A notícia sobre a prisão do ex-presidente Lula de uma forma diferente

Eu sei que mesmo me recusando em dar a informação mais polêmica da noite e que toda a imprensa noticiou com a maior agilidade possível, a realidade dos fatos não vai mudar só porque eu não concordo, noticio ou não.

Se a democracia do País hoje foi violentada e estuprada, o que seria apenas a minha voz em meio a tantos leões vorazes sedentos pelo Poder?

Não, eu não quero dar a mesma informação sobre o pedido de prisão expedido pelo Juiz Sérgio Moro, ao ex-presidente Lula, como todo mundo deu. Até porque já diz a minha mãe desde que eu me entendo por gente, “tu não é todo mundo”.

Por eu não ser todo mundo é que eu não sou obrigada a ir pela cabeça dos outros ou pela lavagem cerebral que a grande imprensa faz na cabeça de muitos dos meus colegas brasileiros, condenando um ex-presidente, sem provas. Podem me julgar!

Por eu não ser todo mundo é que eu não sou obrigada – por ser jornalista – a odiar Lula e bradar que ele merece ir para a cadeia para que o Brasil volte a sonhar.

Eu não acredito em contos de carochinha e muito menos acredito em falácias batidas e clichês de quem só sabem repetir o que ouve os outros falando.

Eu já falei em uma notícia anterior (reveja AQUI) que a corrupção no país não vai acabar com a prisão ou não de Lula.
A prisão de Lula só vai servir para massagear o ego de homens poderosos e que nunca se conformaram em como o Brasil virou o país do povo na gestão do ex-presidente.

O problema não é a corrupção que assola a Nação desde o nascimento dela e que, além de estar na Justiça, no Congresso, no Senado, nos Palácios, nas Câmaras e nas Assembleias, está também na quitanda da rua da periferia, está também com os grandes empresários, quando estes se recusam a pagar impostos e dão jeitinho brasileiro com as suas notas frias.
A corrupção está também quando você recebe um troco a mais do que deveria e não devolve.
A corrupção está quando você quer usar um cartão de plano de saúde que não é seu.
A corrupção está no jeitinho brasileiro que todo brasileiro batedor de panela quer ter de privilégios. A corrupção está também no uso do cartão do bolsa-família que você usa e nem precisa!

Enfim! A corrupção não nasceu com Lula e nem vai morrer com ele.
O Brasil é sujo e continuará sendo enquanto eu achar que a responsabilidade de fazer as coisas certas é apenas do meu vizinho, colega de trabalho, do meu próximo. De todo mundo, menos minha.

Eu mais uma vez volto a afirmar que não estou dando a minha cara à tapa tentando defender cegamente o Lula.
Assim como clamam, invocam que ele pague por um preço de algo errado que possa ter cometido, porque essa mesma “sangria” e sede de vê-lo atrás das grades não se atém a tantos outros políticos que, descaradamente e comprovadamente, estão depenando os cofres públicos?

O que realmente parece é que só se fortalece a tese de que a Lava Jato seletiva foi criada, realmente, só com o intuito e o disfarce para perseguir, até prender, o maior presidente que esse país já viu e, que, agora, com a sua prisão, pronto, todos podem continuar a tocar as suas vidas sossegados. É quase que um orgasmo alheio, sabe? Principalmente do Juiz de Direito que a maioria dos modistas brasileiros já o elegeram como o “salvador da Pátria”.

Já até escrevi sobre isso também.
Como o povo brasileiro é carente em ter um herói. Isso só me reflete a necessidade de ter aquilo que não se é.

Qual foi o mal tão grande que Lula fez para que os brancos poderosos o odiassem tanto?

Compartilho abaixo de um pensamento que li em uma rede social e que, de fato, o ódio fascista está explicado:

“Lula não foi condenado pelo tríplex (esqueçam isso!).
Lula foi condenado quando decidiu que cada brasileiro deveria fazer três refeições ao dia.
Lula foi condenado quando tirou o Brasil do mapa da fome mundial.
Lula foi condenado quando milhões ascenderam socialmente.
Lula foi condenado quando decidiu que pobres poderiam chegar à universidade e às escolas técnicas.
Lula foi condenado quando a filha do pedreiro virou engenheira, o filho do garçom virou advogado e o negro favelado deixou de ser bandido para ser médico: invertendo, assim, a lógica dessa porra toda.
Lula foi condenado quando começou a dar show pelo mundo, no g-20, nas nações unidas e nos cambau a quatro. Lula foi condenado quando investiu mais em educação e saúde que todos os outros presidentes.
Lula foi condenado quando investiu no Nordeste brasileiro, sempre esquecido.
Lula foi condenado quando mostrou à elite deste país que um operário sabia governar.
Lula foi condenado quando alcançou 80% de aprovação popular.
Lula foi condenado por suas virtudes, não por seus eventuais pecados.
Lula é imenso, do tamanho do Brasil.
Lula é a história.” (@diego_iphone)

Em tempo – Decretação

O TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) enviou ofício no começo da noite desta quinta-feira (5), ao juiz Sérgio Moro, autorizando que seja dado início ao cumprimento da pena do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, dando claros sinais de que o despacho já estava pronto.

Moro expediu o mandado de prisão do ex-presidente, dando à ele o prazo de até às 17h desta sexta-feira, 6, se entregar na Sede da Polícia Federal, em Curitiba.

One thought on “A notícia sobre a prisão do ex-presidente Lula de uma forma diferente

  • 06/04/2018 at 08:17
    Permalink

    Até que enfim uma matéria sensata

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?