ELEIÇÕES 2018: Wellington do Curso merece voltar à Assembleia Legislativa

Uma matéria que, particularmente, concordo em tudo o que o meu grande colega blogueiro, Robert Lobato postou descrevendo algumas das ações e dando alguns motivos pessoais de o porquê o Deputado Estadual Wellington do Curso deve voltar à Assembleia Legislativa, por meio da confiança e credibilidade nele das pessoas.

Eu, como admiradora do trabalho de quase 4 anos desse deputado, que em seu primeiro mandato revolucionou o jeito de fazer política naquela Casa e induziu, positivamente, mesmo que, de forma indireta, muitos outros colegas de parlamento a despertarem em trabalhar para, de fato, atender as necessidades do povo e estar cada vez mais junto destes, não apenas aconselho os eleitores maranhenses a darem mais essa oportunidade para ele – se puder -, mas, também, comungo dos elogios que o colega descreveu na matéria abaixo e, ainda digo mais, Wellington é um dos poucos deputados gente como a gente. Que senta, que ouve e que quer resolver!
Acessível, disposto, disponível e cheio de boa vontade. Não tendo apenas, infelizmente, a caneta para assinar e decretar, autorizando, todos os encaminhamentos, pedidos e projetos, que ao longo de seu mandato, tem pleiteado em benefício da população.

Blog Robert Lobato

É pelo conjunto da obra que representa o seu mandato, que o deputado Wellington do Curso, sem a menor sombra de dúvida, merece o voto de confiança dos eleitores para fazê-lo voltá-lo à Assembleia Legislativa a partir de fevereiro de 2019.

Blog do Robert Lobato dá início à série “Quem merece voltar à Assembleia Legislativa e à Câmara Federal”, onde será feita uma análise sobre a performance dos mandatos dos atuais deputados estaduais e federais à luz da produtividade e do perfil de cada parlamentar, bem como de alguns candidatos proporcionais que ao juízo desta pagina merece um assento no Assembleia Legislativa ou na Câmara Federal, conforme o caso.

O blogueiro fará as análises alternando da seguinte forma: um dia é um estadual e no outro um federal. Após o término das análises de cada deputado, passaremos para os candidatos proporcionais sem mandato.

E para inaugurar a série apresentamos o deputado estadual Wellington do Curso-45111.

Pode-se afirmar que Wellington é parlamentar por natureza!

Talvez seja o deputado estadual que mais apresentou PEC’s, projetos, indicações, proposições, emendas, audiências públicas, enfim, tudo que é possível a um deputado fazer no âmbito do parlamento, Wellington fe e ainda continua fazendo uso.

Entre os principais projetos apresentados pelo parlamentar tucano e aprovados no plenário da Assembleia Legislativa, está o Projeto de Lei 60/2017 que concede gratuidade de entrada nos estádios, ginásios esportivos e parques aquáticos do Maranhão, em todas as competições que se realizarem, às pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e seu acompanhante.

Projeto “Sim, eu posso!”, encaminhado pelo deputado por meio da Indicação 777/2015, solicitando que ao governador implantasse o programa que visa combater o analfabetismo no Maranhão, o que foi feito, mas sem o devido reconhecimento do Palácio dos Leões sobre de quem é a autoria do projeto.

O teleagendamento como uma nova modalidade de marcação de consultas, já utilizado em unidades como o Hospital Infantil Dr. Juvêncio Mattos, entre tantos outros que não chegaram ser aprovados por perseguição política do Governo do Estado.

Isso sem falar na assiduidade e pontualidade com que Wellington se apresenta nas sessões da Assembleia Legislativa do Maranhão, e ainda o número de vezes que ocupa a tribuna para apresentar suas ideias, fazer denúncias, cobrar e fiscalizar os atos do poder executivo.

Wellington se destaca também por um parlamentar que aborda múltiplas temáticas, não se limitando a apenas um tema, embora o carro chefe do seu mandato seja a educação. Mas o deputado atua ainda na defesa dos servidores públicos civis e militares, saúde, direitos humanos, defesa do consumidor e ainda na defesa dos direitos dos animais.

É pelo conjunto da obra que representa o seu mandato, que o deputado Wellington do Curso, sem a menor sombra de dúvida, merece o voto de confiança dos eleitores para fazê-lo voltá-lo à Assembleia Legislativa com mais um mandato na sua biografia, a partir de fevereiro de 2019.

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?