Ex-prefeito de Pio XII, Paulo Veloso se reúne com Roseana Sarney, em encontro de lideranças da região do Vale do Pindaré

Em sua página pessoal de rede social, o ex-prefeito de Pio XII, Paulo Veloso, contou que, na manhã desta sexta-feira, 12, se reuniu, com outras lideranças, entre ex-prefeitos, ex-vices e vereadores, com a ex-governadora Roseana Sarney, no primeiro encontro de lideranças da região do Vale do Pindaré.

Em tom de saudade, Paulo Veloso disse que foi recepcionado pela “próxima governadora do Maranhão, Roseana Sarney”

– Na manhã de hoje 12/01, estivemos presentes em São Luís-ma no primeiro encontro de lideranças da região do vale do pindaré.

Fomos recepcionados pela ex e próxima governadora do maranhão, Roseana Sarney.
As lideranças da região Ex prefeitos, vereadores, vice prefeitos, todos falaram de sua gratidão por Roseana e declararam total apoio a pré candidata ao governo do estado – (sic) declarou Paulo Veloso, grande liderança política do município.

Idosos de baixa renda poderão ter isenção de tarifa de embarque em voos domésticos

BRASÍLIA – O projeto de lei do Senado (PLS 273/2011) que isenta os idosos de baixa renda do pagamento da tarifa de embarque em voos domésticos está na pauta da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). Se aprovada sem emendas, a matéria seguirá para apreciação da Câmara dos Deputados.

O autor da proposta, que altera a Lei 6.009/1973, é o senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE). Ele afirma que pretende beneficiar os idosos em um momento no qual “a demanda do transporte de passageiros de longa distância, graças ao crescimento da economia, tem se deslocado do transporte coletivo terrestre para o aéreo”.

O relatório favorável do senador Benedito de Lira (PP-AL) mantém como critério para o recebimento do benefício o passageiro ter idade a partir de 60 anos e renda mensal de, no máximo, dois salários mínimos.

Proposta isenta os idosos de baixa renda

– A mobilidade é condição fundamental para que idosos se mantenham por mais tempo ativos, participantes e integrados à sociedade. Nesse sentido, avalio que a medida proposta poderá, de fato, facilitar a realização de viagens longas por pessoas em idade avançada, seja para lazer, seja para usufruir do convívio de parente ou amigo distante, seja, ainda, para buscar tratamento de saúde em algum centro especializado – afirmou o relator no texto.

Agência Senado

Política de pão e circo: Depois de quase 10 anos, Flávio Dino e trupe inaugura duplicação da BR 135 inacabada

Só mesmo aqui no Maranhão, lugar onde prefeito da capital faz “entrega de um buraco tapado”, para a população, em tom de comemoração e onde, também, governador convoca toda a sua trupe de, maioria baderneira, para inaugurar a lendária duplicação da BR 135 e, pasmem, inacabada.

Com a presença e participação do ministro Moreira Franco, na manhã desta quinta-feira, 11, foi inaugurada a obra de duplicação e requalificação da BR-135 que ocorreu entre São Luís e Bacabeira.

O ministro Moreira Franco estava representando o presidente da República, Michel Temer. Esteve presente na inauguração o governador do Maranhão, Flávio Dino, o Ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, o senador João Alberto, além de prefeitos da região, políticos, “politicados”, entre outros.

Foram 11 km entregues de trecho duplicado, que vai beneficiar diretamente mais de 1,5 milhão de pessoas na região metropolitana de São Luís.

Entre entrega, ladainhas, deboches e indiretas, houve, também, bate boca. Claro, afinal, o que seria de uma entrega de obra com tamanho porte sem que o chefe maior do estado perdesse a oportunidade de relembrar o seu maior pesadelo, que é a família Sarney?

Durante a cerimônia, enquanto Flávio Dino se apropriava de um glória que não é sua e destilava o veneno do qual se alimenta todo dia, ou seja, o ódio, o senador João Alberto, lá, sentadinho, alterou a voz chamando o governador comunista de mentiroso.

FOTO: O Imparcial – É baixaria que chama, né?

Flávio Dino, o governador meninão sem noção, viu na oportunidade da inauguração de obra de tamanha natureza, para, como dizem as ‘mães antigas’, SE APARECER (sic).

Em parte de sua fala, esbravejou que “nos últimos três anos, o estado tem trabalhado em obras estruturantes, ao contrário do passado. Rompemos o ciclo da falta de estradas, rompemos o ciclo da falta de políticas sociais, da falta escolas (…)”

Ao que José Alberto retrucou, interrompendo a fala de FD, “é mentira, mentiroso”!

Penso que a vida política e até pessoal de Flávio Dino nunca é a mesma ou não tem emoção se ele não tiver que falar, dar destaque, principalmente, para a ex-governadora Roseana Sarney. Se não rolar deboche e se não tiver que falar mal, para quê inaugurar obra ou até mesmo viver, não é, governador?

Em tempo

A obra foi iniciada em 2012 e foi inicialmente orçamentada em R$ 213 milhões. Seis anos após o início das obras acabou ficando em R$ 503 milhões. A primeira parte dos serviços que corresponde aos primeiros 19 km foi entregue no final do ano passado e, segundo o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), a obra completa deve ser finalizada em abril deste ano.

Deputado Júnior Verde busca criação da Política de Desenvolvimento e Expansão da Apicultura e Meliponicultura no Maranhão

Já encontra-se nas mãos do governador Flávio Dino (PCdoB) uma Indicação de autoria do deputado estadual Júnior Verde (PRB) para elaboração de um Projeto de Lei (PL) que disponha sobre a Política Estadual de Desenvolvimento e Expansão da Apicultura e Meliponicultura. A proposição consiste na minuta do PL e foi aprovada pelo Plenário da Assembleia Legislativa, para que seja elaborado pelo Executivo Estadual.

– Trata-se de uma iniciativa da qual não poderíamos fugir. Temos prerrogativas que nos permitem dar atribuições ao Poder Executivo, por isso enviamos essa Indicação. O Maranhão é um grande produtor de mel, o que muitos talvez desconheçam e precisa de incentivo também em outras culturas como Aquicultura e Agricultura Familiar – justificou o deputado.

A atividade da Apicultura abrange a Meliponicultura, que é a criação racional de abelhas sem ferrão e se destaca, principalmente, na região Alto Turi, gerando muitos empregos e renda. Júnior Verde já formalizou estudos e análises por meio de audiências públicas que serviram de base para a minuta do PL encaminhada ao chefe do executivo. É um documento com objetivos, metas e instrumentos que disponibilizam formas compatíveis e viáveis para o crescimento e a solidificação da atividade apícola e meliponícola.

– Tivemos o cuidado de integrar o meio ambiente, o desenvolvimento da tecnologia, a comercialização, a circulação e o aumento de emprego e renda no setor primário no Estado. Direcionamos nossos esforços para melhorar a qualidade de vida do nosso povo – explicou o parlamentar, que no ano passado criou um Fórum para discutir a problemática da apicultura migratória no Maranhão.

Em tempo

Membro da Comissão de Meio Ambiente da Assembleia, Júnior já conduziu uma reunião com membros da Federação Maranhense dos Produtores de Mel (FEMAMEL) para iniciar as discussões sobre o tema.