Moradores do município de Raposa tomem cuidado: deputado Edilázio diz que vai matar ou morrer na cidade

 (Alguém pode me dizer qual o interesse do deputado Edilázio Júnior, que ao sair em defesa da atual prefeita da cidade de Raposa, Talita Laci, garante que a mesma vai continuar no cargo nem que ele tenha que matar ou morrer?! Isso porque ele se autoafirma como o ‘Moral da Raposa’. A polícia viu isso?)

 

Desde que o ex-prefeito da cidade de Raposa, Clodomir Oliveira (PRTB) teve o seu mandato cassado pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral), dando lugar a sua opositora Talita Laci (PCdoB), a cidade tem vivido uma guerra política travada.

Clodomir que já tinha sido cassado em 1° instância e retornou via liminar,  foi cassado novamente em fevereiro passado e até os dias atuais está fora da administração municipal.

Informações que chegaram à mim, dão conta de que, além da atual gestora ser protegida do deputado estadual Edilázio Júnior – PV (aquele que é genro da desembargadora Nelma Sarney e que garantiu que Clodomir não voltaria ao cargo nem que para isso ele tivesse que matar ou morrer), um outro motivo também pelo qual o processo do ex gestor ‘dorme’ no TRE, se dá devido a uma grande amizade entre o marido da secretária de saúde do município, Jorge Otoch e o desembargador Eulálio Figueiredo.

Quem não lembra que Jorge era aquele “dono” das Lojas Esplanada, que teve como fim a falência e o fechamento da loja? Bom, pelo visto, de chefe maior de uma loja grande e de renome na capital, o “proprietário” e marido da secretária, Arlete Pontes, agora virou intermediário de ‘causos’ políticos.

Pelo visto, está ficando complicado para o ex-prefeito, que só está mesmo com a força do povo.

Do blog Cristiana França

talita-e-clodomir

No município da Raposa, o comentário é só um: estão querendo boicotar o ex prefeito Clodomir Oliveira. O caso é o seguinte: os embargos de defesa do ex gestor e de seu vice, Messias Aguiar, já estão prontos para serem julgados, mas “forças ocultas”, estão trabalhando para que o processo fique onde está: parado. Isso mesmo! Inclusive, aliados da atual “prefeita” Talita Laci já comemoram um suposto pedido de vista de um magistrado no processo dos embargos, adiando mais uma vez o julgamento do processo.

Outro fato importante e que deve ser destacado, é que, se o processo de Clodomir Oliveira não for julgado até esta semana, as sessões no TRE só voltarão a ocorrer em Maio, prejudicando mais ainda a vida do ex gestor, pois, por três vezes Clodomir teve pedido de liminar negado justamente pela pendência do julgamento desses embargos.

Diante dessa situação, acontecem duas coisas: Clodomir fica impedido de recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e a herdeira de José Laci ganha fôlego para continuar no cargo por mais tempo. O julgamento dos embargos estava previsto para acontecer na tarde de ontem (13), mas a sessão foi adiada para esta terça-feira (14), pelo menos é o que está programado.

Moradores da Raposa, revoltados com a situação, já interditaram a avenida Vitorino Freire no último dia 7, como forma de pressionar a Corte Eleitoral do TRE  para que finalmente deem andamento no processo. Na ocasião, um grupo de três moradores foi convidado para o TRE-MA para conversarem com alguns juízes da Corte Eleitoral.

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?