Uma boa notícia para os inscritos no FIES

De várias especulações negativas sobre os programas do Governo Federal, um assunto que está tirando o sono de milhares de estudantes do ensino superior, é acerca do ‘término’ do programa FIES – Fundo de Financiamento Estudantil.

Mas, de acordo com site do Governo, aqui vai uma boa notícia.

Os alunos inscritos no programa até 2014, podem ficar despreocupados, pois o compromisso assumido com os estudantes, desde a gestão do presidente Lula, vai estar disponível até o dia 30 de Abril e todos terão assegurados o adiantamento dos seus contratos.

Desde 2010, o FIES passou a funcionar em um novo formato. O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) passou a ser o Agente Operador do Programa e os juros caíram para 3,4% ao ano. Além disso, passou a ser permitido ao estudante solicitar o financiamento em qualquer período do ano.

fies1

Para esse ano, o Governo ainda abriu novas vagas, mas visando a qualidade da graduação e perfil do curso para concessão do financiamento.

Em fevereiro deste ano, como porta-voz  (da educação) do Governo Federal, o então Ministro da Educação – Cid Gomes – chegou a assegurar a manutenção do FIES, negou quaisquer problemas para a renovação de contratos em vigor, além de reconhecer que estavam havendo problemas com cursos que tiveram um índice de reajuste, em até 6,4%.

“Cursos e faculdades que tiveram aumentos superiores ao que é a inflação, esses casos estão sendo colocados à parte, para que haja uma explicação por parte das faculdades”, afirmou.

O MEC avaliou o índice de reajuste das mensalidades e anunciou que os contratos do Fies poderão ser corrigidos em até 6,4%. Acima desse índice, a instituição será excluída do programa.

Quem pode participar?

Qualquer estudante que esteja regularmente matriculado em faculdades e universidades privadas autorizadas pelo Ministério da Educação (MEC) pode participar do processo seletivo do Fies.

Não podem se candidatar ao processo seletivo os alunos que trancaram matrícula, que já tenham sido beneficiados pelo Fies, inadimplentes com o Programa de Crédito Educativo (PCE/Creduc) e bolsistas integrais do Prouni.

Saiba mais, acessando o Portal Mec.

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?