Vigilantes da Atlântica lotados na Penitenciária de Pedrinhas denunciam estarem trabalhando sem coletes à prova de balas

atlantica

Em contato comigo, dezenas de vigilantes da empresa Atlântica Serviços – empresa que presta serviços de saúde, segurança e proteção ambiental para órgãos públicos e privados -, que foram transferidos da área da Vale do Rio Doce para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, denunciam que a empresa os lotou no complexo com o fardamento incompleto e deixando-os vulneráveis à insegurança que o próprio local apresenta. Mesmo sendo uma Penitenciária, é sabido por todos que Pedrinhas tem sido um dos lugares mais perigosos do estado. Ainda na denúncia, os mesmos acusam a Atlântica de os fazerem trabalhar sem o colete à prova de balas.

Esse tipo de atividade dentro de um estabelecimento público tem por finalidade garantir a integridade de pessoas físicas e do patrimônio. Só que é óbvio que para que profissionais da área garantam segurança para outrem, estes precisam estar dentro dos padrões estabelecidos, como garante o artigo 5° do Decreto 89.056/1983 que regulamenta a Lei 7.102/1983 sobre os serviços de vigilância, “dispõe que a atividade será exercida por pessoas uniformizadas e preparadas para impedir ou inibir ação criminosa, com o colete inserido no uniforme especial do vigilante”.

De acordo com a página virtual da empresa “a segurança é uma questão de confiança e que entende que preservar o patrimônio é fundamental para o desempenho de um bom negócio e que estão engajados na integridade dos clientes”(..)
Bom a empresa só esqueceu que é necessário estar engajado na integridade de seus funcionários também e o retorno da segurança aos empregados é de garantia do empregador.

É de suma importância que o “poderoso chefão” Luiz Carlos Cantanhede – dono da rica Atlântica – reconheça que o complemento do fardamento, o colete, é um “salvador” de vida de seus profissionais, os quais estão sempre expostos a riscos.

Com a palavra empresa Atlântica Serviços!

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?