Mais de 30 bairros de São Luís vão ficar sem água na próxima segunda e terça-feira (04 e 05)

A Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) informa que realizará a interligação do Novo Sistema Paciência.

Para realizar a operação, o fornecimento de água será suspenso das 8h de segunda-feira (4) até 18h de terça-feira (5). A interligação trará melhorias para o abastecimento na região da Cohab e Cohatracs.

Bairros beneficiados pela obra: Cruzeiro do Anil, Residencial Santos Dumont, Vila Militar (Anil), Rancho Dom Luís, Conjunto Jaguarema, Conjunto Alvorada, Aurora, Conjunto Planalto Pingão (Aurora), Jardim São José (Aurora), Parque Guanabara (Aurora), Residencial Turmalina (Aurora), Residencial Tábata (Aurora), Residencial Planalto Anil IV (Aurora), Vila Noronha, Residencial Centauros (Aurora), Parque Icaraí (Aurora), Parque São Luís (Aurora), Forquilha, Parque das Acácias, Conjunto SMV, Residencial Granada, Conjunto Esmeralda, Conjunto São Bernardo, Parque Sabiá, Cohab Anil I, II II e IV, Residencial Planalto Anil I, II, III (Cohab), Jardim de Fátima, Jardim das Margaridas, Loteamento Casaca, Parque Aurora (Cohab), Vila Isabel Cafeteira (Cohab), Itapiracó, Cohatrac I, Vilagio do Cohatrac V, Jardim Alvorada, Residencial Araçagy I (Cohatrac), Residencial Itaguará I, II, e III (Cohatrac), Residencial Primavera (Cohatrac), Residencial Santiago e Vila Humaitá (Cohatrac).

Deputado Júnior Verde conduz reunião para discutir Plano de Ação da Pesca e Aquicultura

O presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Pesca e Aquicultura do Maranhão, deputado Júnior Verde (PRB), presidiu e coordenou, na tarde desta terça-feira (29), na Sala das Comissões, mais uma reunião para debater a elaboração de um plano de ação para alavancar o desenvolvimento desse setor produtivo no Maranhão.

Foi a segunda reunião realizada neste semestre e a pauta de discussão foi a constituição de um grupo de trabalho, com a indicação de titular e suplente por parte dos segmentos de produtores, poder público, organizações não governamentais e iniciativa privada, direta e indiretamente vinculados à cadeia produtiva da pesca e aquicultura. E também consolidar a integração e parceria entre as instituições.

– Esta reunião é a concretização de um dos encaminhamentos decididos na primeira, qual seja, o da constituição de um grupo de trabalho para elaborar um plano de ação capaz de alavancar a cadeia produtiva da pesca e aquicultura em nosso estado – esclareceu o parlamentar ao abrir a reunião.

Participaram representantes da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima); Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Sempab); Secretaria de Estado de Indústria e Comércio; Agência Estadual de Defesa Agropecuária (Aged); Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae);  Agência Estadual de Pesquisa, Agropecuária e Extensão Rural (Agerp); Universidade Estadual do Maranhão (Uema); Banco do Nordete (BN); Vyva Consulting – empresa de assessoria e consultoria técnica na área de piscicultura e aquicultura e, ainda, os produtores e psicicultores Flávio Teixeira e Júnior, respectivamente, de Igarapé do Meio e Bom Lugar.

Debate e propostas

Shielbert Santos, da Vyva Consulting, defendeu a instalação de uma Câmara Setorial da Pesca e Aquicultura. “A instalação da Câmara Setorial do Leite do Maranhão, tempos atrás, passou pelas mesmas dificuldades que estamos enfrentando para constituir a Câmara Setorial da Pesca e Aquicultura. Mas estamos avançando e acho que essa reunião, definitivamente, vai tornar realidade esse anseio de muitos gestores e produtores maranhenses”, assinalou.

O engenheiro de pesca da Sagrima, Hélio dos Santos, sugeriu que seja criada a Secretaria de Estado da Pesca e Aquicultura, alegando que fica mais difícil se elaborar e executar uma política pública para o setor quando faltam as condições mínimas como, por exemplo, autonomia financeira e de gestão. “Todas as vezes que vinculam o setor de Pesca e Aquicultura a outro órgão, temos um retrocesso nas ações de desenvolvimento dessa cadeia produtiva”, ressaltou.

O produtor e piscicultor Flávio Teixeira cobrou mais apoio por parte do poder público e a criação da Câmara Setorial. “Precisamos de incentivo por parte do governo. Estamos, por conta e risco, expandindo a piscicultura no Maranhão. A criação da Câmara Setorial é uma reivindicação dos piscicultores do Maranhão, deliberada em recente encontro realizado em Balsas”, acrescentou.

Avaliação

“A cada momento que a gente discute a cadeia, avançamos um pouco com as políticas públicas voltadas para o segmento. Acho que, hoje, demos o ponta pé para conduzir todo um trabalho no campo, que é planejar estrategicamente a cadeia. E o Sebrae está engajado e acompanhará esse trabalho junto às outras instituições e entidades. Precisamos direcionar a todos para um único propósito”, avaliou Larissa Leite, coordenadora de Agronegócios do Sebrae.

Para o deputado Júnior Verde, houve avanços nas discussões com o aprimoramento de algumas propostas. “Vamos realizar a oficina de elaboração do planejamento estratégico dessa cadeia produtiva e buscar, junto à Sema, a facilitação dos procedimentos para a concessão da outorga da água. Nós precisamos mostrar para o governo as necessidades do setor. Vamos, conjuntamente, formalizar um Termo de Cooperação Técnica para que, de fato, possamos chegar ao produtor e dizer que os órgãos, cada um, estão com suas competências bem definidas no sentido de alavancar essa cadeia produtiva”, salientou.

– Achei a reunião muito proveitosa. Daqui, acho que sairão muitas coisas boas para a piscicultura do Maranhão. Espero que as propostas apresentadas sejam concretizadas e que esse setor produtivo, que tem um imenso potencial, possa, finalmente, receber o apoio do Governo do Estado – afirmou Flávio Teixeira.

Encaminhamentos:

Dentre outros, foram aprovados os seguintes encaminhamentos: a) Propor a criação da Secretaria de Estado da Pesca e Aquicultura; b) Fazer tratativas junto à Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), as quais viabilizem procedimentos de facilitação da outorga da água superficiais; c) Realizar uma oficina, coordenada pelo Sebrae, de elaboração do Planejamento Estratégico da Cadeia Produtiva da Pesca e Aquicultura do Maranhão; d) Elaborar um Termo de Cooperação Técnica entre todos os segmentos representados no Grupo de Trabalho para a execução de um Plano de Ação de Desenvolvimento da Pesca e Aquicultura do Maranhão.

Conheça todas as vezes que Juscelino Filho votou contra o povo brasileiro: (Você daria o seu voto para ele esse ano?)

Em uma matéria anterior destrinchei, “por alto”, como o deputado federal Juscelino Filho (DEM) ganhou, de presente, o cargo na Câmara Federal. Mesmo sem ser conhecido no meio político. Mesmo sem saber falar. Mesmo sem nem falar com as pessoas.
É, realmente tem coisas que só o dinheiro faz!

– Entenda como Juscelino Filho foi eleito deputado federal em 2014 e como será fácil a sua reeleição em 2018

Um dos deputados federais que SÓ VOTA contra o povo brasileiro e A FAVOR de Temer

Ao se assentar em uma das 513 cadeiras da Câmara dos Deputados, Juscelino Filho, que também é médico teve, como, além do alto investimento em sua campanha, feito pelos seus pares, a cara de pau de usurpação quando, em, seus fraquíssimos discursos, mentia que era amigo da, na época, presidente Dilma Rousseff e do ex-presidente Lula, ambos PT.

Se passar como amigo dos petistas e ainda “os e se” chamar de “amigo dos pobres”, o menino ludovicense rico, de amizades da elite, de balada e de vaquejadas, nos interiores e povoados maranhenses enganava quem parava para o ouvir. Sim, se fazer de amigo de Lula e, principalmente, defender causas e lutas pela permanência de projetos sociais do governo de 2014, ia lhe abrindo mais espaços por onde passava.

O que essas mesmas necessitadas pessoas não sabiam era que ao chegar no Poder, o menino ia fazer tudo contrário ao que pregava. Chegou e terminou de vender o outro lado da sua alma egoísta e interesseira aos mais vis opressores da Nação brasileira.

Se uma parte de si tinha sido totalmente comprometida com as velhas e conhecidas práticas de fazer campanha política, em troca de muito dinheiro, convênios e conchavos, a outra começava a ser corrompida com as alianças, troca de favores, vendas de votos, emendas e muitas outras coisas obscuras que só acontecem na facilidade do meio político.

Votos contrários à população

As respostas de Filho para a população começaram a aparecer quando o povo começou a precisar que ele estivesse ao seu lado, justamente nas votações que comprometeriam as famílias mais humildes e o povo trabalhador.

Com a alma agora totalmente de aluguel, o que sobrou de Juscelino Filho?
Simplesmente um homem que age por necessidade e interesses do momento. E eu já aprendi que quem age por necessidade não é confiável.

Prova disso é que logo na 1º votação de grande repercussão, em 2016, Filho votou contra aquela que ele chamava de “minha amiga e “amiga dos pobres”, ex-presidente Dilma Rousseff – na votação do processo de Impeachment.

Juscelino Filho votou A FAVOR da cassação de Dilma Rousseff

 Posteriormente, votou a favor da PEC do Teto dos Gastos Públicos.

Em Abril de 2017, votou a favor da Reforma Trabalhista – Juscelino votou contra o povo brasileiro, lhe tirando direitos e a favor do presidente, do golpe, Michel Temer.

 Em agosto de 2017, votou contra o processo em que se pedia abertura de investigação do então Presidente Michel Temer, ajudando a arquivar a denúncia do Ministério Público Federal.
Por causa disso, de deputados federais vendidos e covardes, rendidos ao dinheiro, o Processo por corrupção passiva ficará parado no Supremo enquanto ele exercer o mandato.