Tirem suas conclusões sobre a Globo: Nova série da emissora mostra céu sem Jesus e Deus como bêbado desocupado – ASSISTA AO VÍDEO

‘Põe na conta’: nova série da Globo mostra céu sem Jesus e Deus como bêbado desocupado

A TV Globo produziu uma web série que faz paródia com o céu e representa Deus como um bêbado. O programa, que por enquanto é exibido apenas no aplicativo Globo Play, é um projeto experimental da emissora.

No céu da série Põe Na Conta, Jesus é uma figura ausente. A narrativa é feita por um advogado curiosamente chamado Lázaro (Felipe de Paula), que após morrer vai para o purgatório, conforme ensina a doutrina católica.

No entanto, o purgatório da série é um bar, onde o advogado é obrigado a “pagar uma penitência” se quiser chegar ao Paraíso. Assim, Lázaro vira atendente do boteco, tendo como obrigação o bom atendimento aos “clientes”, que são outras almas também presas no purgatório.

Conforme ele desempenha bem sua função, acumula gorjetas e conquistará o direito a ir ao céu quando encher um pote de dinheiro, em uma clara referência à venda de indulgências praticada pela Igreja Católica antes da Idade Média.

A série, permeada de ironias e sarcasmo com a doutrina católica, mostra a convivência de Lázaro com Mariana (Julianne Trevisol) e Gabriel (Nigel Goodman) – uma referência ao arcanjo – e com a constante observação de São Pedro. O cliente mais corriqueiro é Tobias (Wanderley Martins), que seria a encarnação de Deus e vive embriagado.

Sob o rótulo do humor, a série faz algumas críticas à religiosidade, mostrando Deus como um desocupado que se dedica apenas à embriaguez e sugere que a Salvação é alcançada por mérito, justamente o oposto da mensagem de Jesus, que não é mencionado, dando a entender que sua obra e sacrifício não teve significado.

Ainda sem data para estrear na TV, a websérie foi publicada nas redes sociais da Globo na mesma semana em que se celebra os 500 anos da Reforma Protestante, marcada pelas 95 teses de Martinho Lutero que questionavam diversas partes da doutrina católica, incluindo as indulgências.

P.S – Como o título sugere que os leitores tirem as suas conclusões sobre a Globo. Eu, enquanto representante dessa página, não apenas afirmo, como concluo, que a emissora tem funcionado como uma aberração para o País, no que diz respeito às suas influências e apologias. Tem sido um canal direto da maldade e impunidade que só tem ajudado a assolar os nossos dias.

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?