Quem com porco se junta, farelo come!

Elizianeadesivo
Quem não lembra da época em que Eliziane era inimiga política n°1 do prefeito João Castelo? Hoje é aliada!

O ditado é certo: “quem com porco se junta, farelo come”!

Quem não lembra que a demagoga pré-candidata à prefeitura de São Luís, Eliziane Gama (PSL) – a Marina Sousa maranhense -, enquanto exercia a função pública de deputada estadual, gritava aos 4 cantos do estado o caos que o prefeito, à época, João Castelo (PSDB) transformara a capital maranhense? Não foi à toa o jargão CAOSTELO!

Pois sim, meu caros, não pasmem, mas concordando com o texto do colega Jorge Aragão, eis uma tese muito bem fundamentada. Degustem!

Por Jorge Aragão

Um dos principais problemas da política maranhense é a falta de coerência de alguns políticos e o caso mais emblemático na próxima eleição é da deputada federal Eliziane Gama (PPS), que é pré-candidata à Prefeitura de São Luís.

Eliziane Gama era ferrenha opositora da desastrosa gestão de João Castelo à frente da capital maranhense. Numa rápida busca, é fácil encontrar vários discursos de Eliziane tecendo duras críticas a administração de Castelo, chamada de Caostelo pela própria parlamentar, na Tribuna da Assembleia Legislativa.

“Em 2012 São Luís completa 400 anos, e o que todos nós estamos vendo é uma situação de emergência, que eu acho que precisaria inclusive ser decretada assim, uma situação de calamidade que se instalou em nossa capital. E eu, particularmente, fico questionando, porque se deixar São Luís a chegar ao nível que realmente nós estamos vivendo de um verdadeiro caos, em todos os setores de São Luís, em todas as áreas de São Luís: saúde, educação, infraestrutura, transporte, e aí vai, todas as demais áreas de São Luís hoje enfrentam problemas sérios, problemas realmente graves”, afirmava Eliziane sobre a gestão de Castelo no fim de abril de 2011.

Por essas críticas, Eliziane Gama chegou a ser chamada de oportunista pela colega de parlamento à época, Gardênia Castelo (PSDB), filha do ex-prefeito João Castelo e que tem seu nome cogitado para ser vice-prefeita na chapa de Eliziane Gama.

“A legitimidade se acaba quando a crítica tem como horizonte um projeto meramente pessoal, quando a crítica não visa o bem comum, quando a crítica tem como objetivo beneficiar a pessoa que faz a crítica. Esse discurso ganha o nome de oportunismo e não deixa de ser uma crítica realmente. E o oportunismo nunca esteve preocupado com a verdade, o oportunismo é individualista jamais leva em consideração o bem comum, que aliás, o bem comum é a missão nobre aqui de nós políticos, agentes públicos, que somos procuradores do povo”, declarou Gardênia Castelo, que entendia que as críticas de Eliziane eram oportunistas pelo fato dela querer disputar a Prefeitura de São Luís.

Entretanto, atualmente as duas estão do mesmo lado e, pelo visto, querendo trazer de volta para a capital maranhense o modelo de administrar de Castelo, outrora criticado por Eliziane Gama.

Quando o interesse pessoal passa por cima de qualquer CAOS
Quando o interesse pessoal passa por cima de qualquer CAOS

O próprio João Castelo, em artigo publicado no Jornal Pequeno, foi categórico em afirmar que a pré-candidatura que mais se aproxima do seu modo de governar é Eliziane Gama.

“Depois de uma análise criteriosa, concluí que o conteúdo programático que mais se aproxima do trabalho que realizamos em São Luís é o da pré-candidata Eliziane Gama. Assim, estou anunciando agora o meu apoio à pré-candidatura de Eliziane a Prefeitura de São Luís”, escreveu Castelo.

E ainda tem gente que não compreende a queda e/ou estagnação de Eliziane Gama nas pesquisas e, principalmente, o aumento absurdo de sua rejeição, mesmo ela jamais tendo ocupado um cargo no Executivo.

Mas a explicação é óbvia: a incoerência e o vale tudo pelo poder é algo abominável e não mais tolerável pelo eleitor.

E como recordar é viver, isso será bastante lembrado durante a campanha eleitoral.

P.S – Para algumas ou muitas pessoas, a ética, coerência política e até mesmo pessoal é apenas momentâneo. A sociedade vive mesmo é do “se para mim está tudo bem, o resto é que se ferre”. Identidade política e pessoal para quê mesmo?

Enfim!

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppEmail

Polícia Federal prende suspeitos que se preparavam para ataques terroristas na Olimpíada do Rio

Faltando apenas duas semanas para o início da Olimpíada do Rio, a Polícia Federal (PF) realizou na manhã desta quinta-feira (21) uma operação sigilosa de combate ao terrorismo que prendeu 10 pessoas em 10 estados, informou o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, em entrevista coletiva concedida em Brasília.

Dez supostos terroristas foram presos por ligação com o grupo terrorista Estado Islâmico
Dez supostos terroristas foram presos por ligação com o grupo terrorista Estado Islâmico

Batizada de “Hashtag”, a operação investiga a possível participação de brasileiros em uma organização criminosa de alcance internacional, como uma célula do Estado Islâmico no país.

Segundo o ministro, a partir dessa percepção, se deflagrou a operação antiterrorismo. Ele diz que essa comunicação entre os suspeitos se deu por aplicativos de comunicação como WhatsApp e Telegram.

O grupo passou a chamar a atenção da Polícia Federal depois de fazer um “juramento ao Estado Islâmico” pela internet. Apesar da PF não ter constatado um contato direto com a facção, o grupo passou a achar que já fazia parte da facção.

Ainda de acordo com a Polícia Federal, o juiz Marcos Josegrei da Silva, da 14ª Vara da Justiça Federal do Paraná, expediu 12 mandados de prisão temporária por 30 dias, sendo que as detenções podem vir a ser prorrogadas por mais um mês.

“Hoje, culminou na primeira operação onde uma suposta celula terrorista no Brasil foram presos 10 indivíduos. Isso é muito importante, que passaram a partir do nosso rastreamento de simples comentários sobre o Estado Islâmico”, relatou Alexandre de Moraes na entrevista concedida na sede do Ministério da Justiça.

As informações são do G1

 

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppEmail

Inédito: SINFUSP/SL consegue férias remuneradas para serviço prestado da Saúde

Através do SINFUSP/SL – Sindicato dos Funcionários e Servidores Públicos Municipais de São Luís, o dia 19 de julho de 2016 representou uma data de glória para o servidor público municipal, intitulado “Serviço Prestado – SP”, lotado na Secretaria Municipal de Saúde de São Luís.

13731614_1002111183220130_903196866517088549_n

Como se sabe, esses trabalhadores, ao longo de muitos anos vinham sofrendo limitações quanto aos seus direitos trabalhistas. Nesse sentido, a Gestão ‘Ação e Compromisso’, presidida por Francisco do Vale, desde sempre levantou a bandeira em defesa dessa valorosa categoria de servidores.

Nessa perspectiva, assim que começou a gestão, foram, também, iniciadas as rodadas de negociações com a Administração municipal, no intuito de restabelecer o terço de férias dos servidores, chamados serviços prestados.

Finalmente, nesta terça-feira, 19, em solenidade na sede da SEMUS – Secretaria Municipal de Saúde, com a presença de dezenas de diretores do SINFUSP/SL e servidores municipais, a titular do órgão, secretária Helena Duailibe, assegurou que a partir deste mês, do corrente ano, todos os serviços prestados que fizerem jus às férias, o farão com a correspondência financeira, equivalente a 1/3 (um terço) do seu salário base, chamado de terço de férias.

“Esse feito trata-se de uma conquista após a realização de intensas negociações com a gestão pública municipal. A nossa intenção é estender todas as demandas dos servidores às demais secretarias, pois entendemos ser este o nosso dever: a defesa dos direitos de todos os servidores públicos municipais. Vamos à luta!”, defendeu o presidente.

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppEmail

Sem noção: Porta dos Fundos – falta de assunto ou sem criatividade?

O Porta dos Fundos parece ter esgotado o estoque de criatividade e, ao mesmo tempo, decidido focar em seu desprezo pela religião cristã. No último sábado (16), o grupo de humor publicou um vídeo usando Jesus como mote para seu esquete.

No vídeo, Fábio Porchat faz uma sátira à gratidão das pessoas a Deus e à fé em milagres, e valendo-se do estereótipo convencionado da aparência de Jesus, surge barbudo e vestido com uma túnica em um hospital, dizendo não curar pessoas.

“Eu não salvei ninguém. Eu não fiz nada. Que fique claro. Não dá para ficar ouvindo pedidinho de todo mundo. Tem mil pessoas nesse hospital e eu vou salvar seis, sete se eu estiver de bom humor. Só para você entender: médico salva vidas e eu tenho mais o que fazer”, diz o personagem.

O fiel que insistia em agradecer é interrompido por um médico que diz que sua esposa tinha falecido há pouco, de forma inexplicável, afinal, ela tinha saído bem da cirurgia. “Deixa eu te falar, isso aí não foi ele [médico] não. Aí foi culpa minha mesmo. Fui eu que matei ela, porque você estava me dando raiva”, intervém o Jesus do esquete.

Ao final do vídeo, uma moça aguarda na recepção do hospital e reage à queda de um abajur: “Tá amarrado em nome de Jesus”, diz ela. Novamente, o personagem aparece dizendo que não amarra nada, e que se o diabo quisesse fazer mal, daria um AVC nela.

porta-dos-fundos-obrigado-jesus

Imediatamente, a jovem começa a passar mal e o Jesus do Porta olha para o chão, comentando com o demônio sobre seu oportunismo dele e diz que não ajudará a jovem: “Não vou ressuscitar não, vou deixar ela aqui”.

Não bastasse as piadas do vídeo, a descrição do episódio no canal do YouTube também satiriza o Filho de Deus: “Gostaríamos de aproveitar esse espaço para agradecer ao Hospital Casa de Caridade da Guanabara por ceder o espaço para a gravação; aos figurantes que ficaram sem comer por aproximadamente onze horas para aparecerem desfocados por alguns segundos no vídeo; e, claro, ao grande responsável pelo roteiro, direção, luz, som, produção, figurinos, maquiagem, transporte e edição: Jesus”.

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppEmail

Revelação: População vem aprovando pré-candidatura do sindicalista Aníbal Lins

Desde que anunciou a sua pré-candidatura à vereador de São Luís, o sindicalista Aníbal Lins tem tido semanas bastante proveitosas. Visitando comunidades para ouvir a população, dando-lhes vez e voz, Lins já percorreu mais de 20 bairros e fechou a semana reunido com moradores da região central da capital maranhense. Os encontros aconteceram nos bairros Madre Deus, Liberdade e Fé em Deus.

3ec82a4f-9388-4b91-bb93-6d373054d311

Em reunião no Bairro Madre Deus, no sábado (16), cidadãos da Vila Beça, Lira, Belira, Fonte do Bispo, Codozinho e Praça da Saudade apresentaram os problemas que enfrentam na região, que é uma das mais antigas e berço da cultura de São Luís. O tema do encontro foi violência e falta de segurança, assunto que vem se repetindo em todas as visitas até o momento e que desperta preocupação.

De acordo com Armando Teixeira, professor da rede municipal de ensino e morador da Madre Deus, casos de roubo e furto estão aumentando no Centro, o que para ele se deve ao pouco policiamento na área. “O medo e a sensação de insegurança são muito grandes. Os moradores vivem trancados em suas casas e só saem quando é necessário”, disse.

O sindicalista esclareceu que apesar de ser um problema de responsabilidade direta do Estado, é possível que a Prefeitura, por meio da Guarda Municipal, realize ações de apoio à Polícia Militar. Essa medida, segundo Aníbal Lins, pode contribuir para a diminuição da violência, devolvendo a tranquilidade aos moradores.

“A Guarda Municipal precisa estar a serviço dos cidadãos. Inicialmente seria interessante que, pelo menos, a região central de São Luís fosse devidamente atendida. A melhoria da segurança vai refletir de forma positiva no fortalecimento do turismo e, consequentemente, na geração de renda para pessoas dos bairros dessa área”, defendeu.

Infraestrutura – Já na manhã de domingo (17), o pré-candidato atendeu a um convite de moradores do Bairro Liberdade, também da região central e um dos mais tradicionais de São Luís. Apesar da sua formação se confundir com a própria história da capital, o bairro ainda carece de serviços essenciais como mobilidade, saneamento e espaços de cultura e lazer.

Na pauta, o principal assunto da reunião de moradores foi discutir sobre a reativação da creche comunitária local, fechada devido às péssimas condições físicas. A escolinha, por onde já passaram mais de mil crianças da comunidade, está com parte da rede elétrica exposta e o telhado necessitando de reparos. Além disso, não há mais qualquer mobiliário no prédio.

Moradora da região há pelo menos duas décadas, Antônia Oliveira é dona de casa e sabe a falta que faz a instituição de ensino. “Eu tenho filho que já completou 18 anos e que iniciou nesta creche. Fico triste quando vejo que o poder público parece ter abandonado as crianças do nosso bairro”, lamentou.

d4c0a6f4-9c77-4ccd-b549-a9c2d39b6920
Centenas de famílias e dezenas de crianças convivem permanentemente esgoto correndo a céu aberto.

Após o encontro na creche, Anibal Lins foi convidado a conhecer a situação de algumas ruas da área, que, de acordo com os moradores, estão abandonadas. É o que foi constatado na Travessa Joaquim Serra, no Bairro Fé em Deus. Na região, onde casas de alvenaria dividem espaço com palafitas.

Essa situação leva a atitudes como a do comerciante Luís Junior, que gastou seu próprio dinheiro para fazer canaleta no canto da rua para o esgoto escoar. “O único espaço para as crianças brincarem [a rua] fica tomado pelo esgoto. Para diminuir o problema a gente ajeita como pode, inclusive gastando do próprio bolso. Isso aí já tem vários anos e mesmo fazendo reclamação a coisa não muda. Isso é um desrespeito, porque aqui mora gente de bem”, desabafou.

Aníbal Lins disse estar ao lado do sofrimento das pessoas e lamentou o quadro em que se encontra uma região tão importante e ao lado dos centros administrativos municipal e estadual. No entanto, ele também deixou uma mensagem de encorajamento para os moradores. “O cidadão precisa exercer o seu direito de exigir investimento em saúde, educação e infraestrutura. É ter uma postura de permanente cobrança das melhorias para a comunidade”, concluiu.

Reconhecimento – Assim como em todos os encontros já realizados, Aníbal Lins teve o apoio e a aprovação de sua pré-candidatura pelos moradores. Para o sindicalista isso comprova que a população ainda tem esperança de que a boa política vai prevalecer e que é possível construir uma sociedade melhor para todos.

Ele também atribui o apoio que vem recebendo da população ao trabalho sério realizado à frente do Sindicato dos Servidores da Justiça do Maranhão (Sindjus), de onde se afastou para concorrer a uma das vagas na Câmara de Vereadores de São Luís. “Vou continuar minha luta pela valorização dos servidores e melhoria dos serviços públicos, mas sou pré-candidato porque quero colocar meu nome à disposição de todo e qualquer cidadão”, garantiu.

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppEmail

Música, poesia e lançamentos de livros marcaram Feira do Livro em Santa Inês

Inúmeras atrações movimentaram a abertura da Feira do Livro de Santa Inês na noite de quarta-feira, 13. O público chegou cedo para prestigiar as apresentações no Ginásio de Esportes João Cambinha.

A jovem Maria Eduarda, de 17 anos, lançando o seu livro Sacríficio
A jovem Maria Eduarda Veloso, de 17 anos, lançando o seu livro Sacrifício – um incentivo a tantos outros jovens

Representantes de Santa Inês declamaram poemas consagrados e de autoria própria. O público, animado, interagiu com os escritores, cronistas e poetas Luís Henrique e Carlos Denílson – o que transformou o evento em um grande sarau.

O evento contou, ainda, com a participação da Educação Especial Inclusiva do município de Santa Inês, com as brilhantes interpretações dos hinos Nacional e de Santa Inês em Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS), feitas, respectivamente, por Carliane dos Santos e Obenilda Lima.

Com o tema Promovendo a Leitura com a Nossa Gente”, a Feira do Livro está sendo, historicamente, a 4° edição do evento realizada no município. A última vez que Santa Inês foi sede da Feira foi há 22 anos, assim sendo, a mostra apresenta-se como um novo pulsar nas veias literárias da capital do Vale do Pindaré.

A Feira do Livro de Santa Inês é uma realização da Prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Educação. O prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves, participou da solenidade de abertura realizada nesta quarta e falou sobre a importância desse resgate.

eff38d42-5ffb-4308-b2a7-36823dca7229
“A leitura liberta o ser humano de todo mal” – prefeito Ribamar Alves

“Não há registro na história de Santa Inês de um evento cultural e literário desse porte. Mesmo com a crise que se instalou no país e a falta de interesse do governador do Maranhão em nos ajudar, a Educação de Santa Inês nunca foi tão valorizada. E esse projeto estruturante na nossa Educação terá resultados ainda mais positivos a médio e longo prazos. Estamos resgatando e dando estrutura sólida ao que há de melhor, pois a leitura liberta o ser humano de todo mal”, enfatizou o prefeito.

O secretário de Educação do Município, professor Paulo Rodrigues, foi um dos palestrantes da noite. Em sua preleção, o secretário falou sobre a importância da formação de leitores com a finalidade de se ampliar a qualidade da Educação.

“Realizar a Feira do Livro de Santa Inês é muito importante para ampliar o diálogo com editoras, livros e autores, de maneira que a formação do leitor proficiente continue acontecendo com qualidade no Vale do Pindaré”.

Também na noite de quarta-feira,aconteceu o relançamento do livro “Apenas um Sujeito Lírico” – Paulo Rodrigues.

O violonista Alessandro Freitas, da cidade de São José de Ribamar, encerrou a programação da abertura da feira com clássicos do Rock no estilo clássico do violão. O que agradou a plateia já que, nessa quarta, o mundo comemorava o dia do Rock.

Quinta-feira, 14

A programação de quinta-feira (14), foi variada de palestras, apresentação musical até visitação ao Planetário da UFMA (sala de exibição de documentários sobre astrofísica e astronomia). Além disso, os participantes tiveram a oportunidade de usar o telescópio da UFMA para observação de astros do nosso sistema solar.

Maria Eduarda Veloso
Maria Eduarda Veloso

Uma grande novidade que abrilhantou o evento foi a participação da jovem Maria Eduarda Veloso, de 17 anos, que aos 15 anos escreveu o seu 1° livro da trilogia Sacrifício.

A participação de Duda Veloso foi tão reconhecida pela organização do evento e aclamada pelo público que a sua participação foi repetida no sábado, 16, em um bate-papo com o público sobre a importância da leitura.

A leitura é determinante para ampliar a maneira como se percebe o mundo e a inclusão e participação de jovens, falando para jovens, só amplia a construção de ideias e novos horizontes.

Através da leitura muda-se paradigmas em relação a cultura, a religião, a política. Enfim uma boa leitura nos torna mais humanos!

 

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppEmail

Eleições 2016: Confira as regras eleitorais para as eleições municipais

9b24cf2f-5260-4e42-bbd1-be5f0a4cbb4d

A Lei nº 13.165/2015, conhecida como Reforma Eleitoral 2015, promoveu importantes alterações nas regras das eleições deste ano ao introduzir mudanças nas Leis n° 9.504/1997 (Lei das Eleições), nº 9.096/1995 (Lei dos Partidos Políticos) e nº 4.737/1965 (Código Eleitoral). Além de mudanças nos prazos para as convenções partidárias, filiação partidária e no tempo de campanha eleitoral, que foi reduzido, está proibido o financiamento eleitoral por pessoas jurídicas. Na prática, isso significa que as campanhas eleitorais deste ano serão financiadas exclusivamente por doações de pessoas físicas e pelos recursos do Fundo Partidário. Antes da aprovação da reforma, o Supremo Tribunal Federal (STF) já havia decidido pela inconstitucionalidade das doações de empresas a partidos e candidatos.

Nas eleições deste ano, os políticos poderão se apresentar como pré-candidatos sem que isso configure propaganda eleitoral antecipada, mas desde que não haja pedido explícito de voto. A nova regra está prevista na Reforma Eleitoral 2015, que também permite que os pré-candidatos divulguem posições pessoais sobre questões políticas e possam ter suas qualidades exaltadas, inclusive em redes sociais ou em eventos com cobertura da imprensa.

Convenções partidárias: as convenções para a escolha dos candidatos e a deliberação sobre coligações devem ocorrer de 20 de julho a 5 de agosto. Importante inovação legislativa é que a ata da convenção, digitada e assinada em duas vias, deve ser encaminhada ao juízo eleitoral, em 24 horas após a convenção, para publicação e arquivamento no cartório, a fim de integrar os autos do processo principal de registro de candidaturas. O prazo antigo determinava que as convenções partidárias deveriam ocorrer de 10 a 30 de junho do ano da eleição.

Registro de candidatos: os pedidos de registro de candidatos devem ser apresentados pelos partidos políticos e coligações ao respectivo cartório eleitoral até às 19h do dia 15 de agosto.

Idade mínima para candidatura: a idade mínima constitucionalmente estabelecida como condição de elegibilidade é verificada tendo por referência a data da posse, salvo quando fixada em dezoito anos (para vereador), hipótese em que será aferida no dia 15 de agosto, último dia para a apresentação dos pedidos de registro no cartório eleitoral.

Quantidade de candidatos por partido ou coligação: cada partido político ou coligação poderá requerer o registro de candidatos para a câmara municipal até 150% do número de lugares a preencher (nova redação do art. 10, da Lei nº 9.504/97). Cumpre ressalvar que nos municípios de até 100.000 eleitores cada coligação poderá registrar candidatos no total de até 200% do número de lugares a preencher na câmara municipal.

Substituição de candidatos: tanto nas eleições majoritárias como nas proporcionais, a substituição só se efetivará se o novo pedido for apresentado até 20 dias antes da data do pleito, exceto no caso de falecimento de candidato, quando a substituição poderá ser efetivada após esse prazo.

Propaganda eleitoral: a campanha eleitoral foi reduzida de 90 para 45 dias, começando em 16 de agosto. O período de propaganda no rádio e na TV também foi diminuído de 45 para 35 dias, tendo início em 26 de agosto, em primeiro turno.

Comício e sonorização: a partir do 16 de agosto, quando começa a propaganda eleitoral dos candidatos, os partidos ou as coligações podem fazer funcionar, das 8 às 22 horas, alto-falantes ou amplificadores de som, nas suas sedes ou em veículos. Também os partidos políticos e as coligações poderão realizar comícios e utilizar aparelhagem de sonorização fixa, das 8 às 24 horas, podendo o horário ser prorrogado por mais duas horas quando se tratar de comício de encerramento de campanha.

Propaganda eleitoral na internet: a partir de 16 de agosto começará o prazo para a propaganda eleitoral na internet, sendo vedada a veiculação de qualquer tipo de propaganda paga. Não há falar em propaganda eleitoral realizada por meio do twitter, uma vez que essa rede social não leva ao conhecimento geral as manifestações nela divulgadas.

Por Flávio Braga (com alterações)

Pós-graduado em Direito Eleitoral, Professor da Escola Judiciária Eleitoral e Analista Judiciário do TRE/MA.

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppEmail

Funcionários fantasmas da Assembleia Legislativa começam a ganhar corpo e aparecem para “trabalhar”

662ce500-bd89-47cf-89f2-c462daf2ab6a
Os bom-vivant Jorginho Rachid e Bruno Soares

Parece que lista de funcionários fantasmas (e não fantasmas ) que a Assembleia Legislativa do Maranhão foi obrigada a fornecer para a justiça finalmente está fazendo efeito. Tidos como funcionários fantasminhas camaradas durante um bom tempo e recebendo seus proventos em dias (mesmo sem trabalhar ), os bom-vivant Jorginho Rachid (filho do desembargador Jorge Rachid Maluf) e Bruno Soares (filho do eterno diretor da Cemar, José Jorge Soares ), finalmente lembraram que “precisam” trabalhar e começaram a dar expediente na “Casa do Povo” – fazendo valer os seus gordíssimos salários.

Os dois foram vistos saindo juntos da AL – que é uma mãe para muita gente -, na tarde desta quinta-feira (14), por volta das 17h.

 

 

 

Sem título2

Sem título1

Sem título

 

O 'famoso' Jorginho Rachid saindo do trabalho (como um barnabé) em sua Mercedes
O ‘famoso’ Jorginho Rachid saindo do trabalho (como um barnabé) em sua Mercedes

É, pelo menos a lista deu para dar um susto nessa galerinha invisível. Continuemos de olho!

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppEmail

De novo: Pacovan é preso por descumprir medidas judiciais

Edna-Cavalcante-e-o-seu-esposo-Pacovan-e1380124416762
Ao que parece, Pacovan já se acostumou com o ‘prende e solta e solta e prende’

Foi preso na tarde desta sexta-feira, 15, pela Polícia Civil – por meio da Superintendência de Combate a Corrupção – SECCOR -, o empresário Josival Cavalcante da Silva, mais conhecido como o agiota Pacovan. Pacovan teve, de novo, prisão decretada após descumprir medidas determinadas pela Justiça. O momento da prisão aconteceu na BR 135.

Pacovan estava sendo monitorado por meio de tornozeleira eletrônica. Ele responde a processos por desvio de recursos públicos, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. Além disso, ele também é suspeito de comandar esquemas de agiotagem em prefeituras do Maranhão.

Em tempo

Em novembro de 2015, Pacovan foi um dos alvos da segunda etapa da Operação El Berite, coordenada pelo Grupo de Atuação Especial no Combate às Organizações Criminosas (Gaeco).

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppEmail

Deputado Wellington do Curso apresenta projeto para criar Programa Saúde Auditiva do Idoso

Reconhecendo a importância do desenvolvimento de políticas públicas de atenção para a pessoa idosa e entendendo que os idosos são pessoas fundamentais na nossa sociedade, o deputado estadual Wellington do Curso (PP), apresentou mais uma proposta de Lei na manhã de terça-feira (12), na Assembleia Legislativa. O intuito do projeto foi voltado para a Saúde Auditiva do Idoso.

"Idoso é quem tem o privilégio de viver"
“Idoso é quem tem o privilégio de viver”

O projeto de Lei visa desenvolver ações de promoção, prevenção e recuperação da saúde auditiva dos idosos residentes no Estado do Maranhão. Pois é dever do estado melhorar a saúde destes, desenvolver com mais afinco os seus direitos e deveres, assegurando suas garantias sociais.

“É uma proposta muito boa para milhares de idosos do nosso Estado que tem problemas de saúde auditiva. Juntos, queremos garantir ações educativas em saúde auditiva, dirigidas aos profissionais de saúde, educadores, estudantes, familiares de idosos, principalmente sobre questões de promoção, prevenção e conservação da audição”, explicou Wellington.

O parlamentar ainda pontuou que estudos revelam que a deficiência auditiva atinge hoje em média 70% dos nossos idosos. “Fica evidente que essa deficiência se inicia principalmente após os 60, 65 anos de idade, e depois se estabelece. Mais de 15 milhões de brasileiros têm problemas de audição, segundo a Organização Mundial de Saúde. Com esse projeto queremos melhorar a saúde do idoso em nosso Estado”, enfatizou.

O deputado concluiu, “Queremos adotar uma ação integrada das várias Secretarias Municipal e Estadual, cujas competências estejam afetas ao Programa, bem como garantir a participação de Técnicos dos Conselhos Regionais, Associações e instituições universitárias de ensino das áreas relacionadas”.

Após a apresentação, o projeto foi encaminhado às comissões técnicas da Assembleia, depois será votado no plenário por todos os deputados.

P.S – […] nós envelheceremos um dia, se tivermos este privilégio. Olhemos, portanto, para as pessoas idosas como nós seremos no futuro. Reconheçamos que as pessoas idosas são únicas, com necessidades e talentos e capacidades individuais e não um grupo homogêneo por causa da idade. (Kofi Annan, ex-secretário-geral da ONU)

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppEmail