É MENTIRA! Assassino da menina Alanna Ludmilla segue preso e isolado em Pedrinhas, segundo a Polícia

Na última sexta-feira (24), notícias não oficiais começaram a circular nos grupos de Whats App, as quais davam conta de que o estuprador e assassino confesso da menina Alanna Ludmilla, de 10 anos, encontrada morta no quintal de casa no dia 3 de Novembro, teria sido assassinado na cela, no Complexo Penitenciário de Pedrinhas. As informações foram negadas hoje, 27, pela Delegada do Departamento de Feminicídio, Viviane Azambuja. De acordo com Viviane, o criminoso Robert Serejo, segue preso e isolado em Pedrinhas.

Os rumores de que o estuprador e assassino da menina de dez anos teria sido encontrado morto em Pedrinhas foram desmentidos pela Polícia

Leia mais

– – A cena cruel que revelou o assassinato da pequena Alanna Ludmila 

– – Vídeo coletiva: “No IML foi detectado que antes de ser morta, Alanna havia sido violentada sexualmente”, afirmou delegada 

Em tempo

Robert Serejo, ex-padrasto da menina, assumiu a autoria do crime, em depoimento à Polícia no dia 4 de Novembro. Um dia depois de Alanna Ludmilla ser encontrada morta no quintal de sua casa. O assassino ainda afirmou que se dirigiu à casa da vítima já intencionado em matar a criança.

O caso chocou, comoveu e estarreceu toda a população maranhense diante de tanta crueldade e frieza do assassino.

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?