O estado lamentável do Residencial La Belle Park

Foi apenas no folheto ilustrativo de venda e na maquete que era o residencial dos sonhos. E o que foi vendido como moradia digna de investimento, hoje é considerado o conjunto do horror pelos moradores do Residencial La Belle Park, localizado no bairro Maiobão, município de Paço do Lumiar.

IMG_3709Em mais uma de suas inúmeras reclamações, desta vez, quem mora no local denuncia a falta de compromisso da empresa Gomes Sodré Engenharia – responsável pela obra. Os moradores culpam a empresa pelo trabalho desqualificado e do péssimo investimento nos materiais que foram usados para “concluir” o conjunto.

A infraestrutura que há um ano foi degradada pelas intensas chuvas e asfalto sonrisal foi realmente da pior espécie (como pode ser visto no vídeo abaixo).

A rua com mais de 1 quilometro que dá acesso ao conjunto – entregue em Dezembro de 2012 – já se encontra com a pavimentação completamente comprometida, ficando no lugar apenas buraqueira, lixo e pedraria.
De acordo com uma moradora do local, identificada como Maria Delzuita, o conjunto é completamente esquecido. Afirma que pelas redondezas não têm ônibus, não tem segurança, a noite a maioria dos postes ficam com as lâmpadas apagadas e, claro, o acesso completamente esburacado, dificultado o acesso das pessoas que trafegam na região.

“Eu já moro aqui há dois anos, desde que a Caixa Econômica entregou oficialmente as casas pra gente morar. Mas morar aqui é complicado. Além de pagarmos um preço absurdo, aqui nem passa ônibus. Não passa uma viatura da polícia e a noite é tudo escuro. E além de tudo isso, ainda temos esse problema de nem existir mais o asfalto daqui”, conta dona Maria.IMG_3702

Ainda segundo os moradores, o problema que é considerado antigo pelos mesmos, está se tornando impossível de ser resolvido, haja vista que já foram em todos os locais – considerados por eles – responsáveis, a fim de resolver o problema.

“Aqui a gente não sabe nem a quem recorrer. Já fomos à empresa responsável pela obra, já fomos à Prefeitura de Paço do Lumiar e até para a Caixa Econômica já entregamos um abaixo-assinado, mas em nada tivemos êxito. Cada um desses joga a culpa no outro. Então vamos clamar pra quem?”, indaga a moradora Alzira Moraes.

GOMES SODRÉ X PREFEITURA DE PAÇO DO LUMIAR
A titular do blog entrou em contato com um dos engenheiros responsáveis pela obra, identificado como Cinéia e ele afirma que a empresa não se considerada mais tendo algum tipo de compromisso com a obra que já foi entregue.

“A empresa Gomes Sodré entende que não tem mais nenhuma responsabilidade com o que acontecer aqui no conjunto. A partir da entrega é a Prefeitura daqui que precisa se comprometer. Nós entregamos as casas com a rua tendo um bom acesso e, assim como a cidade toda está deteriorada, ela também está. Entendemos que já fizemos o serviço que garante ao cidadão ir e vir ao local de suas casas” defendeu o engenheiro.

Já a Prefeitura de Paço Lumiar rebate e diz que é de obrigação da empresa Gomes Sodré fazer um pedido oficial à mesma, solicitando reparações estruturais. E que até o presente momento a “dona da obra” ainda não mostrou nenhum tipo de interesse em deixar o conjunto sob responsabilidade da gestão. A assessoria da Prefeitura ainda garante que não existe nenhuma solicitação protocolada na Secretaria de Infraestrutura (SINFRA) do município.

P.S – Mas afinal, então de quem é a culpa?
E, enquanto isso, quem sai perdendo é o cidadão, é claro. Os valores aqui nesse caso também estão investidos. Enfim!