Essa vida eu não queria: 10 coisas que Meghan – esposa do príncipe Harry – não pode mais fazer (Como não poder dormir antes da Rainha Elizabeth, por exemplo)

O casamento precisou ser aprovado pela toda-poderosa Rainha Elizabeth, para poder se concretizar

A oficialização da união entre Meghan Markle e o, então, Príncipe Harry rendeu a ela o título de Duquesa de Sussex e trouxe, também, algumas proibições.

Para além da abdicação de sua carreira na dramaturgia, a mais nova integrante da família real não poderá mais fazer algumas coisas ‘básicas’, às quais estava acostumada, como tirar selfies, por exemplo. Algumas das regras estão relacionadas a critérios de segurança, enquanto outras podem ter origem nos gostos pessoais da Rainha Elizabeth II.

Confira as 10 mais curiosas:

1- Comer frutos do mar

Adeus, camarão! O protocolo real proíbe a realeza de comer frutos do mar, carnes raras ou alimentos excessivamente condimentados – especialmente durante viagens – para evitar intoxicação alimentar ou qualquer tipo de mal-estar.

2- Dar Autógrafos

Segundo a revista InStyle, os membros da realeza não podem dar autógrafos, para evitar que as assinaturas sejam usadas para falsificações ou violações de segurança.

3- Tirar Selfies

Essa já seria um regra da Rainha Elizabeth II.
De acordo o embaixador dos EUA no Reino Unido, Matthew Barzun, a monarca considera que esse tipo de prática dificulta o contato visual entre as pessoas mais preocupadas em tirar um retrato do que em cumprimentar o outro, por exemplo.

4- Ter Contas nas Redes Sociais

Antes assídua no Instagram, Meghan não pode mais utilizar a rede, bem como quaisquer outra mídia social, como “Facebook” e “Twitter”. O protocolo real estabelece que as únicas imagens que receberemos de Meghan serão as oficiais, aprovadas e divulgadas pelo próprio Kensington Palace.

5- Usar esmaltes coloridos

Meghan não poderá mais ousar nas cores de suas unhas. O protocolo real dita que as mulheres só podem usar rosa bebê ou nude. É por isso que a Rainha Elizabeth II só usa a cor ‘Ballet Slippers’ da marca Essie, há mais de 30 anos.

6- Sentar de pernas cruzadas

Quando você faz parte da realeza, há um jeito “certo” de fazer tudo, inclusive de se sentar. As mulheres da família real devem manter as pernas e os joelhos juntos enquanto estão sentadas ou, então, cruzarem os tornozelos. As pernas não podem ser cruzadas em hipótese alguma.

7- Votar nas eleições britânicas e expressar opiniões de cunho político publicamente

Meghan, que na última eleição presidencial norte-americana saiu em defesa da candidata Hillary Clinton, não poderá mais expressar suas opiniões políticas em público. Assim como qualquer outro membro da família real, ela também não deve votar. O Parlamento do Reino Unido considera o voto inconstitucional para a realeza.

8- Sair com as pernas ‘nuas’

Essa é uma regra defendida com veemência pela Rainha Elizabeth II. A partir de agora, Meghan só pode aparecer publicamente com parte das pernas à mostra se estiver usando meia-calça!
Vestidos curtos também são expressamente proibidos.

9- Sair sozinha

Por razões óbvias, enquanto estiver em público seja por compromissos reais ou particulares, a duquesa será sempre acompanhada por seguranças.

10- Ir Dormir antes da Rainha

Caso esteja no mesmo lugar que a monarca, Meghan terá de esperar a rainha ir se deitar para, só a partir daí, também dormir. Em entrevista ao The Australian, Sir William Heseltine, um dos secretários privados de Elizabeth II, descreveu que a Sua Alteza considera essa quebra de protocolo, algo rude.

Minhas considerações

Algumas das regras estão relacionadas aos gostos pessoais da Rainha Elizabeth II

Para mim, todas essa regras e protocolos beiram à loucura.
Mas, claro, há quem se sujeite. Há quem decida abrir mão de sua vida, seus sonhos, suas vontades e particularidades, em nome de um “amor”.

Não, comigo isso não daria certo, pois amar para mim é ser livre. É onde as regras e protocolos que suprem a expectativa do outro – nesse caso, a Rainha Elizabeth II -, precisa ser considerado mais do que a minha própria vida.

“Votar nas eleições britânicas e expressar opiniões de cunho político publicamente”.
Quanta insanidade, cara!

Como não poder me expressar em pleno século XXI? Que ditadura mascarada.

Como pode existir mulher que ainda se submeta a esse tipo de pressão e opressão psicológica?

Por isso a princesa Diana era detestada pela Rainha, pois, em muitas dessas regras, não se curvava a caprichos totalmente doentis de sua sogra e Rainha.

Para mim, não vale a pena!

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?