A cena cruel que revelou o assassinato da pequena Alanna Ludmila

Alanna, variante do nome Alan! Origem da palavra ligada ao povo celta mediante a palavra Alun. Alana, paz e harmonia. Um corpo de 10 anos, encontrado debaixo de telhas, terras e pedras, escondido no chão. Uma página de vida em branco, que não pode mais ser escrita.

Após 2 dias de busca, orações e pedidos para que a menina Alanna Ludmila Borges, de 10 anos, que, segundo a mãe, desapareceu de casa, na última quarta-feira (1), hoje, sexta-feira, 3, a notícia que ninguém queria saber, chegou: Alanna foi encontrada morta no quintal, debaixo de telhas, da casa onde morava, no bairro Maiobão, município de Paço do Lumiar.

Na tarde de quarta-feira, Jaciane Borges, mãe de Alanna, disse que saiu pela manhã para uma entrevista de emprego e deixou a criança em casa. Quando voltou, à tarde, não a encontrou mais.

O corpo da criança, de apenas 10 anos, estava em um cova rasa coberta por entulho de material de construção, como telhas. O ex-namorado da mãe, Robert Oliveira, é apontado como o principal suspeito do crime, de acordo com a delegada Eunice Rubem, titular da Delegacia do Maiobão.

É difícil entender quem e por que, teria cometido uma barbaridade dessa (…)

Um vizinho da casa onde Alanna morava diz que sentido, nas primeiras horas da manhã de hoje, um forte odor vindo do quintal. “Eu senti um odor e achei que era uma sacola que estava próxima de mim, mas não era. Quando cheguei próximo ao portão da casa, senti um odor ainda mais forte e resolvi pular o muro. Comecei a
vasculhar e encontrei o corpo coberto com pouca terra, telhas e entulhos”, afirmou o vizinho.

IML e ICRIM

O Instituto Médico Legal (IML) chegou no local por volta das 10h30 da manhã, além de duas equipes do ICRIM. Uma para fazer a perícia no local – onde o corpo foi encontrado – e a equipe que vai periciar o corpo da menina.

A polícia afirmou que, diante dos acontecimentos dessa manhã, todas as pessoas próximas passam a ser consideradas suspeitas do crime. O caso seguirá em análise pela Delegacia de Homicídios de Paço do Lumiar.

Principal Suspeito

A Polícia Civil continua analisando as imagens de câmeras de segurança próxima ao local, no qual o ex-padastro da criança, foi visto no momento em que a menina sumiu. O principal suspeito foi identificado como Robert Oliveira, que, no dia do sumiço, chegou a prestar depoimento na delegacia, mas depois de liberado, não foi mais localizado.

P.S – Às vezes nem sempre é necessário que um caso, para ter o desfecho do principal ou principais acusados, seja levado até o seu final/limite. Todo policial perspicaz da vida real sabe que de um detalhe aparentemente insignificante, subjetivo, pode denotar o fio da meada para um grande resultado da investigação. Uma sensibilidade que não está descrita em lugar nenhum.

Não existe manual para talento. Policiais e perícia podem trabalhar com a alma, pois estes profissionais também sentem e possuem dentro do peito, do lado esquerdo, um coração!

G1 Maranhão

A porta da casa de Alanna continua com uma multidão. São parentes, amigos e curiosos que, desde a última quarta-feira, estão sensibilizados e preocupados com o trágico caso.

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?