democracia, muitas pessoas se manifestaram em suas redes sociais tentando justificar e embaraçar as afirmações preliminares da Polícia quando esta antes de apreender o criminoso já tinha decretada a sua prisão. Em nome da “todo mundo é inocente até que se prove o contrário”, muitos perfis no Facebook defendiam que Robert Serejo não poderia ser tratado como agente do crime.

Portela, por sua vez, afirmou que os militares do Maranhão já estavam trabalhando nas investigações e busca do acusado, com provas técnicas colhidas. Para ele, “é inadmissível que a defesa da democracia e do direito individual passe por cima de tudo”. Em outras palavras, o secretário quis mostrar que o acusado já assumira a sua culpa ao fugir e que não se pode criar um artificio de defesa diante dessa atitude. “Isso é coisa maligna, chamada impunidade”.

Ao finalizar o apelo para que a população, em conjunto com as polícias, seja mais participativa na erradicação da violência, Jefferson alertou: “Mães, escutem seus filhos. Tenham mais cuidado com as crianças dentro de casa. Quem  está envolvido em abuso sexual é pai, padrasto, irmão, tio, parentes e vizinhos. Não é um crime de natureza para estranhos. É um crime de gente de proximidade”, alertou.

Para quebrar o ciclo de violência, especialistas apostam na prevenção e no tratamento familiar, por meio da educação, do debate e da divulgação dos serviços de atendimento, além da DENÚNCIA!

Uma das perguntas mais comuns de pais e pessoas, no geral, é detectar quando a criança está sendo vítima.

É importante sempre observar as mudanças de comportamento apresentadas por elas. Geralmente, o primeiro sinal é a mudança na escola, lugar em que passa boa parte do tempo, além do medo de ficar sozinha, conversar menos e não brincar da mesma maneira.

Nesses casos, a conversa franca e a denúncia é fundamental e o único meio de ajudá-la, livrando-a de futuros traumas maiores, tanto físicos quanto psicológicos.

Vídeo coletiva: “No IML foi detectado que antes de ser morta, Alanna havia sido violentada sexualmente”, afirmou delegada

 

A IMAGEM DO MAL

Robert Serejo Oliveira, ex-padrasto de Alanna Ludmila é réu confesso. Ele assumiu autoria do
crime, em depoimento na tarde sábado, 4. Sem expressar arrependimento ou comoção, Serejo
afirmou que se dirigiu à casa da vítima com intenção de matá-la, sem contar com auxílio de
terceiros para execução do plano. O criminoso será encaminhado para o Centro de Triagem de
Pedrinhas e seguirá para área de isolamento.

 

Lidiane Leite de namorado novo ; Tá solta?!

Após o relacionamento conturbado entre a ex-prefeita Lidiane Leite – conhecida em todo o Brasil como “prefeita ostentação” – e um dos homens mais poderosos da cidade de Bom Jardim, Beto Castro, a jovem loira resolveu deixar as indiretas de sofrência de lado, postadas em rede social (Instagram), sacudiu a poeira do pé e, hoje, 3, em um post apaixonado, anunciou o seu novo relacionamento com Julyfran Catingueiro. O escolhido da loira fatal é nada menos que um vereador do município de Lago da Pedra. Ela gosta de um político ela! 

Lidiane resolveu assumir o namoro com um texto que diz “tenho procurado por você. Ouvi um grito dentro da minha alma .. Nunca tinha sentido uma paixão como essa antes” (…)

A paixão nunca sentida antes foi bem rápida após o término com o ex-marido, de quem Lidiane tem um filho de apenas 6 meses e que ainda amamenta.

Mesmo vigiada pela Justiça e a condenada por desvios de R$ 1mi de obra nunca executada, a ex-prefeita, ao que parece, superou o “cabra” que lhe lançou na política (que acredito que foi a maior roubada da sua vida) e tá no “só love, só love, mesmo ainda não tendo tido a reciprocidade do mais novo companheiro de, também, postar uma foto com a amada no seu IG, declarando o seu relacionamento ao mundo.

Nada sobre Lidiane Leite na página do vereador

Mais

No último dia 24, Lidiane Leite foi detida pela Polícia Civil em sua residência, localizada no Araçagy, município de São José de Ribamar – grande Ilha de São Luís.

Segundo a determinação do juiz Raphael Leite Guedes, a prisão de Lidiane Leite é domiciliar e não determina o uso de tornozeleira eletrônica. O promotor acrescenta que o pedido de prisão domiciliar foi feito, no caso de Lidiane, porque ela atualmente amamenta uma criança de seis meses.

A ex-prefeita não poderá ausentar-se da residência sem conhecimento e autorização da Justiça, nos termos do artigo 317 do Código de Processo Penal, sob pena de revogação da medida e restabelecimento da prisão preventiva. À Polícia, por meio da Seccor, cabe fazer a fiscalização e monitoramento da acusada.

Caso Alanna: Padrasto da menina tem prisão decretada pela Justiça

A Justiça decretou hoje (3) a prisão de Robert Serejo Oliveira.

Robert era padrasto de Alanna Ludmila, 10, encontrada na manhã de hoje, 3, morta e debaixo de telhas, paus e pedras, no quintal da própria casa onde morava, após ter desaparecido na última quarta-feira, 1. (Reveja AQUI)
O caso aconteceu no Maiobão, município de Paço do Lumiar.

O ex-padrasto e ex-namorado da mãe da menina é apontado como o principal suspeito do crime, de acordo com a delegada Eunice Rubem, titular da Delegacia do Maiobão.

Na quarta-feira (1), dia do sumiço de Alanna, Robert chegou a prestar depoimento na delegacia, mas depois de liberado, não foi mais localizado.

Robert Oliveira já não estava mais com a mãe de Alanna, Jaciene Pereira. À polícia ela contou que separou-se porque o então companheiro – com quem tem um filho de quatro anos – estava tendo alucinações com “demônios”.

 

Tirem suas conclusões sobre a Globo: Nova série da emissora mostra céu sem Jesus e Deus como bêbado desocupado – ASSISTA AO VÍDEO

‘Põe na conta’: nova série da Globo mostra céu sem Jesus e Deus como bêbado desocupado

A TV Globo produziu uma web série que faz paródia com o céu e representa Deus como um bêbado. O programa, que por enquanto é exibido apenas no aplicativo Globo Play, é um projeto experimental da emissora.

No céu da série Põe Na Conta, Jesus é uma figura ausente. A narrativa é feita por um advogado curiosamente chamado Lázaro (Felipe de Paula), que após morrer vai para o purgatório, conforme ensina a doutrina católica.

No entanto, o purgatório da série é um bar, onde o advogado é obrigado a “pagar uma penitência” se quiser chegar ao Paraíso. Assim, Lázaro vira atendente do boteco, tendo como obrigação o bom atendimento aos “clientes”, que são outras almas também presas no purgatório.

Conforme ele desempenha bem sua função, acumula gorjetas e conquistará o direito a ir ao céu quando encher um pote de dinheiro, em uma clara referência à venda de indulgências praticada pela Igreja Católica antes da Idade Média.

A série, permeada de ironias e sarcasmo com a doutrina católica, mostra a convivência de Lázaro com Mariana (Julianne Trevisol) e Gabriel (Nigel Goodman) – uma referência ao arcanjo – e com a constante observação de São Pedro. O cliente mais corriqueiro é Tobias (Wanderley Martins), que seria a encarnação de Deus e vive embriagado.

Sob o rótulo do humor, a série faz algumas críticas à religiosidade, mostrando Deus como um desocupado que se dedica apenas à embriaguez e sugere que a Salvação é alcançada por mérito, justamente o oposto da mensagem de Jesus, que não é mencionado, dando a entender que sua obra e sacrifício não teve significado.

Ainda sem data para estrear na TV, a websérie foi publicada nas redes sociais da Globo na mesma semana em que se celebra os 500 anos da Reforma Protestante, marcada pelas 95 teses de Martinho Lutero que questionavam diversas partes da doutrina católica, incluindo as indulgências.

P.S – Como o título sugere que os leitores tirem as suas conclusões sobre a Globo. Eu, enquanto representante dessa página, não apenas afirmo, como concluo, que a emissora tem funcionado como uma aberração para o País, no que diz respeito às suas influências e apologias. Tem sido um canal direto da maldade e impunidade que só tem ajudado a assolar os nossos dias.