Citado na Lava Jato: O “salvador do Maranhão”, Flávio Dino é um político de repetições dos seus próprios fantasmas

Flávio Dino é um político de repetições de seus próprios fantasmas

Parece ser necessário – para que muitos maranhenses iludidos com uma tal promessa de “mudança” – que seja destaque nacional a índole do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), que é tão igual ou até pior do que aqueles a quem sempre condenou e ainda gasta boa parte de sua energia e tempo condenando e chamando de “atraso do estado”. Até parece que o mocinho ai da foto é diferente.

É como citei no título: Flávio Dino é um político de repetições de seus próprios fantasmas. O famoso ‘seis por meia dúzia’.

Para que comece a cair por terra uma tal de “santidade comunista” (não que eu, um dia, tenha acreditado que ela exista), o governador da “mudança” e mais oito chefes de estado, foi um dos citados em delações de ex-executivos da Odebrecht, durante depoimento da Operação Lava Jato. Flávio Dino está incluído pela Procuradoria Geral da República (PGR) na nova lista da Lava Jato, para abertura de inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF). Mas como o comunista não tem direito a foro especial, o relator da Lava Jato, ministro Edson Fachin, entendeu que o pedido deve ser encaminhado ao Supremo Tribunal de Justiça (STJ).

Ao todo, Fachin enviou 201 petições a outras instâncias do Judiciário. A delação da Odebrecht atingiu, por exemplo, mais três ex-presidentes da República – Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff – e, ainda, outros oito governadores.

Governador tuiteiro

Pela rede social preferida do comunista, ele se diz inocente e indignado por ser citado ao que chamou de “modo injusto sobre atos que jamais pratiquei”.

Deputado Júnior Verde participa de Encontro que busca fortalecimento para proteger crianças e adolescentes em situação de risco

Conselheiros e ex-conselheiros tutelares de 70 municípios do Estado estão reunidos desde ontem (10) no 1° Seminário de Fortalecimento do Sistema de Garantias e Direitos do Maranhão. O evento está sendo realizado no auditório do Complexo de Comunicação da Assembleia Legislativa e tem o apoio do deputado estadual Júnior Verde (PRB), que participou da abertura, na noite de segunda. A programação segue até amanhã (12).

“Desde o início do nosso mandato, temos buscado meios de melhorar as condições de trabalho dos conselheiros ” – Júnior Verde

Autor de uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que inclui na Constituição Estadual a regulação para a criação dos Conselhos Tutelares, o parlamentar destacou a importância do encontro para o fortalecimento da atividade, que busca proteger crianças e adolescentes em situação de risco.

– Uma das nossas lutas no parlamento estadual é o fortalecimento dessa atividade, que deve ser valorizada. Desde o início do nosso mandato, temos buscado meios de melhorar as condições de trabalho dos conselheiros e claro, de intensificar essa importante atividade – destacou o deputado.

Em todo o Maranhão, existem mais de 217 conselhos tutelares e mais de 1.000 conselheiros, que atuam com o suporte do poder público, por meio das administrações municipais, do Ministério Público e da sociedade civil. A programação inclui a discussão do Plano Decenal e da Assistência Social e da Infância. Participam do evento, também, os coordenadores da Associação dos Conselheiros e ex-Conselheiros do Estado do Maranhão (ASSECMA).

– Um evento significativo, que traduz a vontade destes homens e mulheres em realizar um trabalho determinado, vocacionado, intencionado à defesa das crianças e adolescentes deste Estado. Não poderíamos deixar de estar presentes porque nós temos feito uma defesa nesta Casa, dos conselheiros tutelares do Maranhão, pois precisamos das condições. É cuidar de quem cuida – reconheceu Júnior Verde.