Presidente Dilma Rousseff pede paciência e compreensão aos brasileiros

33cbac6f6f

Em um pronunciamento de quase 15 minutos em cadeia nacional, para saudar as mulheres brasileiras pelo dia 08 de Março – Dia Internacional da Mulher – e de falar de mulher para mulher, a Presidente Dilma Rousseff aproveitou o momento para pedir paciência e compreensão aos brasileiros, ao assumir momento difícil que o País está vivendo que, segundo a chefe maior, é em decorrência da crise financeira internacional e da maior seca da história, nas regiões Sudeste e Nordeste. Ainda segundo ela nem de longe estamos vivendo uma crise nas dimensões que muitas pessoas dizem.

 “Passamos por problemas conjunturais, mas nossos fundamentos continuam sólidos. Muito diferente daquelas crises do passado que quebravam e paralisavam o país. As dificuldades que existem — e as medidas que estamos tomando para superá-las — não irão comprometer as suas conquistas. Tampouco irão fazer o Brasil parar ou comprometer nosso futuro.”, defendeu a presidente.

Dilma ainda fez questão de lembrar sobre o aumento da conta de energia e alimentos – aumentos estes sentidos no bolso de toda a população brasileira, que tem se sentido traída pela presidente, quando a mesma declarava que nesse segundo momento de sua gestão não haveria aumento de nada -, e diz ser em decorrência da seca e garante que os aumentos são temporários e por isso pedia compreensão aos milhares de brasileiros.

Uma justificativa inédita e curiosa ainda foi salientada pela mulher majoritária, quando afirmou que na tentativa de defender a população durante todos esses anos, o Governo absorveu, até o ano passado, todos os efeitos negativos da crise, usando todo o orçamento do País para proteger integralmente o crescimento, o emprego e a renda das pessoas, mas que o momento agora é tentar dividir parte desse esforço com todos os outros setores da sociedade, fazendo tais correções e ajustes na economia. Ainda foi lembrado que as medidas serão suportáveis, pois o Brasil tem hoje mais qualificação profissional, mais infraestrutura, mais oportunidades de estudar e mais empreendedores, além de ser a 7ª economia do mundo, ter 371 bilhões de dólares de reservas internacionais, 36 milhões de pessoas que saíram da miséria e 44 milhões que foram para a classe média. Ou seja, para a presidente, o Brasil continua com os melhores níveis de emprego e salário da toda a história.

 Assista ao pronunciamento da Presidente do Brasil na íntegra:

Qual é a sua opnião sobre essa matéria?