PSD realiza convenção em Chapadinha para formalizar candidatura de Raimunda Maria à Prefeitura, neste sábado, 30

36f1239a-d627-41e4-9bab-57c047f0430f

A tão esperada convenção política do grupo do ex-prefeito da cidade de Chapadinha e grande líder político Isaías Fortes (aquele que já é conhecido na região e fora dela por ser o ‘dono’ da maioria dos votos no município e ser, inclusive, um dos maiores responsáveis pela eleição da atual prefeita – Belezinha (PRB) – a quem tirou do ostracismo político no ano de 2012 e, diretamente, garantiu votos que lhe deram a vitória, sendo depois disso escorraçado e fazendo jus ao ditado, “foi a hora de … desconhecer bezerro). Se já não bastasse Isaías ser um dos maiores cabos eleitorais de quem quer que “adote” para ajudar, politicamente falando, é também, conhecido como um dos mais traídos por todos aqueles que um dia já estendeu as mãos e os votos.

Mas, tudo bem, isso aí já é pauta para outra história. Voltemos a falar da convenção.

Mais um capítulo na história política será escrito na manhã deste sábado, 30, quando, em Convenção Eleitoral 2016, será formalizada a candidatura de Raimunda Maria à prefeitura de Chapadinha. A convenção vai acontecer no Aldeota Clube, as 9 horas da manhã.

Com a participação da população chapadinhense, correligionários e filiados, serão homologados os pré-candidatos a prefeito e vice-prefeito, além de pré-candidatos a vereadores da coligação ‘Venha e exerça a sua cidadania’.

Pré-candidata Betânia

Pré-candidata a vereadora de Chapadinha - Betânia Oliveira
Pré-candidata a vereadora de Chapadinha – Betânia Silva

Na oportunidade, a pré-candidata Betânia Silva também confirmará a sua candidatura ao pleito de vereadora da cidade, pelo partido PSL.

Betânia coloca o seu nome à disposição da cidade de Chapadinha, com a promessa de que levantará bandeiras de atuação que possam focar nos reais interesses e necessidades da população. Além de ser uma fiscalizadora real das ações do Executivo no município.

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppEmail

Eleições 2016: Pros não deverá se coligar e formará chapa única

2b842d60-f396-4a96-8ef1-587232ed3232
Um dos principais nomes a disputar pelo PROS é o pré-candidato Aníbal Lins

Em encontro realizado na tarde de quarta-feira (27), o Partido Republicano da Ordem Social (Pros) decidiu que não se coligará a outro partido na disputa eleitoral para Câmara de São Luís em 2016.  Apesar das investidas do PDT e do PR para concretizar a aliança, partidários e pré-candidatos decidiram que vão partir para a disputa sem a formalização do apoio.

Segundo manifestações de pré-candidatos presentes, o partido tem condições de disputar a eleição na forma pura, o que, apesar de ser um desafio, vai contribuir para o fortalecimento da legenda na capital maranhense. O Pros deve disputar as eleições para vereador deste ano com pelo menos 40 candidatos.  Dentre os principais nomes do partido estão o já vereador Beto Castro, o sindicalista Anibal Lins, o empresário Paulo Vitor, o humorista Tiririca Cover e o farmacêutico Assan Kaid.

Há também aqueles pré-candidatos que defendem que o Pros, mesmo sendo um partido pequeno, não deve encarar estas eleições apenas como coadjuvante, figurando apenas para somar votos para fortalecer os interesses de outras legendas.

Pelo jeito não são todos os “nanicos” que estão se curvando aos interesses dos maiores. Com a postura independente, o Pros mantém sua autonomia e conserva sua proposta ideológica. Independentemente do resultado, certamente a legenda sairá do próximo pelito mais fortalecida.

Em tempo

Segundo informações, “forças externas” e com poder estão ‘operando’ para enfraquecer os candidatos do PROS e estes desistirem de partir para a disputa sem formalização de apoio ao majoritário, em troca, é claro, de “comodidades”. Com isso, a chapa fica sem condições de eleger pelo menos um vereador. Isso empurraria o PROS pra uma coligação com pesos pesados, onde só o vereador Beto Castro se reelegeria, bloqueando qualquer chance de alguma liderança nova chegar a um mandato.

É a velha política com a cara de sempre! Manda quem pode, obedece quem não se vende por migalhas.

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppEmail

Comércio de São Luís funcionará parcialmente neste feriado, 28

Rua-Grande
Rua Grande – São Luís

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Maranhão (Fecomércio-MA) informou que nesta quinta-feira(28 de julho), feriado estadual de Adesão do Maranhão à Independência, o comércio de rua em São Luís poderá abrir das 8 às 14 horas e os localizados nos shopping centers podem funcionar das 14 às 20 horas, mediante o pagamento de 100% sobre o valor da hora normal e mais gratificação de R$ 40 ao final do dia. Já o comércio varejista de gêneros alimentícios (supermercados), conforme decisão firmada entre empregadores e empregados por meio da Convenção Coletiva de Trabalho, poderá funcionar normalmente nesse dia com pagamento de hora extra.

Já as agências bancárias não vão funcionar durante o feriado nem na capital e nem no interior. Usuários podem usar canais alternativos de atendimento bancário, como os caixas eletrônicos, internet banking, mobile banking e banco por telefone para fazer transações financeiras.

Supermercados

Nos supermercados, conforme decisão firmada entre empregadores e empregados por meio da Convenção Coletiva de Trabalho, poderá funcionar normalmente no feriado, com pagamento de hora-extra.

Servidores públicos

Nas repartições públicas do Estado, o feriado foi postergado para a sexta-feira (29), quando não haverá expediente. A medida será obedecida por todos os órgãos do Estado, com exceção daqueles que prestam serviços considerados de natureza essencial.

A transferência do feriado foi regulamentada pelo governo do Estado, por meio do Decreto Estadual nº 31.473, de 18 de janeiro de 2016, que estabelece o calendário de feriados e pontos facultativos de 2016.

Os órgãos do Estado voltarão a funcionar normalmente na segunda-feira (1º).

Judiciário

O Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA) publicou resolução transferindo o feriado de quinta para sexta-feira, quando vai manter plantão judicial de segundo grau, garantindo o atendimento às demandas judiciais urgentes, nas esferas cível e criminal.

Serão recebidos, no plantão, pedidos de habeas corpus, mandados de segurança, medidas cautelares (por motivo de grave risco à vida e à saúde das pessoas), decretação de prisão provisória, entre outros. Para esses casos, o telefone de contato é (98) 98815-8344.

Mais … 

sitemara

O dia 28 de Julho de 1822 foi o dia em que o Maranhão deixou de ser estado colonial de Portugal e passou a ser província do Império do Brasil.

Em 2 de outubro de 1964, o então governador do Maranhão, Newton de Barros Bello, declarou feriado estadual o dia 28 de julho, sancionando a Lei de número 2457, publicada no Diário Oficial de 7 de outubro de 1964.

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppEmail

Chapadinha: Para prefeita Belezinha, a Justiça tinha que viver “acocando” para a política

Do Blog Alexandre Pinheiro (com alterações)

A prefeita do município de Chapadinha, Dulcilene Belezinha (PRB), ao que parece tem cavado a própria cova – como diz uma dos famosos clichês -, mas, nesse caso, poderia dizer, a própria cova política.

Uma prefeita sem experiência política – coisa que nem mesmo os 4 anos como gestora da cidade lhe rendeu -, Belezinha além de meter os pés pelas mãos, agir pelo coração e não pela razão, tem se perdido, também, pelo que fala. Parece mais uma esponja e nem filtro.

De acordo com informações de um dos blogs de Chapadinha, a prefeita, durante discurso em evento de sua pré-candidatura, criticou a atuação do Judiciário, lamentou que autoridades como delegado, promotor e juiz não sejam subordinados ao poder dos políticos e ainda acusa o juiz do município de obstruir a construção da rodoviária – aquela rodoviária fantasma que nunca saiu do papel e que já foi até motivo de denúncia dos moradores e pauta para este blog. (Reveja AQUI)

Em determinado momento de sua fala, Belezinha lamenta a autonomia da polícia, do Ministério Público e do Poder Judiciário. “Hoje a política tá muito judicializada. Antigamente um prefeito tirava delegado e botava, tirava juiz e botava, botava promotor e tirava. Hoje prefeito vive se acocando, se acocando mesmo falando numa linguagem bem popular. Quando se recebe um ofício de um promotor, dum juiz ou de delegado a gente já anda se tremendo”, disse a prefeita. “Antigamente a política mandava nestes órgãos, hoje a política está ai judicializada. Qualquer coisinha prende, qualquer coisinha (termo inaudível) como aconteceu isso ontem com a gente, com a entrada da cidade”, completou.

????????????????????????????????????

Sim, para Belezinha, a política diferente de ser o meio pelo qual a sociedade precisa ser organizada, direcionada e administrada, precisa mesmo é mandar, amedrontar, dar ordens, causar alvoroço e confusão. Em outras palavras, colocar qualquer outra autoridade por escabelo dos seus pés. ‘Belezoca’ deve ter sido uma péssima aluna de História, pois esquece-se que era (lá) no período feudal que os nobres mandavam em tudo.

Belezinha continua suas reclamações contra o judiciário com denúncias ainda mais pesadas contra proprietários de imóveis da área da entrada da cidade, sugere utilização política do problema por um deputado da cidade e acusa um empresário local de tentar extorquir dinheiro da prefeitura.

Enquanto isso, nada da rodoviária tão sonhada pelo Chapadinhenses.

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppEmail

Pré-candidato a vereador Aníbal Lins propõe pacto pelas crianças e portadores de HIV em São Luís

Dando continuidade ao comparecimento a dezenas de visitas agendadas neste mês de julho, o sindicalista Aníbal Lins visitou na última quinta-feira (21), o projeto Casa Sonho de Criança, do Grupo Solidariedade é Vida, situado na Liberdade, área central de São Luís. Lins foi recebido pelos coordenadores da casa de acolhida, que relataram o trabalho desenvolvido em apoio a crianças e adolescentes portadores do vírus HIV.

Lins foi recebido pelos coordenadores da casa de acolhida, que relataram o trabalho desenvolvido em apoio a crianças e adolescentes portadores do vírus HIV
Lins foi recebido pelos coordenadores da casa de acolhida, que relataram o trabalho desenvolvido em apoio a crianças e adolescentes portadores do vírus HIV

Atualmente, a casa abriga aproximadamente 30 crianças, dentre portadoras e não portadoras do vírus, mas atende mensalmente cerca de 80 e possui um total de 450 cadastradas da capital e do interior do estado, que são acolhidas durante período de tratamento em São Luís.

Joselita Cavalcante, coordenadora do Solidariedade é Vida, explicou que o projeto também possui atendimento de adultos, sendo cinco mil cadastrados atualmente. No entanto, ela esclareceu que devido à ampliação de rede de atendimento no Estado, muitos já não comparecem na Casa para receber acompanhamento. Diferentemente das crianças, todos os adultos atendidos são soropositivos.

Militante dos direitos humanos, Aníbal Lins é um colaborador e incentivador dos trabalhos desenvolvidos pelo Solidariedade é Vida. Ele ressalta que, apesar dos avanços na rede de tratamento, são muitas as dificuldades ainda enfrentadas pelos portadores do HIV. “Grande parte das pessoas atendidas por instituições como estas são carentes financeiramente, mas a maior barreira que elas enfrentam continua sendo o preconceito”, afirma.

Na visita, Aníbal também defendeu a formalização de um pacto e maior investimento em ações preventivas, como forma de combater o aumento dos casos de Aids na capital e no interior do Estado.

29ddb0d1-b236-489f-baa6-e0cb40bbf821

“Vemos que em razão da melhoria na rede de atendimento e elaboração de novos e mais eficientes medicamentos as pessoas parecem estar menos preocupadas. Esse descuido está ligado ao crescimento de casos no Estado, com destaque para São Luís. Precisamos voltar a cuidar daquilo que temos de mais precioso, que são as pessoas, as nossas crianças, em especial aquelas em situação de vulnerabilidade”, pontuou.

Solidariedade – Conforme explicou Joselita Cavalcante, a manutenção da casa depende da ajuda de colaboradores. “Todo o projeto é mantido por doações feitas por empresas e pessoas comuns sensíveis à nossa causa”, disse.

“Nós elaboramos projetos apresentamos àqueles que podem nos ajudar, assim conseguimos doações que mantém o trabalho de pé. São empresas e pessoas que doam cestas básicas, fraldas, roupas e outros itens de primeira necessidade. As pessoas atendidas são muito carentes, então toda ajuda é bem vinda”, completou.

Aníbal Lins disse que a colaboração é um retrato da boa vontade de todo brasileiro em ajudar o próximo. Ele agradeceu o convite e renovou a aliança de apoio à entidade. “É um prazer ser mais uma voz que se soma a voz de vocês na luta contra toda forma de preconceito, assim como em defesa da dignidade, da saúde e da vida dessas pessoas”, finalizou.

Doações – Qualquer pessoa pode colaborar para a continuidade dos trabalhos da Casa Sonho de Criança. As colaborações podem ser feitas em nome do Grupo Solidariedade é Vida, agência 1612-8, conta corrente 17746-6, Banco do Brasil.

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppEmail

Quem com porco se junta, farelo come!

Elizianeadesivo
Quem não lembra da época em que Eliziane era inimiga política n°1 do prefeito João Castelo? Hoje é aliada!

O ditado é certo: “quem com porco se junta, farelo come”!

Quem não lembra que a demagoga pré-candidata à prefeitura de São Luís, Eliziane Gama (PSL) – a Marina Sousa maranhense -, enquanto exercia a função pública de deputada estadual, gritava aos 4 cantos do estado o caos que o prefeito, à época, João Castelo (PSDB) transformara a capital maranhense? Não foi à toa o jargão CAOSTELO!

Pois sim, meu caros, não pasmem, mas concordando com o texto do colega Jorge Aragão, eis uma tese muito bem fundamentada. Degustem!

Por Jorge Aragão

Um dos principais problemas da política maranhense é a falta de coerência de alguns políticos e o caso mais emblemático na próxima eleição é da deputada federal Eliziane Gama (PPS), que é pré-candidata à Prefeitura de São Luís.

Eliziane Gama era ferrenha opositora da desastrosa gestão de João Castelo à frente da capital maranhense. Numa rápida busca, é fácil encontrar vários discursos de Eliziane tecendo duras críticas a administração de Castelo, chamada de Caostelo pela própria parlamentar, na Tribuna da Assembleia Legislativa.

“Em 2012 São Luís completa 400 anos, e o que todos nós estamos vendo é uma situação de emergência, que eu acho que precisaria inclusive ser decretada assim, uma situação de calamidade que se instalou em nossa capital. E eu, particularmente, fico questionando, porque se deixar São Luís a chegar ao nível que realmente nós estamos vivendo de um verdadeiro caos, em todos os setores de São Luís, em todas as áreas de São Luís: saúde, educação, infraestrutura, transporte, e aí vai, todas as demais áreas de São Luís hoje enfrentam problemas sérios, problemas realmente graves”, afirmava Eliziane sobre a gestão de Castelo no fim de abril de 2011.

Por essas críticas, Eliziane Gama chegou a ser chamada de oportunista pela colega de parlamento à época, Gardênia Castelo (PSDB), filha do ex-prefeito João Castelo e que tem seu nome cogitado para ser vice-prefeita na chapa de Eliziane Gama.

“A legitimidade se acaba quando a crítica tem como horizonte um projeto meramente pessoal, quando a crítica não visa o bem comum, quando a crítica tem como objetivo beneficiar a pessoa que faz a crítica. Esse discurso ganha o nome de oportunismo e não deixa de ser uma crítica realmente. E o oportunismo nunca esteve preocupado com a verdade, o oportunismo é individualista jamais leva em consideração o bem comum, que aliás, o bem comum é a missão nobre aqui de nós políticos, agentes públicos, que somos procuradores do povo”, declarou Gardênia Castelo, que entendia que as críticas de Eliziane eram oportunistas pelo fato dela querer disputar a Prefeitura de São Luís.

Entretanto, atualmente as duas estão do mesmo lado e, pelo visto, querendo trazer de volta para a capital maranhense o modelo de administrar de Castelo, outrora criticado por Eliziane Gama.

Quando o interesse pessoal passa por cima de qualquer CAOS
Quando o interesse pessoal passa por cima de qualquer CAOS

O próprio João Castelo, em artigo publicado no Jornal Pequeno, foi categórico em afirmar que a pré-candidatura que mais se aproxima do seu modo de governar é Eliziane Gama.

“Depois de uma análise criteriosa, concluí que o conteúdo programático que mais se aproxima do trabalho que realizamos em São Luís é o da pré-candidata Eliziane Gama. Assim, estou anunciando agora o meu apoio à pré-candidatura de Eliziane a Prefeitura de São Luís”, escreveu Castelo.

E ainda tem gente que não compreende a queda e/ou estagnação de Eliziane Gama nas pesquisas e, principalmente, o aumento absurdo de sua rejeição, mesmo ela jamais tendo ocupado um cargo no Executivo.

Mas a explicação é óbvia: a incoerência e o vale tudo pelo poder é algo abominável e não mais tolerável pelo eleitor.

E como recordar é viver, isso será bastante lembrado durante a campanha eleitoral.

P.S – Para algumas ou muitas pessoas, a ética, coerência política e até mesmo pessoal é apenas momentâneo. A sociedade vive mesmo é do “se para mim está tudo bem, o resto é que se ferre”. Identidade política e pessoal para quê mesmo?

Enfim!

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppEmail

Polícia Federal prende suspeitos que se preparavam para ataques terroristas na Olimpíada do Rio

Faltando apenas duas semanas para o início da Olimpíada do Rio, a Polícia Federal (PF) realizou na manhã desta quinta-feira (21) uma operação sigilosa de combate ao terrorismo que prendeu 10 pessoas em 10 estados, informou o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, em entrevista coletiva concedida em Brasília.

Dez supostos terroristas foram presos por ligação com o grupo terrorista Estado Islâmico
Dez supostos terroristas foram presos por ligação com o grupo terrorista Estado Islâmico

Batizada de “Hashtag”, a operação investiga a possível participação de brasileiros em uma organização criminosa de alcance internacional, como uma célula do Estado Islâmico no país.

Segundo o ministro, a partir dessa percepção, se deflagrou a operação antiterrorismo. Ele diz que essa comunicação entre os suspeitos se deu por aplicativos de comunicação como WhatsApp e Telegram.

O grupo passou a chamar a atenção da Polícia Federal depois de fazer um “juramento ao Estado Islâmico” pela internet. Apesar da PF não ter constatado um contato direto com a facção, o grupo passou a achar que já fazia parte da facção.

Ainda de acordo com a Polícia Federal, o juiz Marcos Josegrei da Silva, da 14ª Vara da Justiça Federal do Paraná, expediu 12 mandados de prisão temporária por 30 dias, sendo que as detenções podem vir a ser prorrogadas por mais um mês.

“Hoje, culminou na primeira operação onde uma suposta celula terrorista no Brasil foram presos 10 indivíduos. Isso é muito importante, que passaram a partir do nosso rastreamento de simples comentários sobre o Estado Islâmico”, relatou Alexandre de Moraes na entrevista concedida na sede do Ministério da Justiça.

As informações são do G1

 

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppEmail

Inédito: SINFUSP/SL consegue férias remuneradas para serviço prestado da Saúde

Através do SINFUSP/SL – Sindicato dos Funcionários e Servidores Públicos Municipais de São Luís, o dia 19 de julho de 2016 representou uma data de glória para o servidor público municipal, intitulado “Serviço Prestado – SP”, lotado na Secretaria Municipal de Saúde de São Luís.

13731614_1002111183220130_903196866517088549_n

Como se sabe, esses trabalhadores, ao longo de muitos anos vinham sofrendo limitações quanto aos seus direitos trabalhistas. Nesse sentido, a Gestão ‘Ação e Compromisso’, presidida por Francisco do Vale, desde sempre levantou a bandeira em defesa dessa valorosa categoria de servidores.

Nessa perspectiva, assim que começou a gestão, foram, também, iniciadas as rodadas de negociações com a Administração municipal, no intuito de restabelecer o terço de férias dos servidores, chamados serviços prestados.

Finalmente, nesta terça-feira, 19, em solenidade na sede da SEMUS – Secretaria Municipal de Saúde, com a presença de dezenas de diretores do SINFUSP/SL e servidores municipais, a titular do órgão, secretária Helena Duailibe, assegurou que a partir deste mês, do corrente ano, todos os serviços prestados que fizerem jus às férias, o farão com a correspondência financeira, equivalente a 1/3 (um terço) do seu salário base, chamado de terço de férias.

“Esse feito trata-se de uma conquista após a realização de intensas negociações com a gestão pública municipal. A nossa intenção é estender todas as demandas dos servidores às demais secretarias, pois entendemos ser este o nosso dever: a defesa dos direitos de todos os servidores públicos municipais. Vamos à luta!”, defendeu o presidente.

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppEmail

Sem noção: Porta dos Fundos – falta de assunto ou sem criatividade?

O Porta dos Fundos parece ter esgotado o estoque de criatividade e, ao mesmo tempo, decidido focar em seu desprezo pela religião cristã. No último sábado (16), o grupo de humor publicou um vídeo usando Jesus como mote para seu esquete.

No vídeo, Fábio Porchat faz uma sátira à gratidão das pessoas a Deus e à fé em milagres, e valendo-se do estereótipo convencionado da aparência de Jesus, surge barbudo e vestido com uma túnica em um hospital, dizendo não curar pessoas.

“Eu não salvei ninguém. Eu não fiz nada. Que fique claro. Não dá para ficar ouvindo pedidinho de todo mundo. Tem mil pessoas nesse hospital e eu vou salvar seis, sete se eu estiver de bom humor. Só para você entender: médico salva vidas e eu tenho mais o que fazer”, diz o personagem.

O fiel que insistia em agradecer é interrompido por um médico que diz que sua esposa tinha falecido há pouco, de forma inexplicável, afinal, ela tinha saído bem da cirurgia. “Deixa eu te falar, isso aí não foi ele [médico] não. Aí foi culpa minha mesmo. Fui eu que matei ela, porque você estava me dando raiva”, intervém o Jesus do esquete.

Ao final do vídeo, uma moça aguarda na recepção do hospital e reage à queda de um abajur: “Tá amarrado em nome de Jesus”, diz ela. Novamente, o personagem aparece dizendo que não amarra nada, e que se o diabo quisesse fazer mal, daria um AVC nela.

porta-dos-fundos-obrigado-jesus

Imediatamente, a jovem começa a passar mal e o Jesus do Porta olha para o chão, comentando com o demônio sobre seu oportunismo dele e diz que não ajudará a jovem: “Não vou ressuscitar não, vou deixar ela aqui”.

Não bastasse as piadas do vídeo, a descrição do episódio no canal do YouTube também satiriza o Filho de Deus: “Gostaríamos de aproveitar esse espaço para agradecer ao Hospital Casa de Caridade da Guanabara por ceder o espaço para a gravação; aos figurantes que ficaram sem comer por aproximadamente onze horas para aparecerem desfocados por alguns segundos no vídeo; e, claro, ao grande responsável pelo roteiro, direção, luz, som, produção, figurinos, maquiagem, transporte e edição: Jesus”.

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppEmail

Revelação: População vem aprovando pré-candidatura do sindicalista Aníbal Lins

Desde que anunciou a sua pré-candidatura à vereador de São Luís, o sindicalista Aníbal Lins tem tido semanas bastante proveitosas. Visitando comunidades para ouvir a população, dando-lhes vez e voz, Lins já percorreu mais de 20 bairros e fechou a semana reunido com moradores da região central da capital maranhense. Os encontros aconteceram nos bairros Madre Deus, Liberdade e Fé em Deus.

3ec82a4f-9388-4b91-bb93-6d373054d311

Em reunião no Bairro Madre Deus, no sábado (16), cidadãos da Vila Beça, Lira, Belira, Fonte do Bispo, Codozinho e Praça da Saudade apresentaram os problemas que enfrentam na região, que é uma das mais antigas e berço da cultura de São Luís. O tema do encontro foi violência e falta de segurança, assunto que vem se repetindo em todas as visitas até o momento e que desperta preocupação.

De acordo com Armando Teixeira, professor da rede municipal de ensino e morador da Madre Deus, casos de roubo e furto estão aumentando no Centro, o que para ele se deve ao pouco policiamento na área. “O medo e a sensação de insegurança são muito grandes. Os moradores vivem trancados em suas casas e só saem quando é necessário”, disse.

O sindicalista esclareceu que apesar de ser um problema de responsabilidade direta do Estado, é possível que a Prefeitura, por meio da Guarda Municipal, realize ações de apoio à Polícia Militar. Essa medida, segundo Aníbal Lins, pode contribuir para a diminuição da violência, devolvendo a tranquilidade aos moradores.

“A Guarda Municipal precisa estar a serviço dos cidadãos. Inicialmente seria interessante que, pelo menos, a região central de São Luís fosse devidamente atendida. A melhoria da segurança vai refletir de forma positiva no fortalecimento do turismo e, consequentemente, na geração de renda para pessoas dos bairros dessa área”, defendeu.

Infraestrutura – Já na manhã de domingo (17), o pré-candidato atendeu a um convite de moradores do Bairro Liberdade, também da região central e um dos mais tradicionais de São Luís. Apesar da sua formação se confundir com a própria história da capital, o bairro ainda carece de serviços essenciais como mobilidade, saneamento e espaços de cultura e lazer.

Na pauta, o principal assunto da reunião de moradores foi discutir sobre a reativação da creche comunitária local, fechada devido às péssimas condições físicas. A escolinha, por onde já passaram mais de mil crianças da comunidade, está com parte da rede elétrica exposta e o telhado necessitando de reparos. Além disso, não há mais qualquer mobiliário no prédio.

Moradora da região há pelo menos duas décadas, Antônia Oliveira é dona de casa e sabe a falta que faz a instituição de ensino. “Eu tenho filho que já completou 18 anos e que iniciou nesta creche. Fico triste quando vejo que o poder público parece ter abandonado as crianças do nosso bairro”, lamentou.

d4c0a6f4-9c77-4ccd-b549-a9c2d39b6920
Centenas de famílias e dezenas de crianças convivem permanentemente esgoto correndo a céu aberto.

Após o encontro na creche, Anibal Lins foi convidado a conhecer a situação de algumas ruas da área, que, de acordo com os moradores, estão abandonadas. É o que foi constatado na Travessa Joaquim Serra, no Bairro Fé em Deus. Na região, onde casas de alvenaria dividem espaço com palafitas.

Essa situação leva a atitudes como a do comerciante Luís Junior, que gastou seu próprio dinheiro para fazer canaleta no canto da rua para o esgoto escoar. “O único espaço para as crianças brincarem [a rua] fica tomado pelo esgoto. Para diminuir o problema a gente ajeita como pode, inclusive gastando do próprio bolso. Isso aí já tem vários anos e mesmo fazendo reclamação a coisa não muda. Isso é um desrespeito, porque aqui mora gente de bem”, desabafou.

Aníbal Lins disse estar ao lado do sofrimento das pessoas e lamentou o quadro em que se encontra uma região tão importante e ao lado dos centros administrativos municipal e estadual. No entanto, ele também deixou uma mensagem de encorajamento para os moradores. “O cidadão precisa exercer o seu direito de exigir investimento em saúde, educação e infraestrutura. É ter uma postura de permanente cobrança das melhorias para a comunidade”, concluiu.

Reconhecimento – Assim como em todos os encontros já realizados, Aníbal Lins teve o apoio e a aprovação de sua pré-candidatura pelos moradores. Para o sindicalista isso comprova que a população ainda tem esperança de que a boa política vai prevalecer e que é possível construir uma sociedade melhor para todos.

Ele também atribui o apoio que vem recebendo da população ao trabalho sério realizado à frente do Sindicato dos Servidores da Justiça do Maranhão (Sindjus), de onde se afastou para concorrer a uma das vagas na Câmara de Vereadores de São Luís. “Vou continuar minha luta pela valorização dos servidores e melhoria dos serviços públicos, mas sou pré-candidato porque quero colocar meu nome à disposição de todo e qualquer cidadão”, garantiu.

FacebookTwitterGoogle+WhatsAppEmail