Haddad em São Luís, em ato de campanha, neste domingo, 21 de Outubro

De acordo com informações em flyer e panfletos dos apoiadores do candidato à Presidência, Fernando Haddad (PT), o petista estará em São Luís, no próximo domingo, 21, no bairro Anil, às 8h30.

A vinda do petista faz parte de agenda política, promovida pelo maior entusiasta da campanha de Haddad, no Maranhão, o governador Flávio Dino (PCdoB), que declara a torto e à direito que está “mergulhado de cabeça” na campanha do aliado político.

Pesquisa Datafolha: Bolsonaro tem 59% dos votos válidos; Haddad tem 41%

Faltando apenas 10 dias para a eleição presidencial de 2° turno, o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, mantém vantagem confortável sobre seu adversário político, Fernando Haddad (PT), de acordo com a pesquisa abaixo, divulgada pelo Instituto Datafolha.

BRASÍLIA – Pesquisa do Instituto Datafolha, divulgada nesta quinta-feira (18), indica que o candidato Jair Bolsonaro (PSL) tem 59% das intenções de votos válidos, e que o candidato Fernando Haddad (PT) tem 41%. Os dados excluem os votos nulos, brancos e indecisos.

Ricardo Murad: O gigante da saúde preso em Pedrinhas!

A ordem de prisão contra Ricardo foi expedida pela 1ª Vara Criminal Federal da Seção Judiciária do Maranhão

O ex-secretário de Saúde do Maranhão Ricardo Murad (PRP) foi preso na manhã desta quinta-feira, 18, durante uma Operação da Polícia Federal, que apura desvios de recursos públicos.
Alvo da Operação, Ricardo, que se apresentou, voluntariamente, na Sede da PF, em São Luís (pois no momento da busca não foi encontrado em casa), após depoimento foi conduzido à Penitenciária de Pedrinhas.

A Ação diz respeito à 6° fase da Operação Sermão aos Peixes – Operação Peixe de Tobias e a Operação Abscondito II -7ª Fase.

A PF investiga desvios de recursos da Saúde estadual, entre os anos de 2011 a 2013, além do vazamento de informações da primeira fase da Operação Sermão aos Peixes – com consequente destruição e ocultação de provas, por parte da organização criminosa.

As diligências foram realizadas em seis cidades: São Luís, Imperatriz, no Maranhão, Parauapebas, no Pará, Palmas, no Tocantins, Brasília, no Distrito Federal e Goiânia, em Goiás, em duas operações simultâneas da Operação Sermão aos Peixes. Foi determinado o bloqueio judicial e sequestro de bens num valor total que supera R$ 15 milhões.