Velhos e sem manutenção: Vários postes caem em uma rua do bairro Liberdade, em São Luís

Às vezes eu fico me perguntando o porquê de algo ou alguém “funcionar” só quando acontece o pior.

Falo com isso com conhecimento de causa, pois a notícia abaixo, para mim, só tem um culpado: a própria Companhia de Energia – CEMAR.

MA10

No final da manhã desta quinta-feira (14), os moradores do bairro Liberdade passaram por um grande susto.  Postes de iluminação da rua Bom Jesus dos Passos caíram quando moradores enfeitavam as rua com bandeirinhas em homenagem à Copa. Um poste chegou a atingir a casa de uma moradora.

O Corpo de Bombeiros foi acionado devido os fios de alta tensão que estavam espalhados pela rua. A área acabou sendo isolada para evitar mais acidentes.

Poste atingiu e quebrou parte de uma casa.

De acordo com informações dos moradores, o primeiro poste a cair teve a base rompida. Depois que ele foi parar no chão, outros cinco da rua também acabaram danificados. A queda dos demais foi como efeito dominó, um poste acabou puxando todos os outros para baixo. Com a ocorrência, os moradores agora temem pelos prejuízos com a possível queima de aparelhos eletrônicos e acreditam que a falta de manutenção pode ter provocado o acidente.

Uma nota foi solicitada à Companhia Energética do Maranhão (Cemar) para divulgar a causa do acidente.

P.S – Não é de hoje que eu relato aqui no blog sobre a condição de postes em ruas e avenidas da capital.

Aqui mesmo já foi registrada e contada a história do drama de uma moradora, do bairro Jardim América, que vive com um poste na calçada de sua casa, em perigo. O poste, há anos, está torto, quase caindo de tanta fiação pendurada, quebrando toda a calçada da residência e, simplesmente, a CEMAR nunca fez nada para mudar essa realidade, mesmo já conhecendo toda a situação.

– DENÚNCIA: Moradora denuncia perigo de queda de poste na calçada de sua casa

– Já fui várias vezes na Cemar pedir para trocarem o poste de lugar, porque está torto e acabou com a minha calçada. Toda vez a Cemar me dá um prazo de 72 para informarem alguma coisa e nunca entraram em contato comigo.
Quero ajeitar a minha calçada e não posso. Até a rede de esgoto da minha casa está sendo prejudicada, fora o perigo de, a qualquer hora, esse poste cair. Uma falta de respeito isso – reclamou a dona da casa, na época.

Em tempo

A situação da dona M.Reis, do bairro Jardim América, continua a mesma, até os dias de hoje.

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?